Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1527
Título: A natureza encantada que encanta: histórias de seres dos mangues, rios e lagoas narradas por índios Tapeba
Autor(es): CAVALCANTE, Gustava Bezerril
Orientador(es): SILVA, Isabelle Braz Peixoto da
Palavras-chave: Índios Tapeba - Lendas
Images
Récits
Enchantés
Nature
Imagens
Narrativas
Encantados
Natureza
Índios Tapeba - Usos e costumes
Índios Tapeba - Identidade étnica
Meio ambiente e índios
Folclore indígena - Aspectos sociais
Índios da América do Sul - Caucaia (CE)
Data do documento: 2010
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: CAVALCANTE, G. B. ; SILVA, I. B. P. (2010)
Resumo: Esta tese tem o objetivo de compreender os significados atribuídos à natureza pelos índios Tapeba, que se fazem presentes nas histórias de seres encantados, bem como a relação desses significados com os comportamentos e práticas instituídos no cotidiano. No texto, a relação com a natureza se articula com discussões sobre a dinamicidade da cultura, a memória expressa através de narrativas, a construção de um conhecimento baseado na observação da própria dinâmica da natureza e a problemática socioambiental cearense. Os referenciais teóricos deste estudo contemplam sete temáticas articuladas entre si com o objetivo de fomentar as discussões trazidas no texto sobre os encantados: cultura (Geertz), natureza (Simon Schama ), pensamento simbólico (Pierre Bourdieu, Gaston Bachelard), mito (Jean Pierre Vernant, Lévi-Strauss, Reginaldo Prandi), o sagrado (Mircea Eliade, Roger Bastides) memória e oralidade (Ecléa Bosi, Alessando Portelli), imagens (Martine Joly, Roland Barthes, Philippe Dubois). O percurso metodológico desenvolvido foi baseado na observação e no convívio com as populações Tapeba. Durante os quatro anos de pesquisa, foram entrevistados nove índios que detinham conhecimento sobre os encantados, bem como realizado um trabalho de fotografia dos lugares da natureza onde, segundo os narradores, os encantados costumam se manifestar. As histórias dos encantados são um importante suporte de fortalecimento do povo indígena Tapeba, pois significam um reencontro com as tradições e uma projeção de discursos que apontam para uma relação respeitosa com a natureza. A necessidade de afirmação e fortalecimento da etnia Tapeba é um dos caminhos para compreender as histórias dos encantados e a relação com a natureza. Os índios mais velhos que participaram do estudo sustentam a crença nos encantados e consequentemente, um universo simbólico que está presente em seus cotidianos, “orientando”, de diversas formas, seus pensamentos e suas práticas.
Descrição: CAVALCANTE, Gustava Bezerril. A natureza encantada que encanta: histórias de seres dos mangues, rios e lagoas narradas por índios Tapeba. 2010. 209f. Tese (Doutorado em Sociologia). Universidade Federal do Ceará, Departamento de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Fortaleza-CE, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1527
Aparece nas coleções:PPGS - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_TESE_GBCAVALCANTE.pdf6,13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.