Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15520
Title in Portuguese: Ácido anacárdico como agente de limpeza cavitária em odontologia adesiva
Title: The use of anarcadic acid solution as cleaning agent prior to adhesive restorations
Author: Queiroz, Cristina Maria Fernandes
Advisor(s): Yamauti, Mônica
Co-advisor(s): Sousa, Francisco Fábio Oliveira de
Santiago, Sérgio Lima
Keywords: Odontologia Preventiva
Suscetibilidade à Cárie Dentária
Cimentos Dentários
Issue Date: 2015
Citation: QUEIROZ, C. M. F. Ácido anacárdico como agente de limpeza cavitária em odontologia adesiva. 2015. 57 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
Abstract in Portuguese: O objetivo deste estudo in vitro foi avaliar o desempenho do ácido anacárdico como agente de limpeza cavitária em restaurações adesivas. Foram utilizados três agentes de limpeza: água destilada (AD), solução de digluconato de clorexidina a 2% (CHX) e solução de ácido anacárdico (AA). Cada agente de limpeza foi utilizado em duas estratégias adesivas: após o condicionamento com ácido fosfórico, na técnica adesiva de condicionamento total, e previamente à aplicação do primer na técnica adesiva autocondicionante. Realizou-se uma análise através de microscopia eletrônica de varredura (MEV), no intuito de avaliar a morfologia do substrato quando exposto ao ácido fosfórico ou ao AA, e quando exposto aos agentes de limpeza, nas duas estratégias adesivas propostas. Adicionalmente, foi realizada uma análise através de espectrofotometria (FTIR) para se avaliar a ocorrência de interações químicas entre os agentes de limpeza CHX e AA com a dentina. A resistência de união à dentina foi avaliada pelo teste de microtração, num total de seis grupos experimentais (duas estratégias adesivas x três agentes de limpeza). Superfícies dentinárias planas foram preparadas em dentes humanos extraídos e, após o uso de cada agente e o respectivo procedimento adesivo, os dentes foram restaurados com resina composta, de forma incremental até atingir uma altura de material restaurador de 5 mm. Os espécimes foram armazenados em água destilada a 37ºC por 24 h, e foram seccionados longitudinalmente em sentidos perpendiculares entre si para que se obtivessem espécimes em forma de palitos com área de secção transversal de 1 mm². Cada espécime foi tracionado a uma velocidade média de 0,5 mm ̸ min em uma máquina de ensaios universal. O modo de fratura foi observado sob uso de lupa com 60x de aumento e 10% dos espécimes tiveram suas superfícies recobertas com ouro e avaliadas em MEV. Os valores de resistência de união foram estatisticamente avaliados pelo ANOVA dois critérios, com nível de significância de 5%. Na análise morfológica, foi observado que o AA não é capaz de desmineralizar o substrato dentinário e não altera sua morfologia superficial. Encontrou-se um padrão morfológico resultante na dentina diferente daquele provocado pelo ácido fosfórico. A análise por FTIR mostrou que houve interação química entre o AA e a dentina, assim como foi encontrada interação entre DG e o substrato dentinário. Em relação aos resultados de microtração, não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos (p>0.05). O maior percentual de falhas foi de fratura mista em cada grupo. O ácido anacárdico não afetou a resistência de união após 24 h de armazenagem e as análises indicam que ele pode ser usado como agente de limpeza cavitária.
Abstract: The aim of this in vitro study was to evaluate the performance of anacardic acid as a cavity-cleaning agent in adhesive restorations. Three cleaning agents were used: distilled water (DW), chlorhexidine digluconate solution at 2% (CHX) and anacardic acid (AA). Each cleaning agent was used in two strategies adhesive: after acid etching with phosphoric acid with etch&rinse adhesive or prior to the primer application in self-etch adhesive. Scanning electron microscopy (SEM) analysis was performed to evaluate the morphology of dentin substrate when it was exposed to phosphoric acid or anacardic acid, and when exposed to DW, CHX or AA with the two adhesive strategies. Additionally, spectrophotometry analysis was performed (FTIR) to assess the occurrence of chemical interactions between AA and CHX cleaning agents with dentine. The bond strength to dentin was evaluated by microtensile test, in a total of six experimental groups (2 adhesive strategies x 3 cleaning agents). Flat dentin surfaces were prepared in extracted human teeth. After the use of each cleaning agent and the respective adhesive procedure, teeth were incrementally restored with resin composite up to of 5 mm built-up. The specimens were stored in 37ºC distilled water for 24 h, and were sectioned longitudinally in either direction to obtain the specimens in the form of beams with cross-section area of 1 mm2. Each specimen was tensioned until fracture to with 0.5 mm ̸ min speed in a universal testing machine. The fracture mode was observed using a stereoscope at 60x and 10% of the specimens had their surfaces covered with gold and evaluated under SEM. The bond strength values were statistically evaluated using two-way ANOVA with a 5% significance level. The morphological analysis showed that AA is not able to demineralize dentin and does not alter the substrate surface morphology. The resulting dentin morphological pattern was than that caused by phosphoric acid. FTIR analysis showed that there was a chemical interaction between the AA and dentin as well as it was found an interaction between DG and dentin. Concerning the microtensile bond strength results, there was no statistically significant difference between groups (p> 0.05). The highest percentage of failures was mixed fracture in each group. The anacardic acid did not affect the bond strength after 24 h of storage and analysis showing that it can be used as cavity-cleaning agent.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15520
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_cmfqueiroz.pdf1,35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.