Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16077
Title in Portuguese: Casas de sementes comunitárias: estratégia de resistência e manutenção da vida camponesa
Title: Community seed houses: the peasant life strategy of resistance and maintenance
Author: Barbosa, Mônica de Moura
Advisor(s): Alencar, Francisco Amaro Gomes de
Keywords: Ciencias agrarias
Ecologia agrícola
Camponeses
Mulheres do campo
Agricultural ecology
Peasants
Rural women
Mulheres do campo
Camponeses
Issue Date: 2014
Citation: BARBOSA, M. M. (2014)
Abstract in Portuguese: As experiências de armazenamento e seleção de sementes é uma prática bastante antiga, data desde o início da agricultura, quando os povos antigos começaram a selecionar e melhorar as sementes de acordo com suas necessidades. Ao longo dos anos a agricultura sofreu muitas transformações e uma delas foi o uso de sementes hibridas e geneticamente modificadas na agricultura. Em resposta a este modelo floresce a Agroecologia, entendida com um campo do conhecimento baseado em uma perspectiva holística de compreensão dos fenômenos relacionados à produção de alimentos (ecológico, social e político) e a discussão da garantia de Soberania Alimentar, em especial a questão do uso e preservação das sementes tradicionais ou crioulas em oposição ás 'sementes corporativas'. Contribuindo com essa nova forma de se relacionar com a natureza e conquista de autonomia emergem as casas de sementes comunitárias, considerada uma estratégia de conservação de manutenção da agrobiodiversidade e sociocultural das comunidades e povos. Esse estudo visou compreender se as casas de sementes são consideradas estratégias de resistência da vida camponesa frente ao atual modelo imposto pela agricultura insustentável. Assim como compreender as relações dos camponeses (as) com as sementes, formas de selecionar, papel da mulher dentro das casas de sementes, aspectos culturais e avaliar se constituem ferramenta de conservação das sementes crioulas e do saber popular. O estudo foi realizado no município de Massapê especificamente em três comunidades e um assentamento rural que apresentam casas de sementes comunitárias. Para obtenção dos dados foi utilizada uma metodologia quali-quantitativa, através de entrevistas e questionários semi-estruturadas, observação participante e uso da metodologia com grupos focais com os sujeitos da pesquisa. Como resultados foram diagnosticados as formas de selecionar as sementes crioulas que contribuem para a manutenção do saber popular, a inclusão da mulher e sua luta por conquista de espaços e autonomia. Além da identificação dos sujeitos a partir de suas práticas e da relação do acesso a terra, bem como aspectos culturais. Nesse sentido as casas de sementes comunitárias se configuram como uma nova forma ferramenta de autonomia camponesa, porquanto propõe um novo modelo de desenvolvimento, não apenas para o campo, mas para as populações humanas em geral.
Abstract: ] Experiments storage and seed selection is a very ancient practice dating from the beginning of agriculture, when ancient people began to select and improve seed according to their needs. Over the years, agriculture has undergone many transformations where the seeds came to be genetically modified causing the few peasants were losing their autonomy and food sovereignty. In response to this style flowers Agroecology , understood as a field of knowledge based on a holistic perspective of understanding the phenomena related to food production ( ecological, social and political ) and the discussion of ensuring food sovereignty , in particular the issue of using and preservation of traditional seeds and landraces as opposed aces ' enterprise ' seeds . Contributing to this new way of relating to nature and achievement of autonomy emerge homes Community seed, considered a conservative strategy of maintaining agricultural biodiversity and socio-cultural communities and peoples. This study aimed to understand the houses of seeds are considered strategies of resistance of peasant life against the current model imposed by unsustainable agriculture. Just as understanding the relationships of the peasants (as) with seeds , ways to select , role of women within the homes of seed , cultural aspects and assess whether they constitute conservation of native seeds and know popular tool . The study was conducted in the municipality of Massapê specifically in three communities and one rural settlement which feature homes Community seed. To obtain the data a qualitative -quantitative methodology was used, through interviews and semi-structured questionnaires, participant observation and use of focus group methodology with the research subjects. As results were diagnosed forms of select native seeds that contribute to the maintenance of popular knowledge, the inclusion of women and their struggle for the conquest of space and autonomy. Besides the identification of the subjects from their practices and the relationship of access to land as well as cultural aspects. This sense of community seed houses are configured as a new tool as peasant autonomy, since proposes a new model of development, not only for the field, but for the human population in general.
Description: BARBOSA, Mônica de Moura. Casas de sementes comunitárias: estratégia de resistência e manutenção da vida camponesa. 2014. 97 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Fortaleza-Ce, 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16077
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_mmbarbosa.pdf2,73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.