Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/13931
Title in Portuguese: Efeito antidepressivo da riparina III em camundongos submetidos ao modelo de estresse induzido pela administração de corticosterona
Title: Antidepressant effect of riparina iii in mice submitted to stress model induced by corticosterone administration
Author: Vasconcelos, Auriana Serra
Advisor(s): Sousa, Francisca Cléa Florenço de
Keywords: Corticosterona
Depressão
Sintomas Comportamentais
Fator Neurotrófico Derivado do Encéfalo
Issue Date: 21-May-2015
Citation: VASCONCELOS, A. S. Efeito antidepressivo da riparina III em camundongos submetidos ao modelo de estresse induzido pela administração de corticosterona. 2015. 94 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
Abstract in Portuguese: Depressão maior é um transtorno de humor grave, comum, crônico e recorrente. Acredita-se que sua etiologia seja resultado de anormalidades que interagem com fatores genéticos e ambientais, sendo o estresse o principal fator ambiental descrito. A riparina III (Rip III), isolada do fruto verde de Aniba riparia, é uma um composto bioativo que já apresentou ação sobre o sistema nervoso central, com atividade ansiolítica e antidepressiva. Portanto, o objetivo do presente trabalho é investigar o potencial antidepressivo da Rip III em camundongos submetidos ao modelo de estresse induzido pela administração de corticosterona (Cort) em protocolos de prevenção e reversão. Foram utilizados camundongos swiss, fêmeas. Para avaliar a reversão, cada animal recebeu uma injeção subcutânea (SC) de Cort 20mg/kg, ou de veículo, durante 22 (vinte e dois) dias. A partir do 14º dia de tratamento em diante, os animais receberam respectivamente a administração oral de veículo, Rip III ou fluvoxamina (Flu), durante oito dias. Testes comportamentais foram registrados nos dias 14, 15, 21 e 22 de tratamento. O tratamento de prevenção ocorreu num intervalo de 14 (quatorze) dias e, ao final, testes comportamentais foram realizados. Em seguida, os animais foram sacrificados para dissecação do hipocampo e dosagem de BDNF (Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro) . Os resultados mostraram que foi possível induzir depressão com corticosterona e que Rip III e Flu foram capazes de reverter bem como de prevenir as alterações comportamentais nos testes de nado forçado, suspensão da cauda, anedonia, plus maze, campo aberto, interação social, contudo, no teste de memória e inibição pré-pulso, foram capazes de somente reverter as modificações, sem alterar a atividade locomotora. Além disso, a administração dessas drogas restaurou níveis de BDNF no hipocampo. Portanto, este trabalho permitiu inferir que a Rip III é uma droga eficaz na reversão e prevenção nesse modelo. Dessa forma, este estudo abre perspectivas para continuidade, no sentido de elucidar as vias com as quais ela está envolvida, contribuindo como mais uma possível droga com potencial para ser utilizada no tratamento da depressão.
Abstract: Major depression is a common disorder of severe mood swings, chronic and recurrent. It’s believed that the etiology resulting from abnormalities which interact with environmental and genetic factors, and environmental stress main factor described. The riparina III (Rip III), isolated from the green fruit of Aniba riparia is a bioactive compound that has had action on the central nervous system, with anxiolytic and antidepressant activity. Therefore, the objective of this study is to investigate the antidepressant potential of Rip III in mice subjected to stress model induced by the administration of corticosterone (Cort) in preventing and reversing protocols. Swiss female mice were used. To assess the reversal, each animal received a subcutaneous injection (sc) Cort 20mg / kg or vehicle for 22 days. From the 14th day of treatment onwards, the animals received oral administration respectively vehicle, Rip III or fluvoxamine (Flu) for eight days. Behavioral tests were recorded on 14, 15, 21 and 22 days of treatment. The preventive treatment occurred in a 14-day interval and the final behavioral tests were performed. Then the animals were sacrificed and dissected hippocampal BDNF and dosage. The results showed that it was possible to induce depression with corticosterone and Rip III and Flu were able to reverse and prevent behavioral changes in the forced swimming test, tail suspension, anhedonia, plus maze, open field, social interaction and, only in reverse memory test and prepulso inhibition without changing locomotor activity. Further, restored BDNF levels in the hippocampus. Therefore, this study also has shown that Rip III is an effective drug in reversing and preventing this model. Thus, this study opens the possibility for continuity in order to elucidate the pathways with which it is involved, contributing as another possible drug with potential for use in treating depression.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/13931
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_asvasconcelos.pdf1,98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.