Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15639
Title in Portuguese: Dinâmica espacial e temporal da AIDS em Fortaleza, Ceará
Title: Spatial and temporal dynamics of AIDS in Fortaleza, Ceará
Author: Pedrosa, Nathália Lima
Advisor(s): Galvão, Marli Teresinha Gimeniz
Co-advisor(s): Almeida, Rosa Lívia Freitas de
Keywords: Estudos Ecológicos
Análise Espacial
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Issue Date: 2015
Citation: PEDROSA, N. L. Dinâmica espacial e temporal da AIDS em Fortaleza, Ceará. 2015. 73 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
Abstract in Portuguese: A aids manifesta-se de forma desigual nos diversos espaços. Sistemas de Informações Geográficas são recursos eficazes na identificação de áreas prioritárias que demandam ações de controle. Objetivou-se caracterizar a aids no município de Fortaleza-CE, realizar sua distribuição espacial e temporal e identificar aglomerados espaciais. Estudo ecológico, com enfoque em análise espacial. O locus de estudo foi Fortaleza, capital do Ceará, tendo como unidade de análise o bairro. Os dados secundários foram provenientes das fichas de notificação de aids no período de 2002 a 2013 e de dados populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Caracterizou-se a população com aids quanto ao sexo, raça, faixa etária, opção sexual e uso de drogas injetáveis. A distribuição espacial e temporal da incidência deu-se em três períodos, a partir da incidência bruta, padronizada, Bayesiana Global e Bayesiana Local geral e incidência bruta e padronizada por sexo e faixa etária. Analisou-se a autocorrelação espacial pelo índice de Moran. MoranMap foi um recurso de visualização e análise da distribuição da doença por sexo. 5.807 casos com idade igual ou superior a 13 anos e residentes em Fortaleza foram diagnosticados com aids. Houve aumento da incidência padronizada (p=0,038), com tendência linear (R²=0,36). Consistiu em maioria masculina (p=0,022), com linha de tendência em ascensão (R²=0,43) e razão entre os sexos estáveis. A faixa de idade de 40 a 49 anos apresenta incidência média de 7,8 casos/100.000 habitantes, sendo a mais elevada e com significância estatística (p<0,001). A proporção de casos de 13 a 19 anos para o sexo feminino (41,5%) foi estatisticamente significante (p=0,015). A maioria dos casos são pardos, com melhoria do preenchimento ao longo do tempo. A opção sexual majoritária foi heterossexual (60,8%), com piora da qualidade do preenchimento dessa variável. Uso de Drogas Injetáveis (1,3%) teve maioria masculina (81,5%), com significância estatística para a faixa etária de 25 a 29 anos e 45 a 49 anos. Houve autocorrelação espacial positiva na incidência segundo a faixa etária de 30 a 34 anos no primeiro período, 13 a 19 anos no último período e sexo feminino no último período. As incidências brutas e padronizadas tiveram maior amplitude de variação de incidência e identificaram bairros “silenciosos”. A incidência Bayesiana Local permitiu melhor visualização dos aglomerados das taxas. Ao longo do tempo, observou-se “movimentação” dos aglomerados de aids para a porção oeste da cidade, marcada pela pauperização, além de aglomerados constantes no litoral norte, região turística do município. Aglomerados de taxas de aids no sexo masculino podem ser encontrados na porção litoral norte e no sexo feminino em bairros mais empobrecidos economicamente. Os bairros Messejana, Praia de Iracema, Centro, Arraial Moura Brasil, Jacarecanga, Farias Brito, Benfica, Cajazeiras, Barroso, Damas, Couto Fernandes, Montese, Jóquei Clube e João XXIII apresentaram maiores taxas em todo o período. A aids é uma epidemia crescente no município e distribui-se de forma desigual, necessitando de ações de saúde pública nos aglomerados direcionadas quanto às especificidades da população que vive naqueles bairros.
Abstract: AIDS manifests itself unevenly in different spaces. Geographic Information Systems are effective resources to identify priority areas that require control measures. This study aimed to characterize AIDS in Fortaleza, to perform spatial and temporal distribution of its and to identify spatial clusters. Ecological study, focusing on spatial analysis. The study locus was Fortaleza, capital of Ceará, with the unit of analysis the neighborhood. Secondary data were obtained from the AIDS reporting forms from 2002 to 2013 and population data from the Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Characterized population with AIDS in terms of gender, race, age, sexual orientation and injecting drug use. The spatial distribution and temporal incidence occurred in three periods, from the crude incidence, standardized, general Global Bayesian and Local Bayesian and crude and standardized incidence by sex and age group. It analyzed the spatial autocorrelation by the Moran index. MoranMap was a resource of visualization and analysis of the distribution of the disease. 5,807 cases aged over 13 years and living in Fortaleza were diagnosed with AIDS. There was a increase of standardized incidence (p=0.038), with linear trend (R² = 0.36). It consist of mostly male (p=0.022), with trend line rising (R² = 0.43) and ratio of sexes were stable. The average of age 40-49 years present incidence´s mean of 7.8 cases/100.000 inhabitants, the highest incidence and it´s statistically significant (p <0.001). The proportion of cases 13-19 years for females (41.5%) was statistically significant (p = 0.015). Most cases are brown, with filling improvement in this regard over time. The majority sexuality was heterosexual (60.8%), worsening the quality of information of that variable. Use of injectable drugs (1.3%) had mostly male (81.5%), with statistical significance for the age group 25-29 years and 45-49 years. There was a positive spatial autocorrelation in the incidence of age group 30-34 years in the first period, 13-19 years in the last period and female in the last period. Crude and standardized incidence had increased range of focus variation and identified neighborhoods "silent". The incidence of Local Bayesian allowed better visualization of clusters of rates. Over time, there was "movement" of AIDS clusters for the western portion of the city, marked by poverty, as well as constant clusters on the northern coast, tourist region of the city. Clusters of rates of AIDS in male sex can be found on the north coast portion and female in the poorest neighborhoods economically. The neighborhoods Messejana, Praia de Iracema, Centro, Arraial Moura Brasil, Jacarecanga, Farias Brito, Benfica, Cajazeiras, Barroso, Damas, Couto Fernandes, Montese, Jockey Clube and João XXIII present higher rates incidence AIDS throughout the period. AIDS is a growing epidemic in the city and is distributed unevenly, requiring public health actions in the clusters targeted as the specificities of the population living in those neighborhoods.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15639
Appears in Collections:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_nlpedrosa.pdf1,85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.