Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15630
Título: Validação de tecnologia assistiva para pais cegos : enfoque na alimentação complementar do lactente
Título em inglês: Validation of assistive technology for blind parents : focus on complementary feeding of infant
Autor(es): Cezario, Kariane Gomes
Orientador(es): Pagliuca, Lorita Marlena Freitag
Palavras-chave: Cegueira
Nutrição do Lactente
Promoção da Saúde
Data do documento: 2014
Citação: CEZARIO, K. G. (2014)
Resumo: Pessoas cegas têm filhos e, em virtude da limitação sensorial, sentem dificuldades no cuidado das suas crianças. Alimentação complementar do lactente se torna crítica, pois envolve não somente a escolha de alimentos, mas preparo, higiene e oferta. A enfermagem assiste as pessoas cegas mediante desenvolvimento de tecnologia assistiva (TA), proporcionando autonomia e independência. Objetivou-se validar TA para pais cegos sobre alimentação complementar do lactente, disponibilizada em acesso online. Estudo conforme modelo de Pasquali (2010), realizado entre agosto/2011 e março/2013, no Laboratório de Comunicação em Saúde da Universidade Federal do Ceará. O referencial teórico-metodológico era constituído dos polos teórico, empírico e analítico. O teórico contemplou a construção da tecnologia, por revisão integrativa e consulta a materiais especializados; avaliação da TA por especialistas em saúde da criança, aspectos pedagógicos e acesso online; e teste piloto com cegos, pais e mães naturais ou por adoção, a partir de 18 anos. O polo empírico contemplou a avaliação da TA por 89 mães e pais cegos. Todos os participantes responderam a instrumentos na escala de Lickert de um a cinco, sendo um a pior nota e cinco a maior. Com o polo analítico viabilizou-se a análise estatística dos dados. As variáveis qualitativas foram analisadas pelos testes Qui-Quadrado e razão de verossimilhança. Calcularam-se média e desvio padrão das variáveis quantitativas e fez-se comparação das médias dos tópicos por meio do teste t de Student para dados independentes ou pelo teste F de Snedecor (ANOVA). Consideraram-se significantes as análises estatísticas inferenciais quando p<0,05. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Ceará. A TA intitulada “Cuidando da alimentação do bebê” abordou os tipos de alimentos complementares; oferta de alimento à criança; preparo do alimento da criança e higiene da criança e dos alimentos, e foi disponibilizada na página www.labcomsaude.ufc.br. Quando avaliada pelas nove especialistas, três de cada área, estas sugeriram: correções de informações de conteúdo, inclusão de linguagem leiga, reforçar referências à cegueira dos pais no texto e ajuste de mecanismos de acessibilidade. Após os ajustes, as especialistas atribuíram nota cinco predominante em todos os itens, confirmando sua adequabilidade de conteúdo e acesso ao público-alvo. Participaram do pólo empírico 89 mães e pais cegos, prioritariamente mulheres (53,9%), com cegueira de nascença (55,1%), idade média de 37,91 anos, não casados (52,8%), ensino médio (60,7%) e exercendo atividade remunerada (56,2%), provenientes dos estados de Pernambuco (51,6%) e Piauí (41,6%). A maioria atribuiu nota cinco a todos os itens. As melhores pontuações vieram da faixa etária entre 30 e 39 anos, casados e com renda familiar entre 2,2 e seis salários mínimos. Dentre os tópicos da tecnologia, todos apresentaram médias favoráveis, sendo melhor avaliado o conteúdo (91,1±11,7), seguido de acesso online (84,4±18,9) e aspectos pedagógicos (82,9±15,9). Os resultados viabilizam a hipótese que a TA “Cuidando da alimentação do bebê” é meio válido e viável de disseminação de informações a pais cegos. Ao fim deste estudo, vislumbra-se que o enfermeiro deve utilizar a construção da TA como estratégia de promoção da saúde com clientes cegos.
Abstract: Blind people have children and, due to their sensory limitation, they experience difficulties to take care of their children. Complementary feeding of infants is critical, as it involves not only foods, but also preparation, hygiene and offering. Nursing assists blind people through the development of assistive technology (AT), granting them autonomy and independence. The objective was to validate AT for blind parents about complementary feeding of infants, available online. Study as Pasquali (2010) model undertaken between August/2011 and March/2013 at the Health Communication Laboratory of Universidade Federal do Ceará. The theoretical and methodological framework consisted of theoretical, empirical and analytic hubs. The theoretical hub covered the construction of the technology through an integrative review and the consultation of specialized materials; assessment of the AT by experts in child health and pedagogical aspects and online access by blind people; and a pilot test with blind people, natural or adoption fathers and mothers, as from the age of 18 years. The empirical hub included the assessment of the AT by a large number of blind mothers and fathers. All participants answered instruments using a Likert scale ranging from one to five, with one indicating the worst and five the best score. The analytic hub permitted the statistical analysis of the data. The qualitative variables were analyzed using the Chi-Square test and likelihood ratio. The means and standard deviation of the quantitative variables were calculated and the means for the topics were compared using Student’s t-test for independent data or Snedecor’s F-test (ANOVA). Inferential statistical analyses were considered significant when p<0.05. Approval for the project was obtained from the Research Ethics Committee at Universidade Federal do Ceará. The AT entitled “Taking care of the infant’s feeding” discussed the types of complementary foods; offering food to the child; preparation of the child’s food and hygiene of the child and was made available on the website www.labcomsaude.ufc.br. When assessed by nine experts, three from each area, they suggested: corrections in content information, non-professional language, references to the parents’ blindness in the text, access mechanisms. After the adjustments, the experts predominantly scored all items as five, confirming the appropriateness of their content and access to the target public. Eighty-nine blind mothers and fathers participated in the empirical hub, mainly women (53.9%), blind from birth (55.1%), mean age 37.91 years, not married (52.8%), secondary education (60.7%), having a paid job (56.2%), from the states of Pernambuco (51.6%) and Piauí (41.6%). The best scores came from the age range between 30 and 39 years, married and with a family income between 2.2 and six minimum wages. Among the topics addressed in the technology, all obtained favorable mean scores. The highest score was for the content (91.1±11.7), followed by online access (84.4±18.9) and pedagogical aspects (82.9±15.9). The results permit the hypothesis that the AT “Taking care of the infant’s feeding” is a valid and feasible means to transmit information to blind parents. At the end of this study, it is considered that nurses should use the construction of AT as a health promotion strategy with blind clients
Descrição: CEZARIO, Kariane Gomes. Validação de tecnologia assistiva para pais cegos : enfoque na alimentação complementar do lactente. 2014. 138 f. Tese (Doutorado em Enfermagem ) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15630
Aparece nas coleções:DENF - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_tese_kgcezario.pdf1,28 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.