Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1441
Título: A Produção de vídeos como estratégia pedagógica no ensino de biologia
Título em inglês: Video production as a pedagogical strategy in teaching biology
Autor(es): Brito, Daniel Azevedo de
Orientador(es): Lima, Ivoneide Pinheiro de
Palavras-chave: Biologia
Gravações de vídeo
Data do documento: 2010
Citação: BRITO, D. A. de (2010)
Resumo: O ensino de Ciências, em particular o da Biologia, precisa ainda metamorfosear o aluno em um ser crítico, reflexivo e participativo de sua realidade como indivíduo capaz de questionar, compreender e resolver problemas inerentes ao mundo em que vive, extrapolando a concepção de que uma disciplina existe por si só, independente das outras. Com isso, seu ensino deve ser trabalhado no contexto escolar de forma adequada, em que não basta apenas que sejam transmitidos os conteúdos, mas como uma disciplina de investigação, direcionada para ajudar o aluno a compreender e explicar a sua realidade. Porém, já não é mais o tempo em que a escola representa a única fonte de transmissão de conhecimentos, hoje tem também a televisão, o rádio, a internet, vídeo e outros que propiciam ciência, tanto em crianças como adultos. Nesse sentido, a ciência escolar tem um papel essencial junto aos alunos, por meio de atividades educativas que o possibilitem atingirem níveis elevados de alfabetização cientifica. É necessário que o refinamento e ampliação do vocabulário científico junto aos alunos sejam desenvolvidos de forma contextualizada, para que possam encontrar significado nos conceitos científicos apresentados. O trabalho tem como objetivo geral analisar as implicações da construção de vídeos como recurso pedagógico na apropriação de conceitos de Biologia. A metodologia aplicada foi uma pesquisa de campo com 36 alunos do 3º ano do ensino médio de uma escola pública da cidade de Fortaleza/CE, no período de maio a setembro de 2009. Os alunos produziram dois vídeos: um mini-documentário e a construção de uma paródia. Os instrumentos de coleta de dados foram questionários, observação participante e entrevista do grupo focal. Os resultados apontam que os vídeos feitos fora da sala de aula, em especial fora da escola, tendem a ser mais efetivos no incentivo à aprendizagem significativa; os alunos revisitam as produções e o conhecimento veiculado na internet; possuir apenas uma câmera não inviabiliza a atividade de produção de vídeo com os alunos; sair da escola se mostrou como um fator forte no engajamento dos alunos na atividade; assistir aos vídeos na internet auxiliou na aprendizagem. As considerações finais mostram que as tecnologias digitais devem definitivamente adentrar na sala de aula. Mas essa inserção não pode ser desprovida de reflexão ou resultar num mero empilhamento tecnológico das salas de multimeios. Mais do que ter recursos, é preciso saber usá-los de modo a facilitar a aprendizagem significativa.
Abstract: The teaching of Science, particularly of Biological science, must be able of changing the student into a critical being, who pounders his reality and participates of it. An individual capable of questioning, understanding and solving problems in a global dimension, seeing beyond the old conception of a discipline that exists by its own, ignoring the other fields of knowledge. That being said, the act of teaching must be understood within the context of the school, in a appropriate manner, not only with the mere transmission of subjects, but also with an inquisitive direction, showing to the student how to comprehend and explain his own reality. However, it is no more time for the school to stand as the only source of knowledge, for today, also television, radio, internet, videos and other data work as agents in the act of spreading the knowledge in science as much for children as for adults. In this direction, the science taught in the school plays an essential role in the education of the students, through activities that make a high level of scientific education possible. It is necessary that the students may develop a contextualized and richer scientific vocabulary, in order to better understand the presented scientific concepts. This work aims to analyze the implications of making videos as a pedagogical resource in the act of teaching biological concepts. The applied methodology was a field research, made with 36 students from the last step of high school of a school located in Fortaleza/CE, from may to September of 2009. The students produced 2 videos: a documentary and a parody. Quizzes, interviews and the observation of the environment were used as source of data. The results show that the videos made inside the school and also, specially, outside of it have an expressive potential to influence the interest of the students in learning; the videos posted in the internet are often revisited by the students; making videos outside the school was even more productive; watching videos in the internet made easier the act of learning. The final comments show that digital technologies must definitely participate of the institution. This insertion must not forget about reflection or even result in a mere technological pile up of multimedia rooms. More important than the resources is to know how to properly use these technological media, making the act of learning actually less complicated.
Descrição: BRITO, Daniel Azevedo de. A Produção de vídeos como estratégia pedagógica no ensino de biologia. 143 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática) - Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1441
Aparece nas coleções:ENCIMA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_dabrito.pdf4,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.