Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16272
Título: Superando o estigma da seca a partir de estratégias de convivência com o semiárido: o modelo da comunidade de Sussuí, Quixadá, Ceará.
Título em inglês: Overcoming the stigma of drought from strategies The semiarid association with: the model of community sussuí, Quixadá, Ceará.
Autor(es): Torquato, Renata Ribeiro
Orientador(es): Oliveira , Vládia Pinto Vidal de
Palavras-chave: Seca, convivência, história ambiental, permacultura, educação ambiental.
Drought, acquaintanceship, environmental history, permaculture, environmental education
Secas
Regiões semiáridas
Educação ambiental
Ecologia agrícola
Desertificação
Data do documento: 2011
Citação: TORQUATO, R. R. (2011)
Resumo: Este trabalho tem como objetivo investigar as inúmeras estratégias de convivência com o semiárido, tendo como base a História Ambiental, a Permacultura, os princípios da Agroecologia e as práticas da Educação Ambiental em um processo participativo de troca de saberes. O estudo de caso foi realizado na comunidade de Sussuí, uma localidade do Sertão Central do Ceará, onde se desenvolve o Projeto de Integração Comunitária com o apoio do Instituto Nordeste Cidadania – INEC e parceria do Núcleo de Estudos e Práticas Permaculturais do Semiárido - NEPPSA. A problemática da seca é reavaliada neste estudo a partir de um novo olhar que busca conviver com as peculiaridades e potencialidades da região. O problema das secas não começa com a falta de água e nem termina com a chegada da estação chuvosa. Não é oriundo simplesmente da perda da produção agrícola por escassez, ausência ou irregularidade de chuvas. Fundamentalmente, a seca tem conotação direta com crises periódicas que afetam a economia agropecuária por inadaptação das lavouras produzidas com as condições de potencialidades e de limitações dos recursos naturais. Além desses, outros fatores podem agravar como, as mudanças climáticas e o manejo inadequado dos recursos naturais, contribuindo ao agravamento significativo das consequências resultantes da seca. A permacultura, a agroecologia e a educação ambiental trabalham dentro da perspectiva de convivência com o semiárido, através de práticas e manejos alternativos que respeitam o meio ambiente e otimizam o uso dos recursos naturais além de orientarem a população a desenvolver uma nova forma de lidar com as peculiaridades de uma região sujeita à irregularidade de chuvas.
Abstract: This Work has as purpose investigate the numerous strategies known as practices of acquaintanceship with the semiarid, having has a base the environmental history, the permaculture, the principles of agroecology and practices of environmental education. The study was carried out in the community of Sussuí, Quixadá, Ceará Central Hinterland, place where develops the Project of Community Integration with aid of Instituto Nordeste Cidadania – INEC. The dry’s problem is reassessed from a new perspective that seeks to live with the peculiarities and potentialities of the region. The drought’s problem doesn’t begin with lack of water and doesn’t end with arrival of rain station. There simply comes from the loss of agricultural production shortage, absence or rain’s irregularities. Fundamentally, the drought has direct connotations with periodic crises that affect the agricultural economy by unsuitability of crops produced with the conditions of potential and limitations of natural resources. In addition, others factors can aggravate like this, weathers change and the inappropriate manipulation of the natural resources. The Permaculture, the agroecology and the education work within the perspective of acquaintanceship with the semiarid, through of practices and alternatives handles that respect the environment ant optimizes the use of nature resource as well as guiding people to develop a new way of dealing with the peculiarities of a region subject to irregular rainfall.
Descrição: TORQUATO, Renata Ribeiro. Superando o estigma da seca a partir de estratégias de convivência com o semiárido: o modelo da comunidade de Sussuí, Quixadá, Ceará. 2011. 128 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Pograma de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Fortaleza-CE, 2011
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16272
Aparece nas coleções:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_rrtorquato.pdf2,79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.