Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1386
Título: Distribuição de Mercurio (Hg) em Sedimento, Água e Biota na Região de Influencia dos Efluentes da Carcinicultura na Gamboa do Cumbe - Rio Jaguaribe - Ceará - Brasil
Título em inglês: Distribution of Mercury (Hg) in sediment, water and biota in the region of influence of the effluent from the Gamboa Shrimp in Cumbria - Lake Jaguaribe - Ceará - Brazil
Autor(es): Costa, Breno Gustavo Bezerra
Orientador(es): Lacerda, Luiz Drude de
Palavras-chave: Carcinicultura - Aracati (CE)
Sedimentos fluviais
Recursos pesqueiros - Ceará
Data do documento: 2009
Editor: http://www.teses.ufc.br/
Citação: COSTA, B. G. B. ; LACERDA, L. D. de (2009)
Resumo: A bacia hidrográfica do Rio Jaguaribe, localizada no Estado do Ceará, ocupa uma área de em torno de 80.000 km2, a sub-bacia do Baixo Jaguaribe tem área de drenagem de 6.875 km2, sendo esta correspondente a 4,64% do território cearense. A região estuarina do Rio Jaguaribe é dominada por florestas de manguezal que ocupam 215,5 ha, particularmente no canal de maré da Gamboa do Cumbe. Estando na região área implantada a maior área de produção de camarão em cativeiro do estado, ocupando 1.316 ha em viveiros cerca de 50% do total de todo o Estado do Ceará. A quantificação de mercúrio (Hg), na água e em sedimento (superficial e testemunhos sedimentares) ao longo de toda a Gamboa do Cumbe mostrou valores variando de 6,3 a 32,1 ng/l (14,4 ± 8,4), 1,1 a 23,5 ng/l (7,0 ± 7,8), 3,2 a 15,0 ng/l (7,4 ± 3,9), para o Hg total, dissolvido e particulado na água respectivamente. No sedimento as concentrações variaram de 1,6 a 10,3 ng/g (4,7 ± 2,9) e 1,9 a 16,2 % (6,7 ± 4,9) respectivamente para a concentração de Hg e percentual de matéria orgânica. A concentração de Hg em peixes coletados na região variaram de 4,3 – 37,0 ng/g (9,9 ± 9,0) em Sphoeroides testudineos e 9,7 a 66,1 ng/g (31,8 ± 14,4) Cathorops spixii. Com a obtenção destes dados pôde-se definir a área preferencial de deposição e acumulação de Hg e a forma dissolvida mostrou-se a predominante exportada. Aquacultura promove alterações significativas das cargas de Hg nos últimos anos baseado nos valores da concentração de Hg nos perfis sedimentares. O Hg proveniente da aquicultura é 156,4 kg.ano-1, na sua maioria associados ao MPS sendo transportado para a região estuarina adjacente e depositado na área da Gamboa do Cumbe.
Abstract: The Jaguaribe River basin, located in State Ceará, occupies an area of about 80,000 km2, wher as the sub-basin of the Lower Jaguaribe River has a drainage area of 6,875 km2, equivalent to 4.64% of the state’s area. The estuarine region of the Jaguaribe River is dominated by mangrove forests that occupy 215.5 ha, particularly in the tidal channel of the Gamboa do Cumbe. In this area it is located the largest area of shrimp production in captivity in the state, with 1,316 ha of pond area around 50% of the entire aquaculture area of the state of Ceará. The quantification of mercury (Hg) in water and sediments (surface and sedimentary profile) along the Gamboa do Cumbe showed values ranging from 6.3 to 32.1 ng / l (14.4 ± 8.4) , 1.1 to 23.5 ng / l (7.0 ± 7.8), 3.2 to 15.0 ng / l (7.4 ± 3.9), or total Hg, dissolved and particulate Hg respectively. In sediments concentrations ranged from 1.6 to 10.3 ng / g (4.7 ± 2.9) and 1.9 to 16.2% (6.7 ± 4.9) for Hg and organic matter respectively. The concentration of Hg in fish collected in the region ranged from 4.3 to 37.0 ng / g (9.9 ± 9.0) in Testudines sphoeroides and from 9.7 to 66.1 ng / g (31.8 ± 14 , 4) in Cathorops spixii. These data made possible to define the area of preferential deposition and accumulation of Hg and that the predominant form of Hg export is dissolved Hg. Aquaculture, seems to have promoted significant changes in Hg loads in recent years based on records of Hg concentration in sedimentary profiles. Hg of burden from aquaculture to the region is about 156.4 kg.ano-1, mostly associated with TSS transported of the adjacent estuarine region and is stored in the sediment of the deposition area of Gamboa do Cumbe.
Descrição: COSTA, Breno Gustavo Bezerra. Distribuição de Mercurio (Hg) em Sedimento, Água e Biota na Região de Influencia dos Efluentes da Carcinicultura na Gamboa do Cumbe - Rio Jaguaribe - Ceará - Brasil. 2009. 60 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1386
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_bgbcosta.pdf835,13 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.