Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1506
Título: Dando conta da "doença dos nervos": produção de sentidos em conversas com mulheres
Título em inglês: Appreciating the "nervous disease": production of meaning in conversations with women
Autor(es): CASTRO, Carolina Aires de
Orientador(es): GERMANO, Idilva Maria Pires
Palavras-chave: Construcionismo social
Práticas discursivas
Doença dos nervos
Nervous disease
Social constructionism
Creation of meaning in daily life
Mulheres pobres - Aerolândia (Fortaleza,CE)- Psicologia
Sistema nervoso - Doenças - Aerolândia (Fortaleza,CE)
Mulheres pobres - Aerolândia (Fortaleza, CE) - Atitudes
Mulheres pobres - Aerolândia (Fortaleza,CE) - Condicoes sociais
Data do documento: 2010
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: CASTRO, C. A. ; GERMANO, I. M. P. (2010)
Resumo: A chamada doença dos nervos é uma queixa comum nos espaços de serviços de saúde pública e geralmente é relacionada às pessoas pertencentes a estratos sociais empobrecidos de áreas urbanas brasileiras, especialmente mulheres. Este trabalho teve como objetivo analisar como a doença dos nervos é enunciada, discutida e nomeada por pessoas com tal queixa, bem como nas situações cotidianas onde a temática surgiu durante esta pesquisa. Para isso, a partir da indicação de uma agente de saúde, foram realizados encontros nas residências de cinco mulheres doentes dos nervos, onde seus sintomas, contexto de emergência e estratégias de enfrentamento puderam ser discutidos. Baseada numa perspectiva construcionista social e na abordagem das práticas discursivas, os sentidos construídos sobre a “doença dos nervos” nessas conversas foram analisados, levando-se em conta os repertórios interpretativos das participantes e suas funções nas interações. A análise dessas conversas revela que a doença dos nervos é polissêmica, multifacetada e contingente. Os sentidos sobre tal condição são negociados de forma criativa no contexto interacional que envolve entrevistadas, pesquisadora e mediadora. Falada de diversas formas, em diferentes contextos e para diferentes fins, a doença dos nervos envolve práticas que a tornam bem mais que um objeto do saber biomédico.
Abstract: The so-called “nervous disease” is a common medical condition found in Brazil. It is most commonly found among people living out of impoverished areas of Brazil, and is most common in woman. This studies aim is to analyze how the “nervous disease” operates and how it is described by people who suffer from it, as well as analyze how it affects their everyday situations. The study was conducted by a health worker who held meetings in the homes of five different women patients, who had their symptoms reviewed, as well as their strategies for coping with the potential for emergencies that the disease can cause. Based on a social constructionism perspective with the approach of discursive practices, the experiences of the "nervous disease" in those conversations were analyzed, taking into account the interpretative repertoires of the participants and their roles in the interactions. The analysis of these conversations reveals that the “nervous disease” is polysemous, multifaceted and contingent. The meanings of such a condition is dealt with creatively in interactive context that involves interviews between researcher and mediator. Spoken in different ways and in different contexts and for different purposes, the “nervous disease” involves practices that make it much more than an object of biomedical knowledge.
Descrição: CASTRO , Carolina Aires de. Dando conta da "doença dos nervos": produção de sentidos em conversas com mulheres. 2010. 162f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fortaleza-CE, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1506
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_CADCastro.PDF1,98 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.