Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1464
Título: A igreja dos homens: o trabalho dos agentes de Cáritas para o desenvolvimento da economia popular solidária no Ceará
Título em inglês: Church of men: the work of Caritas agents for the development of popular economy in the State of Ceara
Autor(es): FORTE, Joannes Paulus Silva
Orientador(es): ARAÚJO, Maria Neyára de Oliveira
Palavras-chave: Sociologia
Igreja Católica
Economia Solidária
Pobreza
Trabalho
Agentes de Cáritas
Solidariedade
Igreja e problemas sociais - Igreja Católica
Economia social - Ceará
Pobreza - Ceará
Trabalho - Ceará
Cáritas Brasileira
Data do documento: 2008
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: FORTE, J. P. S. ; ARAÚJO, M. N. O. (2008)
Resumo: O objetivo desta pesquisa foi analisar o trabalho dos chamados “agentes de Cáritas” para o desenvolvimento de experiências de “Economia Popular Solidária” (EPS), engendradas pela Cáritas Brasileira, organismo vinculado à CNBB, no estado do Ceará. As questões centrais que nortearam a pesquisa foram: como a Igreja chega aos seus “filhos” por meio dos agentes de Cáritas? Quem são e de onde vêm? Como desenvolvem o trabalho para o fomento da EPS no Ceará? Quais os sentidos e os significados atribuídos por eles ao seu ofício? Como a lição cristã é interpretada pelos agentes no fomento da EPS a fim de efetivar a noção utópica de “Reino de Deus” no mundo pragmático dos homens? Qual o sentido da “solidariedade” da Cáritas e de seus agentes? Quanto às técnicas e aos procedimentos metodológicos utilizados na pesquisa, lancei mão da observação flutuante, da análise de documentos institucionais, de matérias de jornais locais e consultas a websites. Além das observações in loco, realizei entrevistas semi-estruturadas com os agentes da Cáritas, no intuito de elucidar a relação entre economia solidária e Igreja Católica por meio do trabalho desenvolvido por esses protagonistas do “serviço social” da Igreja. A pesquisa revelou que, além de militante cristão, o agente de Cáritas é uma categoria de trabalhador formal que revela muitas contradições. O método de trabalho dos agentes se baseia na “solidariedade” para a “emancipação”, tendo como recurso a “educação” para a “cultura da solidariedade”. Orientados pela chamada “solidariedade libertadora”, eles atuam, técnica e politicamente, no desenvolvimento de atividades econômicas associativistas com os “pobres”, escolhidos preferencialmente pela Igreja Católica nas Conferências Episcopais de Medellín (1969) e Puebla (1979). Os agentes buscam formar os trabalhadores dos chamados “grupos produtivos solidários” a partir da moral solidária, tida como fundamental para a construção de uma sociedade baseada na lição cristã junto com os “excluídos/as”, traduzida pela noção utópica de “Reino de Deus na terra”. No entanto, a EPS, uma categoria do movimento da economia solidária, foi criada fundamentalmente por uma razão secular, qual seja: tornar as vidas das pessoas “pobres” possíveis, combatendo a pobreza e a chamada “exclusão social”. Para o entendimento da EPS, foi necessário considerar a dinâmica das crises do capitalismo, cuja história está intrinsecamente relacionada aos processos de trabalho e às transformações sociais. Ao final desta dissertação, evidencia-se o movimento que vem sendo chamado de economia solidária, evocado, ora como uma alternativa, ora como uma possibilidade histórica, ao sistema capitalista, o que nos leva a pensar sobre questões motrizes para os caminhos de nossa sociedade, cujas respostas ainda não são deste tempo. Enfim, com a palavra a história...
Abstract: This research aims at investigating the work of the so-called “Caritas Agents” for development of experiences related to a solidarity-inspired Popular Economy Project (Economia Popular Solidária – EPS) as envisioned by Brazilian Caritas, an institution affiliated with CNBB in the state of Ceara. The major issues that guided the research were: how does the Church reach its “children” by means of its Caritas Agents? Who are they and where do they come from? How did they develop the work for fomenting the EPS in the state of Ceara? What kind of meaning do they attribute to their task? How is Christian guidance interpreted by agents in their effort to fomenting EPS in order to make effective their Utopia of “God’s Kingdom” within men’s pragmatic world? What’s the meaning of “solidarity” for Caritas and its agents? As for techniques and methodological procedures used in the research I resorted to fluctuating observation for the analysis of official documents, local newspaper’s articles and investigation of websites. Besides in loco observations, I did semi-structured interviews with Caritas agents aiming at elucidating the relation between solidarity-based economy and the Catholic Church, considering the job developed by these actors forming the Church’s “social service”. The research revealed that the Caritas agent besides being a Christian militant he is also a registered worker who is, however, plagued by several contradictions. The agents’ working method is based on “solidarity” and “emancipation”, and they are required to have an “education” for “solidarity culture”. Guided by the so-called “liberating solidarity”, the agents act technically and politically to develop associative economic activities directed to the “poor” as classified by the Catholic Church during its Episcopal Conferences of Medellin (1969) and Puebla (1979). The agents try to educate the workers from the so-called “solidarity-based producing groups” according to solidarity moral principles, seen as a fundamental tool to the build-up of a society based on Christian teachings in order to include the dispossessed as conveyed by the utopian notion of “God’s Kingdom on earth”. The EPS, however, was created fundamentally as a category arising from a secular reason within the solidarity-based economic movement, that is, to create viable conditions for the “poor”, fighting poverty and the so-called “social exclusion”. According to EPS’s understanding of the matter it is necessary that one considers the dynamics of capitalistic crises whose history is closely related to work processes and social transformations. At the end of this dissertation, one may picture the movement, called solidarity-based economy, both as an alternative and a historical possibility to the capitalistic system which lead us to think about dynamic questions related to trails opened to our society and whose answers do not belong to this time. Let, then, history speak…
Descrição: FORTE, Joannes Paulus Silva. A igreja dos homens: o trabalho dos agentes de Cáritas para o desenvolvimento da economia popular solidária no Ceará. 2008. 296 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1464
Aparece nas coleções:PPGS - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_Dis_JPSF.pdf22,91 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.