Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14635
Title in Portuguese: Sintoma e fantasia como fundamentos da clínica psicanalítica com crianças
Title: Symptom and fantasy fundamentals of clinical psychoanalytic with children
Author: Campos, Renata Carvalho
Advisor(s): Fontenele, Laéria Bezerra
Keywords: Lacan,Jacques,1901-1981
Freud,Sigmund,1856-1939
Psicanálise infantil – Fortaleza(CE)
Manifestações psicológicas de doenças – Fortaleza(CE)
Symptom
sychoanalytic Clinic
Issue Date: 2015
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: Campos, R. C.; Fontenele, L. B. (2015)
Abstract in Portuguese: É consensual entre os teóricos, a proposição de que a psicanálise é uma só, não havendo diferenças entre a análise de adultos e de crianças. Esses autores consideram, no entanto, que existem especificidades no tocante à infância, decorrentes do desenvolvimento e da linguagem, cujas repercussões comparecem na clínica. Tendo em vista essas divergências, questiona-se sobre a existência de particularidades na psicanálise com crianças e o que elas envolvem. Trata-se de uma mera questão de técnica? O que está para além da técnica e que une sob o termo psicanálise o tratamento de adultos e crianças? O que é comum às duas formas de psicanalisar? Em síntese, o que fundamenta a clínica psicanalítica? Fundamentar remete à articulação da teoria a um campo de experiência e é nesse contexto que se insere essa pesquisa, uma vez que, ela se origina nos impasses da clínica e retorna à teoria numa tentativa de aprofundar a compreensão do trabalho analítico com a criança. Nesse sentido, objetiva-se situar as diferenças que envolvem a clínica com crianças dentro da teoria psicanalítica, segundo as contribuições de Freud e Lacan. Ao investigar a clínica psicanalítica nos seus fundamentos, pretende-se estabelecer princípios para pensar a psicanálise com crianças, questionando o discurso em favor das especificidades. Sintoma e fantasia são utilizados como parâmetros por reunirem as condições necessárias para a presente investigação, a saber: correspondem à essência do que é desenvolvido num processo de análise e apresentam-se independente da idade do paciente. Dessa forma, como introdução à pesquisa, aborda-se a constituição da clínica psicanalítica com crianças, indicando as principais controvérsias acerca dessa prática. As contribuições de Lacan são contempladas numa discussão centrada na proposição do sujeito como um conceito que vem dirimir uma perspectiva desenvolvimentista da psicanálise com crianças, tendo em vista que o estatuto do sujeito em Lacan é ético e não ôntico, referindo-se ao inconsciente. Nos capítulos seguintes, sintoma e fantasia inauguram outro momento da pesquisa, ao mesmo tempo em que mantém o diálogo com o anterior. Isso porque, ao situar esses dois conceitos como parâmetros de trabalho, pretende-se compreender se a análise realizada com crianças se distancia da proposta originalmente pensada para adultos. Nesse cenário, considera-se que a presente investigação se insere no campo da psicanálise com crianças, sem, no entanto, se restringir a ele. Acredita-se que a relevância da pesquisa consista, justamente, em discutir o singular que a clínica com crianças comporta, suscitando questionamentos importantes à teoria, para, concomitantemente, localizar essas diferenças no campo da psicanálise.
Description: CAMPOS, Renata Carvalho. Sintoma e fantasia como fundamentos da clínica psicanalítica com crianças. 2015. 121f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14635
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_rccampos.pdf866,72 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.