Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1344
Título: “Fluorose dentária em crianças de seis a oito anos residentes na área de abrangência de uma unidade básica de saúde, Fortaleza-Ce : estudo de caso-controle”
Título em inglês: Dental fluorosis in 6-8-year-old children living in the abrangency area of a primary health center in Fortaleza-CE : case-control study
Autor(es): Teixeira, Ana Karine Macedo
Orientador(es): Almeida , Maria Eneide Leitão de
Palavras-chave: Fluorose Dentária
Fatores de Risco
Aleitamento Materno
Data do documento: 2009
Citação: TEIXEIRA, A. K. M. (2009)
Resumo: O aumento da prevalência de fluorose dentária é observado tanto em comunidades com água fluoretada como em áreas não fluoretadas, sugerindo assim a ingestão de flúor por outras fontes além da água de abastecimento público. O objetivo deste trabalho foi pesquisar a fluorose dentária em crianças de seis à oito anos no Município de Fortaleza-CE e investigar possíveis fatores de risco ou de proteção para a fluorose, além de sua relação com fatores socioeconômicos. Tratou-se de um estudo do tipo caso-controle, desenvolvido no Centro de Saúde da Família (CSF) Terezinha Parente. A amostra constou-se de 57 crianças sem fluorose (grupo-controle) e 67 crianças com fluorose (grupo de casos), onde foi utilizado o índice de Dean para a medição da fluorose e definição de casos e controles. Os dados foram obtidos através de entrevistas, com base em um roteiro estruturado com os pais das crianças. A análise dos dados foi realizada no programa Epi-Info Windows, onde se utilizou o teste exato de Fisher para verificar a associação entre as variáveis, considerando significativo quando o valor de p<0,05. Calculou-se ainda o odds ratio com intervalo de confiança de 95%. Foi observada uma associação estatisticamente significante entre a variável condição de moradia e fluorose dentária (p=0,024 e OR=3,82), enquanto para os outros fatores socioeconômicos não foi observada nenhuma associação. Com relação à fonte de água para consumo, os dentifrícios fluoretados e suplementos de flúor, não se verificou nenhuma associação significante com a presença de fluorose. Observou-se, porém, que as crianças que iniciaram o consumo de leite em pó reconstituído com água antes dos dois anos de idade apresentaram uma chance de 4,53 vezes maior de apresentar fluorose (p=0,036). E as crianças que não mamaram apresentaram uma chance de 6,66 vezes maior de possuir fluorose dentária do que as que mamaram por mais de seis meses (p=0,007). A amamentação se configurou como um fator de proteção para a fluorose dentária, enquanto a ingestão de leite em pó reconstituído com água antes dos dois anos se apresentou como um fator de risco. É de fundamental importância o estímulo à amamentação por parte dos profissionais de saúde, para garantir não só uma melhor saúde geral das crianças, mas também uma melhor saúde bucal.
Abstract: The increase of dental fluorosis has been observed in fluoridated and non-fluoridated locations, suggesting the fluoride intake by others sources besides water fluoridated. The aim of this study was to investigate the dental fluorosis in children aged 6 to 8 in Fortaleza, Ceará, to identify risk and protection factors for dental fluorosis and to verify the possible associated of fluorosis with socioeconomic status. It was a case-control study realized at the health center Terezinha Parente. A total of 57 controls and 67 cases were examined by the Dean index. Data was obtained by interviewing the parents of the children, based on a structured questionnaire. Analyses of the data occurred at the Epi-Info Windows program by the Fisher test with p<0,05 and the odds ratio was calculated, with confidence interval of 95%. Statistically associated between dental fluorosis and the variable condition of live was observed (p=0,024 e OR=3,82), while no association was observed by the others socioeconomic factors. Fluoride intake by children from water, dentifrice and fluoride supplement demonstrated no significant results. But, the children who consumed powdered milk reconstituted with water before 2 years old presented 4,53 more chance to have dental fluorosis (p=0,036). And the children who have not breastfeeding presented 6,66 more chance to have fluorosis than that who breastfeeding for more than 6 mouths (p=0,007). Breastfeeding showed to be a protections factor to dental fluorosis and the consume of powdered milk reconstituted with water before 2 years old demonstrated to be risk factor in this population. It’s important to health workers recommend breastfeeding to guarantee the oral health of children.
Descrição: TEIXEIRA, Ana Karine Macedo. “Fluorose dentária em crianças de seis a oito anos residentes na área de abrangência de uma unidade básica de saúde, Fortaleza-Ce : estudo de caso-controle”. 2009. 98 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1344
Aparece nas coleções:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_akmteixeira.pdf629,03 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.