Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14634
Title in Portuguese: Computadores fazem arte, artistas fazem dinheiro: análise da atividade dos desenvolvedores de software
Title: Computers make art, artists make money: analysis of the activity of software developers
Author: Moita, Dímitre Sampaio
Advisor(s): Aquino, Cássio Adriano Braz de
Keywords: Trabalhadores da Indústria de Software – Atitudes
Software – Desenvolvimento
Trabalho – Aspectos Sociais
Emprego precário
Software developers
Software factories
Issue Date: 2015
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: Moita, D. S.; Aquino, C. A. B. (2015)
Abstract in Portuguese: Esta dissertação tem como objetivo geral analisar o significado que atribuem à sua atividade os desenvolvedores das fábricas de software. Caracteriza as recentes transformações do mundo do trabalho como um processo histórico de universalização da precariedade e busca confrontar as promessas do trabalho imaterial com a experiência precária de trabalhadores do setor de TIC. A princípio, a justificativa para a escolha das fábricas de software como campo de pesquisa baseou-se no conceito de taylorização da produção de software. O uso de normas de qualidade dentro da fábrica de software resultaria em rotinização da atividade e em desqualificação do trabalhador. A pesquisa emprega a análise sociohermenêutica sobre os discursos colhidos por meio de entrevistas semiestruturadas com seis desenvolvedores. O trabalho de interpretação do significado presente no discurso consiste em abordar a temática das transformações do mundo laboral à luz da vivência dos trabalhadores. O pesquisador constrói um diálogo envolvendo a fala dos desenvolvedores, dados de outras pesquisas e suas próprias interpretações. Discute a hipótese da taylorização, considerada imprecisa diante da vivência dos entrevistados, e opta pela discussão da racionalização do processo de software. A experiência de trabalhar sob a gestão por projetos, aspecto de grande relevância na fala dos trabalhadores, é discutida em duas dimensões principais, trabalhar por projetos e trabalhar no cliente, o que permite identificar de modo mais preciso como se expressa a precariedade dentro do ambiente das fábricas de software. Mecanismos sutis de controle permitem a autoexploração do trabalhador e a hipersolicitação por parte da empresa, que dispõe da precariedade como ferramenta disciplinar que extrapola as fronteiras entre vida e trabalho.
Abstract: This work has the general goal to analyze the meaning that developers from software factories attach to their activity. It characterizes the recent transformations of the working world as a historical process of universalization of precarity and aims to confront the promises of immaterial work with the precarious experience of the ICT sector workers. At first, the reason to choose software factories as a research field relied on the concept of taylorization of software production. The use of quality standards within the software factory would result in routinization of activity and deskilling of work. The research applies the social-hermeneutics analysis on the speech collected through semi-structured interviews with six developers. The task of interpreting the meaning contained in the speech is to address the issue of changes in the labor world in light of workers experience. The researcher builds a dialogue involving the speech of developers, other survey data and his own interpretations. Discusses the hypothesis taylorization, considered inaccurate given the experience of respondents, and chooses to discuss the rationalization of software process. The experience of working under the management by projects, highly relevant aspect in the speech of workers, is discussed from two main dimensions, working by projects and working at the client site, which allows to identify more precisely how precarity expresses itself within software factories ambient. Subtle control mechanisms allow the worker self-exploration and hyper-request by the company, which has the precarity as a disciplinary tool that goes beyond the boundaries between life and work.
Description: MOITA, Dímitre Sampaio. Computadores fazem arte, artistas fazem dinheiro: análise da atividade dos desenvolvedores de software. 2015. 89f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14634
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_dsmoita.pdf727,53 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.