Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1548
Título: Estudo dos impactos da ondulação transversal nas velocidades veiculares em trechos viários urbanos
Título em inglês: Study of the impacts of speed humps on traffic speeds in urban roads
Autor(es): Maciel, Elton Tavares
Orientador(es): Moreira, Maria Elisabeth Pinheiro
Palavras-chave: Ondulação transversal
Circulação de pedestres
Segurança viária
Transportes
Data do documento: Ago-2010
Citação: MACIEL, E. T. (2010)
Resumo: Nas ultimas décadas, as principais cidades brasileiras têm sofrido problemas com o nível de mobilidade urbana, resultado do uso indiscriminado dos automóveis, por altas freqüências de viagens diárias, e espaços viários deficitários. Assim, a demanda por viagens entra em conflito, ocasionando um desequilíbrio traduzido em diversos problemas como poluição atmosférica, acidentes de trânsitos e altos índices de congestionamentos. Os motoristas buscam minimizar o tempo de viagem, evitando as vias principais com altos índices de congestionamento, passando a utilizar as vias coletoras ou locais para chegarem aos seus destinos. Com altas velocidades em áreas residências, os órgãos gestores, para garantir a segurança dos usuários, implantam dispositivos redutores de velocidade, de forma a melhorar as condições de circulação nas áreas urbanas. O Código de Trânsito Brasileiro - CTB (BRASIL, 1997) regulamentou a utilização da ondulação transversal para somente em casos especiais, exigindo estudos que justifiquem sua implantação, para evitar os conflitos entre os usuários da via. Assim, esta dissertação objetiva estudar os efeitos da ondulação transversal na velocidade de operação em vias urbanas, identificando também outros fatores que influenciam nos comportamentos dos condutores em trechos que antecedem e sucedem tais ondulações. Com o estudo dos impactos, foi proposto um método para determinação do posicionamento mais adequado da ondulação transversal na via, a montante do local de travessia de pedestres.
Abstract: In the last decades, the main cities in Brazil have been suffered from the level of urban mobility as a result of the undiscriminating use of automobiles due to the high frequency of daily trips and to the deficient highway spaces. Thus, the demand for trips started a conflict, resulting in an instability presented in several problems such as atmospheric pollution, car accidents and high levels of congestion. Drivers try to minimize the travel time avoiding the principal ways with high levels of congestion, starting to utilize the collectors or local roads to get to their destinations. With such high speed in residential areas, the agencies, in order to guarantee the safety of the users, implanted speed reducers as a way to improve the conditions of circulation in urban areas. The Brazilian Traffic Code – CTB regulated the utilization of the speed hump only for special cases, requiring studies that justify its implantation in order to avoid the conflicts between the way users. Therefore, this objective dissertation aims at studying the effects of speed hump in the traffic operations in urban ways, also identifying other factors which influence the drivers' behavior in segments which precede and succeed such speed hump. From the study of the impacts, a method to determine the most appropriate positioning of the speed hump in the roadway was proposed upstream of the pedestrian crossing site.
Descrição: MACIEL, E. T. Estudo dos impactos da ondulação transversal nas velocidades veiculares em trechos viários urbanos. 2010. 112 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Transportes) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1548
Aparece nas coleções:DET - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_etmaciel.pdf841,92 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.