Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1330
Título: Opiniões de estudantes de medicina sobre as perspectivas de especialização e prática profissional no programa de saúde da família
Título em inglês: Opinions of students of medicine on the perspectives of specialization and practical professional in the program of health of the family
Autor(es): Cavalcante Neto, Pedro Gomes
Orientador(es): Miranda , Alcides Silva de
Palavras-chave: Medicina de Família e Comunidade
Internato e Residência
Programa Saúde da Família
Saúde da Família
Data do documento: 2008
Citação: CAVALCANTE NETO, P. G. (2008)
Resumo: Com a criação e a expansão do Programa Saúde da Família (PSF) no Brasil, a Medicina de Família e Comunidade (MFC), como especialidade médica, ganhou destaque por ser a mais adequada para esse trabalho. Recentes parcerias entre os Ministérios da Saúde e da Educação têm procurado regular a formação de recursos humanos em saúde para atender às demandas de consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS), no âmbito da graduação e da pósgraduação. Houve investimento no aumento no número de vagas de residência em MFC, mas parece haver uma incongruência entre o que os futuros médicos almejam em suas carreiras e as necessidades do SUS, o que é demonstrado pelo número de vagas ociosas nesses programas. O objetivo inicial foi determinar fatores predisponentes à escolha da MFC como carreira. Porém, ao reconhecer o desinteresse por essa especialidade, buscou-se elencar hipóteses explicativas para tal realidade. Foi, então, realizado um estudo junto a 170 estudantes do Curso de Medicina de Sobral da Universidade Federal do Ceará, que responderam um questionário contendo 32 perguntas sobre dados sócio-demográficos, escolha da especialidade, PSF e MFC e fatores que, na opinião dos respondentes, influenciam a escolha da carreira a ser seguida. Encontrou-se que apenas um estudante referia já ter escolhido a MFC como especialidade. Contudo, a grande maioria não descarta a possibilidade de trabalhar provisoriamente no PSF. As prováveis justificativas para esse desinteresse são as precárias condições de trabalho, desvalorização da atividade, baixos salários, necessidade de interiorizar-se para ganhar melhor e poucas perspectivas de crescimento profissional. O currículo oculto, muito citado em trabalhos internacionais, também tem seu papel, mas não foi adequadamente avaliado nesta pesquisa. Especialidades clínicas são as mais almejadas por esses estudantes. Os fatores que mais influenciam a escolha da carreira, segundo os respondentes, são interesses pessoais, compromisso ético-social e possibilidade de realizar procedimentos diagnósticos ou terapêuticos. Em conclusão, a escolha da carreira é multifatorial. O interesse pela MFC é modesto. Apesar de haver muitas propostas para aumentá-lo, estas não trouxeram repercussão em alguns cenários e não estão confirmadas cientificamente. Mesmo assim, deve-se procurar identificar os fatores causais e sugerir ou ensaiar estratégias para reverter esse quadro.
Abstract: The creation and expansion of the Family Health Program (FHP) in Brazil bring to Family Practice (FP), as medical specialty, highlight because it’s the more adequate one for that kind of work. Recent partnerships between Health and Education State Departments try to regulate the graduation and post graduation of health workers, attending the demands of consolidation of the National Health System of Brazil (NHS). Investments ware taken to increase FP residency position number, but maybe there is an incongruity between career intentions of future doctors and the needs of the Brazilian NHS, what is shown by the low number of positions filled in those programs. The initial objective of this research was to determine predisposing factors to choice of FP as career. However, upon recognizing the disinterest by that specialty, we try to list explanatory hypotheses for such reality. It was, then, carried out a study involving 170 medical students of Federal University of Ceará at Sobral, which answered a questionnaire containing 32 questions about demographic and social characteristics, choice of the specialty, FHP and FP and factors that, in the opinion of the students, influence the choice of career. It was found that only one student made a choice of FP as specialty. However, the great majority doesn’t reject the possibility of work provisionally in the FHP. The probable justifications for this disinterest are the precarious conditions of work, depreciation of the activity, low income, better salaries in remote cities and few perspectives of professional growth. The hidden curriculum, cited by international articles, also play a role, but it was not evaluated accurately in this research. Clinical specialties are the most preferred by those students. The most influencing factors for career choice, according to students, are personal interests, ethical and social commitment and possibility of make diagnostic or therapeutic procedures. In conclusion, career choice has many influencing factors. The interest by FP is modest. Despite many proposals to increase interest, these did not bring repercussion in some settings and are not scientifically confirmed. Even so, such influencing factors it must be identified and strategies for revert that picture must be tried.
Descrição: CAVALCANTE NETO, Pedro Gomes. Opiniões de estudantes de medicina sobre as perspectivas de especialização e prática profissional no programa de saúde da família. 2008. 120 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1330
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_pgcneto.pdf1,18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.