Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15391
Title in Portuguese: Estudo do sofrimento psíquico de profissionais da saúde mental em Centro de Atenção Psicossocial, Fortaleza-CE
Author: Cavalcante, Leônia Maria Santiago
Advisor(s): Oliveira, Hilda Coutinho de
Keywords: Pessoal de Saúde - Saúde Mental
Stress Ocupacional
Issue Date: 2008
Citation: CAVALCANTE, Leônia Maria Santiago. Estudo do sofrimento psíquico de profissionais da saúde mental em Centro de Atenção Psicossocial, Fortaleza-CE. 2008. 127, [10] f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2008.
Abstract in Portuguese: Esta pesquisa tem por finalidade desvelar a tipologia do sofrimento psíquico que acomete o profissional da Saúde Mental em Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), situado em Fortaleza, Ceará, a partir da percepção de profissionais inseridos nesta nova modalidade de atenção em Saúde Mental. O estudo teve como fundamentação teórica a Psicanálise, mais especificamente as contribuições da Escola Dejouriana, conhecida como Psicodinâmica do Trabalho. Utilizou-se a abordagem qualitativa e a entrevista estruturada aberta. Os sujeitos da pesquisa foram 09 (nove) profissionais, sexo masculino e feminino, com idades entre 25 a 47 anos. Os resultados, inaplicáveis a generalizações, indicaram que os profissionaisconsultados atribuíram valor ao seu trabalho e nele obtiveram reconhecimento social; suas tarefas são geradoras de desgastes físicos e emocionais, tais como cansaço, tensão, angústia, impotência, indignação, ambivalência, picos hipertensivos, gastrite, insônia, sonolência, enxaqueca, tendinite. Há conflitos nas relações sociais e profissionais, principalmente dificuldades relacionadas ao desenvolvimento de um trabalho interdisciplinar. As formas de enfrentamento do sofrimento psíquico incluem o lazer, as atividades esportivas, o contato com familiares e amigos. As estratégias defensivas abrangem a negação, a projeção, a racionalização, a identificação, a somatização, a sublimação, a passividade, a improvisação e o individualismo.
Abstract: This research was intended to unveil the types of mental suffering lived by the professional of Mental Health in a Center for Psychosocial Care (CAPS), located in Fortaleza, Ceará, from the perception of these professionals inserted in this new modality of care in Mental Health. The study has as a theoretical foundation, Psychoanalysis, more specifically the contributions of Escola Dejouriana, known as Psicodinâmica Labour. The qualitative approach was used in open structured interview. The research subjects are 09 (nine) professionals, male and female, with ages between 25 and 47 years old. The results, inapplicable to generalizations, indicated that these professionals attribute value to their work and gained social recognition through it; their tasks create physical and emotional damage, such as fatigue, stress, anxiety, impotence, anger, ambivalence, peaks hypertensive, gastritis, insomnia, somnolence, migraine tendinitis. There are social conflicts in relationship with other professionals, especially difficulties related to the development of an interdisciplinary work. The ways of confronting mental suffering includ leisure time, sports activities, contact with family and friends and defensive strategies cover the denial, projection, rationalization, identification, somatization, sublimation, passivity, improvisation and individualism.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15391
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_dis_lmscavalcante.pdf597,42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.