Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/13655
Title in Portuguese: Estabilidade da interface de união de sistemas adesivos convencionais aplicados à dentina saturada com alcoóis
Title: Stability of interface created by simplified etch-and-rinse adhesives to alcohol-saturated acid-etched dentin
Author: Barros, Lívia de Oliveira
Advisor(s): Saboia, Vicente de Paulo Aragão
Keywords: Adesivos Dentinários
Resistência Adesiva
Etanol
Issue Date: 2011
Citation: BARROS, L. O. Estabilidade da interface de união de sistemas adesivos convencionais aplicados à dentina saturada com alcoóis. 2011. 50 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011.
Abstract in Portuguese: Existe um consenso de que a instabilidade da interface de união resina-dentina está relacionada com a quantidade de monômeros hidrofílicos presentes no sistema adesivo. Dessa forma, interfaces adesivas mais duradouras seriam alcançadas com a utilização de sistemas adesivos mais hidrofóbicos. Uma maneira de unir monômeros hidrófobos à dentina é através da saturação da matriz dentinária desmineralizada por etanol ao invés de água (ethanol-wet bonding technique). O objetivo deste trabalho in vitro foi avaliar o efeito do protocolo de saturação dentinária, utilizando alcoóis, na estabilidade da interface de união produzida por sistemas adesivos convencionais de dois passos. Para isso, foram utilizados 20 terceiros molares humanos, que tiveram a dentina coronária exposta e foram distribuídos aleatoriamente em quatro grupos experimentais (n=5): Adper Single Bond 2 (SB) aplicado sobre dentina saturada com água ou etanol; e XP Bond (XP) aplicado sobre dentina saturada com água ou tert-butanol. O protocolo de saturação da dentina foi realizado através da aplicação de 2 μl de etanol 100% ou tert-butanol 99,5% diretamente sobre a dentina por um período de 60 s. Um platô de resina composta foi confeccionado sobre superfície dentinária após a aplicação do sistema adesivo e os espécimes foram cortados pela técnica non-trimming de obtenção de palitos para o teste de microtração. Os palitos de cada dente foram igualmente divididos em dois subgrupos: imediatamente testado ou envelhecido em solução de NaOCl a 10% por 1 hora. Os espécimes foram tracionados até a ruptura da união a uma velocidade de 1 mm/min e sua força de união mensurada. Os palitos fraturados foram analisados e classificados de acordo com o modo de fratura em mista, adesiva, coesiva em dentina e coesiva em compósito, e os valores expressos em porcentagem. Os valores de resistência de união foram estatisticamente analisados usando os testes ANOVA a três critérios e Tukey (α=0.05). Discos extras de dentina foram submetidos aos procedimentos adesivos de cada grupo testado e utilizados para investigar as características morfológicas da interface de união através de microscopia óptica após imersão em solução amonical de nitrato de prata. Os resultados do teste de microtração mostraram que a imersão em solução de NaOCl reduziu significativamente a força de união em comparação aos grupos controle (p<0.05) e aumentou a nanoinfiltração das interfaces adesivas de todos os sistemas adesivos testados. A saturação da dentina com etanol 100% reduziu os valores de resistência adesiva para SB quando comparado ao grupo controle, e esta mesma tendência foi observada na infiltração de prata. O uso do tert-butanol 99,5% não afetou os valores de resistência adesiva para o XP, assim como a deposição de nitrato de prata na interface adesiva. Conclusão: Os protocolos simplificados de saturação da dentina com alcoóis utilizados no presente estudo não foram capazes de melhorar a estabilidade da interface de união para sistemas adesivos convencionais de dois passos.
Abstract: There is a consensus that the resin-dentin bond instability is correlated with increased hydrophilic resin monomer content in dentin adhesive. Thus, more durable bonds could be created when more hydrophobic resins were used. One way to bond hydrophobic monomers to acid-etched dentin is saturating the demineralized dentin with ethanol instead of water (ethanol-wet bonding technique). The objective of this in vitro study was to evaluate the effect of “alcohol wet bonding” technique on the stability of adhesive interface produced by two-step etch-and-rinse adhesives systems. For this, it was used 20 human third molars that had superficial dentin exposed and were randomly divided into four experimental groups (n=5): Adper Single Bond 2 (SB) bonded to acid-etched dentin saturated with water or ethanol; and XP Bond (XP) bonded acid-etched dentin saturated with water or 99.5% tert-butanol. The simplified dentin dehydration protocol was performed using 2 μl 100% ethanol or 99.5% tert-butanol directly applied in dentin for 60 s. Composite build-ups were built on dentin surface and specimens were cut into non-trimming dentin-composite beams to microtensile testing. Beams from each tooth were divided equally in two subgroups: immediately tested and aged by immersion in 10% NaOCl solution for 1 h. Specimens were pulled until failure at crosshead speed of 1 mm/min and bond strength was calculated. Fractured sticks were analyzed and classified according to the failure mode as mixed, adhesive, cohesive in dentin and cohesive in composite; and expressed in percentage. Data from μTBS test were statistically analyzed using three-way ANOVA and Tukey tests (α=0.05). Additional dentin disks were bonded using the same groups tested and the morphological characteristics of adhesive interface were investigated by light microscopy after immersion in ammoniacal silver nitrate solution. μTBS results showed that NaOCl solution reduced significantly bond strength comparing with the control groups (p<0.05) and increased the silver nitrate interfacial deposit for all adhesives tested. SB used in ethanol saturated-dentin showed significant lower bond strength values in comparison with SB control group, and this same tendency was observed in the silver nitrate deposition. The use of tert-butanol did not influence XP bond strengths values and silver nitrate deposits. Conclusion: The “alcohol wet bonding” simplified technique used in the present study was not able to improve resin-dentin bond stability for simplified etch-and-rinse adhesive systems.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/13655
Appears in Collections:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_dis_lobarros.pdf820,89 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.