Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15722
Título: Cultura corporativa e desempenho empresarial: uma análise nas empresas estrangeiras listadas na NYSE
Autor(es): Parente, Paulo Henrique Nobre
Orientador(es): De Luca, Márcia Martins Mendes
Palavras-chave: Cultura organizacional
Competitividade empresarial
Desempenho
Data do documento: 2015
Citação: PARENTE, P. H. N. (2015)
Resumo: Entende-se que as organizações empresariais – presentes em um contexto caracterizado pelo efeito da globalização e o crescimento da diversidade das exigências dos stakeholders – devem se utilizar de um conjunto de estratégias, implícitas e explícitas, para conquistar vantagem competitiva em relação às suas concorrentes (ACAR; ACAR, 2014). Uma dessas estratégias, segundo a Teoria da Visão Baseada em Recursos (VBR), refere-se à cultura corporativa, considerada como um recurso estratégico sustentável, que permite à organização ganhos com vantagem competitiva, que, por sua vez, é refletido no seu desempenho empresarial (BARNEY, 1986; FLAMHOLTZ; RANDLE, 2012). Nesse contexto, esse estudo tem o objetivo de analisar a relação entre a cultura corporativa e o desempenho das empresas estrangeiras listadas na NYSE. Trata-se de pesquisa descritiva, de natureza predominantemente quantitativa, utilizando-se de procedimentos inerentes à técnica de análise de texto e aplicação das ferramentas estatísticas Análise de Correspondência (Anacor), Teste de Média, Análise de Regressão Linear Múltipla com dados em painel, para tratamento dos dados que envolvem períodos intercalados de 2009 a 2013. O estudo se justifica na medida em que busca contribuir para a ampliação da discussão da cultura corporativa e sua relação com o desempenho empresarial. Além disso, apresenta diferencial por discutir a tipologia cultural corporativa e o desempenho empresarial a partir de aspectos organizacionais e institucionais de uma amostra que reúne 168 empresas estrangeiras listadas na NYSE. Em relação à aplicação do Teste de Média, os resultados sugerem a existência de diferenças das tipologias de cultura corporativa de controle e colaborativa em relação à situação de crise na firma e localização regional, respectivamente. Verificou-se, ainda, que a tipologia cultural corporativa colaborativa, competitiva e de controle mostraram-se diferentes entre mercados avançados e emergentes, apontando maior participação dessas tipologias culturais em mercados de economia avançada. Além disso, constatou-se que a cultura corporativa não sofre fortes variações ao longo do período analisado, corroborando com a literatura sobre o assunto. A partir da Anacor, observou-se que o desempenho empresarial apresenta associação em relação ao setor de atuação, ao sistema jurídico/legal e ao continente. Em relação à Regressão Linear Múltipla com dados em painel, os resultados mostram que as tipologias de cultura corporativa colaborativa e competitiva parecem não afetar o desempenho empresarial. Entretanto, as tipologias culturais corporativas de controle e criativa exercem influência negativa no desempenho empresarial. Esses resultados permitiram aceitar somente a hipótese específica de que a cultura corporativa de controle afeta negativamente o desempenho das empresas analisadas. Logo, conclui-se que, para a amostra considerada e as análises desenvolvidas, o conjunto de tipologias culturais corporativas não é capaz de influenciar o desempenho empresarial. Entretanto, pode-se concluir que a cultura corporativa de controle exerce, de fato, efeito negativo no desempenho empresarial. Nesse sentido, a hipótese geral do estudo (a cultura corporativa atua como determinística no desempenho empresarial) foi rejeitada, uma vez que somente uma das tipologias culturais corporativas analisadas se mostrou a afetar o desempenho empresarial. Embora a VBR considere a cultura corporativa como um recurso estratégico sustentável capaz de afetar o desempenho empresarial, os resultados da pesquisa, para a amostra e os métodos empregados, não indica essa relação determinística em sua totalidade.
Abstract: It is understood that business organizations - present in a context characterized by the effect of globalization and the growing diversity of the demands of stakeholders - must use a set of strategies, implicit and explicit, to gain competitive advantage over their competitors ( ACAR, ACAR, 2014). One of those strategies, according to the Theory of Resource Based View (RBV), refers to the corporate culture, considered as a sustainable strategic asset that enables the organization gains competitive advantage, which in turn is reflected in their business performance (BARNEY, 1986; FLAMHOLTZ; RANDLE, 2012). In this context, this study aims to analyze the relationship between corporate culture and the performance of foreign companies listed on the NYSE. It is a descriptive research, predominantly quantitative, using procedures inherent in the text analysis technique and application of statistical tools Correspondence Analysis (Anacor), Average Test, Multiple Linear Regression Analysis with panel data, for data processing involving interspersed periods from 2009 to 2013. The study is justified insofar as it seeks to contribute to expanding the discussion of corporate culture and its relationship with business performance. In addition, it presents differential to discuss corporate cultural typology and business performance from organizational and institutional aspects of a sample which includes 168 foreign companies listed on the NYSE. Regarding the implementation of the Average Test, the results suggest the existence of differences in corporate culture types of control and collaboration in relation to the crisis situation in the firm and regional location, respectively. It was also found that collaborative corporate culture typology, competitive and control were different between advanced and emerging markets, indicating greater participation of these cultural types in advanced economy markets. In addition, it was found that the corporate culture does not suffer strong variations over the analyzed period, supporting the literature on the subject. From the Anacor, it was found that business performance has association in relation to the business sector, the juridical/legal system and the continent. Regarding the Multiple Linear Regression with panel data, the results show that the collaborative and competitive corporate culture typologies do not seem to affect business performance. However, corporate cultural typologies control and creative exert negative influence on business performance. These results allowed to accept only the specific hypothesis that the corporate culture of control negatively affects the performance of the companies analyzed. Therefore, it is concluded that, for the sample considered and developed analyzes, cultural corporate set of types is not able to influence the business performance. However, it can be concluded that the corporate culture exerts control, in fact, negative effect on business performance. In this sense, the general hypothesis of the study (corporate culture acts as deterministic in business performance) was rejected, since only one of the corporate cultural typologies proved to affect business performance. Although VBR considers the corporate culture as a sustainable strategic resource able to affect business performance, the results of the research, for the sample and the methods employed, does not indicate this deterministic relationship in its entirety.
Descrição: PARENTE, Paulo Henrique Nobre. Cultura corporativa e desempenho empresarial: uma análise nas empresas estrangeiras listadas na NYSE. 2015. 171 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15722
Aparece nas coleções:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_phnparente.pdf2,15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.