Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1498
Título: Diálogos e vivências sobre arte e identidade com jovens do Bom Jardim
Título em inglês: Talking about art and identity with Bom Jardim youth
Autor(es): CASTRO, Geísa Sombra de
Orientador(es): GÓIS, Cezar Wagner de Lima
Palavras-chave: Psicologia comunitária - Bom Jardim (Fortaleza,CE)
Identidade social - Bom Jardim (Fortaleza,CE)
Arte - Psicologia
Biodança
Serviços de saúde mental comunitária – Bom Jardim (Fortaleza,CE)
Jovens pobres – Bom Jardim (Fortaleza,CE) – Psicologia
Movimento de Saúde Mental Comunitária do Bom Jardim
Data do documento: 2009
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: CASTRO, G. S. D. ; GÓIS, C. W. D. L. (2009)
Resumo: Esta pesquisa busca compreender as implicações da participação em um grupo de arte-identidade no movimento da identidade de jovens vinculados ao Movimento de Saúde Mental Comunitária do Bom Jardim (MSMCBJ), organização não governamental que atua em Fortaleza no bairro do Grande Bom Jardim localizado na Secretaria Executiva Regional – SER V. Tal iniciativa deu-se a partir da nossa prévia inserção nas atividades do MSMCBJ, que garantiu o desdobramento de um processo de vinculação tanto com a comunidade, quanto com os funcionários da instituição, permitindo, assim, uma abertura para a realização da pesquisa. Outro motivo foi a existência de um grupo de trabalho com arte-identidade realizado com a população jovem que participa dos cursos profissionalizantes oferecidos pela ONG. Nesse sentido, nossa investigação deteve-se em dois objetivos específicos: 1. Analisar as personagens que surgem no movimento da identidade dos jovens durante a participação assídua no grupo de arte-identidade; 2. Compreender a direção da expressão e metamorfose da identidade mediante a presença de novas personagens e o desaparecimento de outras. A relevância desta pesquisa destaca-se pelo fato de a arte-identidade como proposta de facilitação de grupos não ter sido sistematizada. Além disso, vinculá-la ao trabalho com jovens de um bairro popular da capital cearense muito pode contribuir como alternativa de facilitação de grupos com esta população. Como marco teórico, utilizamos as contribuições da Psicologia Comunitária, que busca facilitar, através do aprofundamento da consciência, o desenvolvimento dos sujeitos comunitários; da Biodança, que é um sistema de desenvolvimento humano que busca a integração afetiva, a renovação orgânica e a reaprendizagem das funções originárias da vida; e da Educação Biocêntrica, que utiliza a Biodança como mediadora no processo de ensino-aprendizagem, buscando a construção do conhecimento a partir do fortalecimento da identidade do educando para que este possa aprender a viver, conectando-se de forma profunda com a vida. Assim, através do método facilitar-pesquisando com um grupo formado por 32 jovens na faixa etária de 16 a 20 anos, realizamos questionários, círculos de cultura, círculos de encontro e relatos de vivência como instrumentos para coletar os dados. Elegemos 8 jovens como participantes da pesquisa a partir de dois critérios: 1. a densidade das informações oferecidas por estes participantes, apresentando um conteúdo significativo para uma análise com qualidade, e 2. a freqüência de participação nos encontros semanais do grupo, acompanhados por assinatura numa lista, caracterizando uma porcentagem superior à 64%. Após a transcrição e codificação dos dados, submetemo-nos aos procedimento de análise temática. Concluímos que a arte-identidade atua na construção de uma identidade-amor a partir da transformação positiva dos seguintes aspectos identitários: atua no fortalecimento dos aspectos saudáveis da identidade (ausência de agressão gratuita, percepção de si mesmo como criatura portadora de um valor intrínseco, capacidade de intimidade, capacidade de auto-regulação e empatia); potencializa a expressão das linhas de vivência (enfocamos a vitalidade, criatividade e afetividade); fortalece os tipos de vinculação com a vida; e atua no fortalecimento do valor pessoal e poder pessoal.
Abstract: This research search to understand the implications of the participation in an art-identity group in the movement of the Movement of Community Mental Health of the Good Garden (MSMCBJ) youths' identity, organization non government that works in Fortaleza in the neighborhood of the Grande Bom Jardim located in the Secretaria Executiva Regional - SER V. Such an initiative felt starting from our previous insert in the activities of MSMCBJ that it guaranteed an approximation with the community and with the employees of the institution allowing this research. Another reason was the existence of agroup with art-identity accomplished with the young population that participates the courses offered by ONG. This way, our investigation had two specific objectives: 1. to analyze the characters that appear in the movement of the youths' identity during the assiduous participation in the art-identity group; 2. to understand the direction of the expression and metamorphosis of the identity by the new characters' presence and the disappearance of other. The relevance of this research is the fact of the art-identity as proposal of facilitation of groups it was not systematized. Besides, the work with youths of a popular neighborhood of the capital from Ceará a lot can contribute as alternative of facilitation of groups with this population. We used the contributions of the Community Psychology theory that it looks for to facilitate through the conscience, the development of the community subjects; of Biodança a system of human development that looks for the affective integration, the organic renewal and the learning of the original functions of the life; and of the Educação Biocêntrica, that uses Biodança as way in the teaching-learning process, looking for the construction of the knowledge starting from the invigoration of the student's identity so that this can learn how to live, being connected in a deep way with the life. Like this, through the method facilitar-pesquisando with a group formed by 32 young with 16 to 20 years, we accomplished questionnaires, culture circles, encounter circles and existence reports as instruments to collect the data. We chose 8 young as participants because: 1. the density of the information offered by these participants with a significant content for an analysis with quality, and 2. the participation frequency in the weekly encounters of the group, accompanied by signature in a list, characterizing a superior percentage to the 64%. After the transcription and code of the data, we made thematic analysis. We concluded that the art-identity group acts in the construction of an identidade-amor through the positive transformation from identity: it works in the healthy aspects of the identity (like aggression, perception of himself value, intimacy, self-regulation and empathy); it woks in the expression from the vitality, creativity and affectivity; it strengthens the life love; and it acts in the personal value and personal power.
Descrição: CASTRO, Geísa Sombra de. Diálogos e vivências sobre arte e identidade com jovens do Bom Jardim. 2009. 264f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fortaleza-CE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1498
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_GSDCastro.PDF5,32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.