Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15067
Title in Portuguese: A percepção da responsabilidade social interna e sua influência no comprometimento organizacional: estudo de caso em uma empresa de energia eólica
Author: Vale, Juliana Cidrack Freire do
Advisor(s): Cabral, Augusto Cézar de Aquino
Keywords: Responsabilidade social da empresa
Comportamento organizaciona
Issue Date: 2012
Citation: VALE, Juliana Cidrack Freire do. A percepção da responsabilidade social interna e sua influência no comprometimento organizacional: estudo de caso em uma empresa de energia eólica. 2012. 143 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Mestrado Acadêmico em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2012.
Abstract in Portuguese: O tema da responsabilidade social empresarial (RSE) é crescentemente relevante no contexto contemporâneo em que as empresas são pressionadas a prestar conta de suas atividades a uma ampla gama de stakeholders. Genericamente, a RSE é estudada no que concerne a seus reflexos para a empresa, como, por exemplo, sua imagem para o mercado, sem que seja, contudo, atribuída ao tema a devida relevância para o público interno, inclusive quanto ao seu engajamento. O presente trabalho tem como objetivo investigar as relações entre a percepção das práticas de responsabilidade social empresarial interna e o comprometimento organizacional. Como parâmetro para as práticas de responsabilidade social internas, foram adotados os indicadores propostos pelo Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, referentes ao tema público interno, que é composto pelos subtemas: diálogo e participação, respeito ao indivíduo e trabalho decente (INSTITUTO ETHOS, 2012). No que se refere ao tema da responsabilidade social empresarial, o trabalho apoia-se, ainda, em Melo Neto e Froes (1999; 2001), Furtado e Pena (2006) e Tenório (2006). Em relação ao tema do comprometimento organizacional, foram consideradas as dimensões afetiva, normativa e instrumental, propostas por Meyer, Allen e Smith (1993). No tocante a esse tema, utilizaramse ainda, como referências Bastos (1993), Borges-Andrade (2002), Tomei (1994) e Leite (2008). Este trabalho classifica-se, metodologicamente, como um estudo exploratório e descritivo, de natureza quali-quantitativa. É, também, uma pesquisa bibliográfica, documental e de campo, realizada por meio de um estudo de caso, em uma empresa do setor de energia eólica do Ceará. Os instrumentos de coleta utilizados foram documentos, entrevista semiestruturada e questionário fechado. As técnicas de análise de dados empregadas foram a da categorização e da análise de conteúdo, na fase qualitativa, e, para a fase quantitativa, fezse uso da estatística descritiva para a aferição da percepção das práticas de RSI e das dimensões do comprometimento organizacional, bem como, um teste de correlação, para aferir a existência de correlação significativa entre os dois temas, utilizando, para tanto, o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). Os resultados apontam que a empresa pesquisada encontra-se em um estágio básico de ações de Responsabilidade Social Interna. Ou seja, a empresa encontra-se apenas em nível reativo quanto às exigências legais. Verificou-se ainda, a predominância da dimensão afetiva do comprometimento organizacional. Esse resultado é bastante positivo, tendo em vista que demonstra que os funcionários sentem orgulho e desejo de continuar na empresa, bem como se identificam e estão envolvidos na organização. Por fim, verificou-se que práticas de Responsabilidade Social Interna, no que se refere ao Trabalho Decente, influenciam positivamente na geração do comprometimento instrumental na empresa pesquisada. Isto é, as ações no tocante à política de remuneração; benefícios e carreira; cuidados com saúde, segurança e condições de trabalho; compromisso com o desenvolvimento profissional e a empregabilidade; comportamento nas demissões; e, preparação para a aposentadoria podem fazer os funcionários perceberem que em outras empresas não encontrariam emprego melhor, em termos do que se define como trabalho decente.
Abstract: The theme of corporate social responsibility (CSR) is increasingly relevant in the contemporary context, where companies are pressured to give an account of their activities to a wide range of stakeholders. Generally, CSR is studied as a way of measuring the reflections that the company has in society, for example, his image to market. However, it is made so as not to be attributed to the subject the appropriate relevance to the workforce, inclusive about their engagement. The present study aims to investigate the relationships between the perception of corporate social responsibility practices and internal organizational commitment. As a parameter for the internal practices of social responsibility, we adopted the indicators proposed by the Ethos Institute for Business and Social Responsibility, related to the subject internal public which consists of sub-themes: dialogue and participation, respect for the individual and decent work (ETHOS Institute, 2012). Whit regard to the issue of corporate social responsibility, the work relies on Melo Neto and Froes (1999, 2001), Furtado and Pena (2006) and Tenorio (2006). On the subject of organizational commitment, we considered the affective, normative and instrumental dimensions, as proposed by Meyer, Allen and Smith (1993). Regarding this issue, we used as references Bastos (1993), Borges- Andrade (2002), Tomei (1994) and Milk (2008). This work is classified, methodologically, as an exploratory and descriptive study, qualitative and quantitative in nature. It is also of character bibliographic, documental and field, conducted through a case study in a company's wind energy sector of Ceará. The instruments of collect used were documents, interviews semi-structured and closed questionnaire. The data analysis techniques employed were: categorization and content analysis, in the qualitative phase, and, for the quantitative phase, it was used descriptive statistics to measure the perception of Internal Social Responsability (ISR) and the dimensions of organizational commitment, as well as a correlation test to measure the existence of significant correlation between the two issues, using, for this purpose, the Statistical Package for Social Sciences (SPSS). The results show that the company studied is in a stage of basic shares Internal Social Responsibility. That is, the company is located just in reactive level as the legal requirements. It was also the predominance of the affective dimension of organizational commitment. This result is very positive, considering that demonstrates that employees feel pride and desire to remain with the company as well as identify and are involved in the organization. Finally, it was found that Social responsibility practices internal in relation to Decent Work, positively influence the generation of commitment instrumental in the company researched. That is, the actions regarding the remuneration policy, benefits and career, health care, safety and working conditions, commitment to professional development and employability; behavior in layoffs, and preparing for retirement can make employees perceive that in other companies would not find better job in terms of what is defined as decent work.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15067
Appears in Collections:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_jcfvale.pdf908,84 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.