Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15586
Title in Portuguese: Construção-de-sentido em organizações: análise para contribuição aos estudos brasileiros
Author: Prado Filho, João da Motta
Advisor(s): Cabral, Augusto Cézar de Aquino
Keywords: Comportamento organizacional
Construção de Sentido
Issue Date: 2005
Citation: PRADO FILHO, João da Motta. Construção-de-sentido em organizações: análise para contribuição aos estudos brasileiros. 2005. [14], 176 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária, Contabilidade e Secretariado, Fortaleza-CE, 2005.
Abstract in Portuguese: Esta dissertação objetivou analisar como se textualiza teoricamente na atualidade a temática da formação e construção do sentido, enquanto fenômeno e processo, no âmbito organizacional. Enfim, aprofundar sobre a categoria da construção-de-sentido, a fim de que possa ser melhor avaliada e estudada dentro do cenário organizacional. Como poderia se processar e sob que termos ser analisada? Como se encontram os estudos nessa área no Brasil e no mundo? Diante de questões como estas, o autor optou por realizar uma pesquisa bibliográfica exploratória independente, para sedimentar uma base de dados que colaborasse na revelação do estado- da-arte desta categoria “construção-de-sentido”. O espectro diversificado das fontes de estudo e as diferenças culturais entre os padrões Anglo-Americanos e Brasileiros recomendou a utilização da sensibilidade transcultural para o entendimento dos conteúdos. Análises foram elaboradas em conexão com fenômeno e processo, no que diz respeito à temática “construçãode- sentido”, assim como uma breve revisão sobre os usos correntes de sense making, sensemaking e sensemaking na literatura academia Anglo-Americana. A obra de Karl Weick, Sensemaking in Organizations (1995), foi referida com sua abordagem do conjunto das sete características. É patente o intricamento do tema com áreas da filosofia, sociologia, psicologia, política, economia, ontologia, antropologia, etnologia, fenomenologia, dentre outros. A complexidade inicia-se com a explicação do termo “construção-de-sentido”, para sensemaking (enquanto categoria designada para aprofundamento destes estudos) entre aspas e com hífens, indicando um neologismo criado pelo autor, distinguindo-o de construção de sentido e construção do sentido. Em busca de ampliar o entendimento, o conceito sentido é colocado em paralelo com significado e significação. Ênfase se dá ao sentido com linha direta na relação, com a comunicação, com as possibilidades nas relações nos ambientes organizacionais. Vínculos são feitos entre sensemaking e as disciplinas de gestão estratégica, organizações de aprendizagem, gestão do conhecimento, teoria das organizações e comportamento organizacional, optando-se pelo acolhimento e avaliação do termo por parte deste último, apesar de demonstrada sua irrelevante presença neste contexto. A problemática prende-se a situações controvertidas e paradoxais abundantes nos contextos organizacionais, ao reduzido envolvimento do colaborador com os objetivos da organização e o desinteresse dos gestores pelos aspectos complexos do conhecimento comportamental humano, constituindo o problema básico a freqüente inadequação relacional humana entre as partes componentes de um todo organizacional. Esta pesquisa visa contribuir à discussão do tema na academia no Brasil, insuficientemente explorado, distanciado do público geral e dos gestores. Além disso, objetiva ampliar condições para pesquisas empíricas, difundir e aprofundar o conhecimento e favorecer a visão de “gerir com o sentido”, e administrar com consciência do sentido os processos administrativos. A abordagem das sete características compiladas por Weick reforça o tópico “Construção-de-Sentido” em Organizações e vincula-se à linha de pesquisa Gestão Estratégica e Tecnológica de Pessoas. Dentre as considerações finais é destacada a naturalidade do processo cognitivo do homem e é colocada em dúvida a expectativa de que o fenômenoprocesso analisado possa ser intencionalmente provocado com consciência da construção social e como fator redutor de ambigüidades organizacionais. Ao final são apresentadas sugestões para abordagens empíricas ressaltando-se as vantagens e necessidades das interações multidisciplinares com destaque da filosofia, psicologia e sociologia.
Abstract: This dissertation aimed at analyzing how is currently theoretically textualized the thematic of sense construction and sense making, while phenomenon and process, within organizations. In short, it deepens into the ‘sense making’ category, so it can be better assessed and studied within organizational setting. How could it be processed and under which terms analyzed? How are these studies in Brazil and worldwide? Amidst questions like these, the author elected to perform an explanatory independent bibliographic research, to strength the database that could highlight the state-of-art of this sensemaking category. The diversified range of study sources and the cultural differences between Anglo-American and Brazilian patterns recommended the usage of a transcultural sensibility for understanding issues in Brazil. Analyses were undertaken in connection with phenomenon and process as regarding to sense making, as well a brief review of current usages of sense making, sense-making and sensemaking in Anglo-American academic literature. Karl Weick’s Sensemaking in organizations (1995) work was referred with his set of seven properties approach. It is obvious the entanglement of the subject with themes from philosophy, sociology, psychology, politics, economics, ontology, phenomenology, among other areas. The complexity starts with the explanation of term “construção-de-sentido”, a neologism by the author used for sensemaking (while category designated for deeper appreciation in this study), between quotation marks and hyphenated, distinguished among construção de sentido e construção do sentido. In search to furthering the understanding, the sense concept is emerged, paralleled with mean and meaning. An emphasis is placed to sense in its straightforward line to relationship, to communication, and with the possibilities in relationships within organizational life. Links are made between sensemaking and strategic management, learning organizations, knowledge management, organizational theory, and organizational behavior, the later being elected for shelter of the category, despite proven its irrelevant presence it this context. The problematic is tied with abundant controversial and paradoxal situations within organizational contexts, lessened involvement of collaborators with organizational goals, and the disinterest of managers for complex aspects of human behavioral knowledge, the basic problem being the frequent human relational incoherence amidst the component parts of an organizational whole. This research aims at contributing to the discussion of the theme inside academy in Brazil, currently not sufficiently exploited, far way from general public and mangers. In addition, intends to amplify the conditions for empirical researches, diffuse e deepen the knowledge, and favor the vision of “manage with the sense” and administrate with sense consciousness the managerial processes. The approach of the seven characteristics compiled by Weick supports the discussion of sensemaking in organizations and is linked to HR Strategic and Technological Management, research line of this theoretical investigation. In the final considerations, the naturalness of human cognitive process is accentuated, and questioned the expectations whether the phenomenon-process analyzed can be intentionally provoked, with social consciousness of social construction, and as a factor capable of detracting organizational ambiguities. Last, suggestions for empirical approaches are given, taking into account advantages and needs of multidisciplinary interactions, distinguishing philosophy, psychology, and sociology.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15586
Appears in Collections:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2005_dis_jmpradofilho.pdf987,88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.