Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15083
Title in Portuguese: Ciclo de vida organizacional e estrutura dos ativos intangíveis de empresas de base tecnológica incubadas cearenses
Author: Lima, Sarah Mesquita
Advisor(s): Vasconcelos, Alessandra Carvalho de
Keywords: Desenvolvimento organizacional
Bens incorpóreos
Incubadoras de empresas - Ceará
Issue Date: 2014
Citation: LIMA, Sarah Mesquita. Ciclo de vida organizacional e estrutura dos ativos intangíveis de empresas de base tecnológica incubadas cearenses. 2014. 145 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2014.
Abstract in Portuguese: A partir da constatação de que os modelos de ciclo de vida revelam como os recursos podem ser mais eficazmente utilizados em diferentes fases das empresas incubadas de base tecnológica (EBTIs), que são conhecidas como empresas baseadas no conhecimento, e que em cada estágio organizacional pode haver a necessidade de consumo de diferentes recursos, este estudo se insere na área de pesquisa sobre EBTIs. Nessa perspectiva, a presente dissertação tem o propósito de investigar a relação entre os estágios do ciclo de vida organizacional das EBTIs e a estrutura de ativos intangíveis destas empresas. Para tanto, a pesquisa exploratório-descritiva, com abordagem quantitativa dos dados, reúne as empresas vinculadas às incubadoras de base tecnológica cearenses, com população de 64 empresas e amostra de 41. Inicialmente, caracterizou-se o perfil das EBTIs da amostra. Em seguida, procedeu-se à identificação dos estágios do ciclo de vida das EBTIs da amostra, realizada de forma descritiva, tendo como base as respostas apresentadas pelos gestores para os 11 aspectos que compõem os cinco constructos de Scott e Bruce (1987), sendo possível constatar que duas empresas da amostra enquadraram-se prioritariamente no estágio início, 19 empresas no estágio sobrevivência, 14 empresas no estágio crescimento, quatro empresas no estágio expansão e, por fim, duas empresas no estágio maturidade. Posteriormente, foi realizado o exame da estrutura de ativos intangíveis, por meio do monitor de ativos intangíveis de Sveiby (1998), o qual categoriza estes em competência dos funcionários, estrutura interna e estrutura externa, que são avaliados por indicadores de crescimento/renovação, indicadores de eficiência e indicadores de estabilidade, com variação entre 18 e 90 pontos. Em geral, os resultados desse exame indicaram que a pontuação média atingida pelas EBTIs foi de 55,7, sendo 17,3 a título de competência dos funcionários, 18,7, estrutura interna e 19,7, estrutura externa. Com o fim de se alcançar ao objetivo principal da dissertação, procedeu-se a análise descritiva acerca do relacionamento das variáveis, a qual revelou que à medida que as organizações progridem no seu ciclo de vida organizacional, aumentam seus ativos intangíveis. Para comprovar o achado, foi aplicado o teste estatístico MANOVA, o qual confirmou a existência de relação entre o ciclo de vida organizacional de EBTIs e a sua estrutura de ativos intangíveis. Posteriormente, para uma análise mais detalhada dos dados, aplicou-se ANOVAs univariadas, a qual permitiu concluir que os ativos intangíveis relacionados à estrutura interna à organização, quando analisados individualmente não geram diferenças significativas entre os estágios do ciclo de vida das EBTIs. Do exposto, verifica-se o cumprimento ao objetivo geral desta dissertação, uma vez que foi possível concluir que a estrutura de ativos intangíveis das EBTIs altera-se a medida que as organizações progridem em seus estágios do ciclo de vida organizacional.
Abstract: Based on the awareness that life-cycle models reveal how resources may be more efficiently used in different phases of incubated companies of technological basis (EBTIs), which are known as knowledge-based companies, and that for each stage there might be a necessity to use different resources, this study is inserted in the EBTI research area. In this perspective, the present dissertation aims at investigating the relation between the stages of organizational life cycle at EBTIs and the intangible asset structure of these companies. In order to reach that objective, this descriptive-exploratory research, with a quantitative approach on data, puts together companies linked to business incubators of technological basis in Ceará, with a population of 64 companies and a sample of 41. Initially, the profile of sample EBTIs was defined. Then there was the identification of life cycle stages of the sample EBTIs, realized in a descriptive way, based on managers’ answers concerning the 11 aspects that make up the five constructs of Scott and Bruce (1987). It was possible to observe that two of the sample companies primarily fit into the initial stage, 19 companies into the survival stage, 14 companies into the growing stage, four companies into the expansion stage and, at last, two companies into the maturity stage. Later on, the intangible asset examination was realized, by means of Sveiby’s (1998) intangible asset monitor, which categorizes such assets by employees’ competence, inner structure, and outer structure, which are evaluated by growth/renewal indexes, efficiency indexes and stability indexes with a variation between 18 and 90 points. In general, the results of this exam indicated that the average score reached by the EBTIswas 55,7. 17,3 points correspond to employee competence, 18,7 to inner structure, and 19,7 to outer structure. In order to reach the most important goal of this dissertation, there was subsequent descritive analysis on the relationship of variables, which has revealed the fact that as organizations progress in their organizational life-cycle, their intangible assets increase. In order to descriptively verify the validity of such discovery, the MANOVA statistical test was applied, which confirmed the existence of a relation betweenEBTIs organizational life cycles and their intangible asset structure. After wards, for a more detailed analysis of data, univaried ANOVAs, which together allowed for the conclusion that intangible assets related to organizational inner structure, when individually assessed, do not produce significant differences between the EBTIs’ life-cycle stages. Thus the general objective of this dissertation is reached in view of the fact that it was possible to conclude that the intangible asset structure of EBTIs changes as organizations proceed in their organizational life-cycle stages.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15083
Appears in Collections:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_dis_bcclima.pdf2,76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.