Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15900
Title in Portuguese: Liberdade e responsabilidade em o ser e o nada de Jean-Paul Sartre: perspectiva ética de um engajamento intelectual
Title: Freedom and responsibility in the being and nothingness by Jean-Paul Sartre: ethical perspective of an intellectual engagement
Author: Fernandes, Luciana Lima
Advisor(s): Germano, Emanuel Ricardo
Keywords: Freedom
Engagement
Sartre, Jean-Paul, 1905-1980
Liberdade-Filosofia
História intelectual
Issue Date: 2015
Publisher: www.teses.ufc.br
Citation: Fernandes, L. L.; Germano, E. R. (2015)
Abstract in Portuguese: A filosofia de Jean-Paul Sartre (1905 – 1980) é comumente dividida em dois momentos, o primeiro voltado às questões mais filosóficas, sendo a-histórico e metafísico e tendo O ser e o nada (1943) como obra central, enquanto o segundo estaria mais preocupado com o homem na história e com uma filosofia mais prática, tendo a Crítica da razão dialética (1960) como obra principal. A ideia de nosso trabalho é, negando tal polarização, defender que a obra de 1943 está longe de ser a-histórica ou metafísica. Pelo contrário, nela sua concepção de liberdade é ligada necessariamente a uma situação, está voltada para a ação e relaciona-se à responsabilidade dos homens em cada uma dessas situações. Para defender nossa posição, analisaremos alguns elementos biográficos que indicam o engajamento intelectual do filósofo, seja em sua vida pública, seja enquanto escritor, bem como investigaremos suas concepções de liberdade e responsabilidade presentes em O ser e o nada. É dessa forma, relacionando as análises de sua vivência como intelectual e como escritor engajado com o estudo da liberdade e responsabilidade, que buscaremos compreender a filosofia de Sartre como uma filosofia prática, histórica e voltada para a ação, delineando assim os primeiros passos para a construção de uma ética.
Abstract: The philosophy of Jean-Paul Sartre (1905 - 1980) is commonly divided into two stages, the first facing the most philosophical questions, ahistorical being and metaphysical and with Being and Nothingness (1943) as central work, while the second I would be more concerned with man in history and with a more practical philosophy, and dialectical reason of Criticism (1960) as the main work. The idea of our work is denying such bias, arguing that the work 1943 is far from being ahistorical or metaphysics. Rather there his conception of freedom is necessarily linked to a situation, it is focused on action and is related to the responsibility of men in each of these situations. To defend our position, we will analyze some biographical elements that indicate the intellectual engagement of the philosopher, whether in his public life, both as a writer and investigate their conceptions of freedom and responsibility present in Being and Nothingness. It is thus relating the analysis of his experience as an intellectual and as engaged writer to the study of freedom and responsibility that seek to understand the philosophy of Sartre as a practical philosophy, history and focused on the action, thus outlining the first steps towards construction of an ethic.
Description: FERNANDES, Luciana Lima. Liberdade e responsabilidade em o ser e o nada de Jean-Paul Sartre: perspectiva ética de um engajamento intelectual. 2015. 92f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15900
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_llfernandes.pdf461,1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.