Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1628
Título: Distribuição e partição geoquímica de metais traço na Costa Norte de Fortaleza, Ce
Título em inglês: Distribution and partition geochemistry of trace metals in the North Coast of Fortaleza, Ce
Autor(es): Maia, Saulo Robério Rodrigues
Orientador(es): Marins, Rozane Valente
Palavras-chave: Geoquímica
Metais traço - Ceará
Data do documento: 2004
Editor: http://www.teses.ufc.br/
Citação: MAIA, S. R. R. ; MARINS, R. V. (2004)
Resumo: No Ceará a zona costeira representa apenas 14,38% do território estadual, mas possui 48,9% da população do estado (IBGE, 2002. Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) a densidade demográfica da Zona Costeira Cearense (ZCC) aumenta para 598,00 hab/km2, atingindo valores ainda maiores quando focada a cidade de Fortaleza (6.814 hab/km2). Na década de 70, Fortaleza teve um salto de crescimento urbano, desordenado, na sua área costeira, com uma séria de construções que afetaram de maneira direta a sua linha de costa, tais como o antigo e atual porto de Fortaleza. Assim, este estudo teve por objetivo avaliar a influência das atividades antrópicas sobre a emissão de metais e sobre a distribuição e partição geoquímica destes metais contidos nos sedimentos da região costeira da RMF. Analisados os teores de Hg, Cu, Cd, Pb, Zn, Al e Fe, nos sedimentos costeiros coletados em duas campanhas, nos períodos de chuva e seca, não foi encontrada diferença estatística entre resultados obtidos relativos às diferentes campanhas, exceto para o Fe. Os teores médios obtidos foram: 0,72 a 17,54 ng.g-1 de Hg, 0,32 a 4,64 μg.g-1 de Cu, 0,13 a 0,77 μg.g-1 de Cd, 3,29 a 13,00 μg.g-1 de Pb, 1,81 a 18,64 μg.g-1 de Zn, 0,78 a 9,12 mg.g-1 de Al, 0,76 a 9,27 mg.g-1 (Período chuvoso) e 1,28 a 13,92 mg.g-1 (Período de seca) de Fe. Todos os metais apresentaram correlações significativas com os principais carreadores geoquímicos, isto é com a matéria orgânica, o alumínio e o ferro, menos com os carbonatos, mostrando que este substrato não é um retentor geoquímico eficaz de metais. Apesar do oceano ser um bom diluidor de contaminantes foi verificado áreas de concentrações de metais próximas à linha de costa, à região do porto e à saída do Emissário Submarino de Fortaleza (ESF) se dispersando no sentido E-W da deriva litorânea. O ESF mostrou-se ser fonte pontual de mercúrio, cobre, zinco, cádmio e chumbo, entretanto o enriquecimento do sedimento por Hg, Cu e Zn ainda é de baixo grau. Também foi observado que o runoff urbano é importante emissor de Cd e Pb, tendo em vista as elevadas concentrações encontradas próximas à linha de costa. A distribuição dos metais mostrou que há dois importantes fatores determinantes do comportamento destes metais em sedimentos costeiros da RMF. O primeiro fator está relacionado aos carreadores geoquímicos que predominantemente influenciam o comportamento do cobre, do chumbo e do zinco. O segundo fator está relacionado à proximidade e/ou intensidade das áreas fontes e dominou o comportamento do Hg e do Cd.
Abstract: The coastal zone of Ceará State corresponds to only 14.38% of the State’s territory but harbors about 48.9% of its total population. The Metropolitan Region of Fortaleza (RMF), the State’s Capital population density at the coastal zone reaches 598 inhab/km2, and 6.814 inhab/km2 when only the city of Fortaleza itself is considered. During the 1970’s, Fortaleza witnessed an accelerated and unplanned urban growth along its coastal zone including engineering works, which affected the coastline itself, including the Fortaleza Harbor and may have increased pollutants emissions to the coastal region. Therefore, this study aims to evaluate the influence of these antropogenic developments on the emissions of trace metals and their distribution and geochemical partitioning in bottom sediments collected along the RMF coastal region. In two field campaigns, in the rain and dry season, the concentrations of Hg, Cu, Cd, Pb, Zn, Fe and Al, were measured in bottom sediments of the coastal zone. There was no significant difference between the two campaigns for all trace metals, except for Fe. Measured concentrations varied between 0.72 to 17.54 ng.g-1 for Hg; 0.32 to 4.64 μg.g-1 for Cu; 0.13 to 0.77 μg.g-1 for Cd; 3.29 to 13.00 μg.g-1 for Pb; 1.81 to 18.64 μg.g-1 for Zn; 0.78 to 9.12 mg.g-1 for Al, 0.76 to 9.27 mg.g-1 (rain season) and 1.28 to 13.92 mg.g-1 (dry season) for Fe. All trace metals concentrations presented significant positive correlation with the major geochemical carries analyzed, i.e. organic matter content, Aluminum and Iron, except for carbonates, carbonates are not efficient carriers of metals in these metals. Although the oceanic water mass acts as a large diluter of contaminants, areas of higher trace metal concentrations were observed close to the shoreline, at the area of influence of the Fortaleza Harbor and near the outlet of a submarine wastewater outfall. Concentrations decrease in an E-W direction following the littoral drift. The submarine wastewater outfall of Fortaleza showed an important point source of Hg, Cu, Zn, Cd and Pb. Although absolute concentrations of these trace metals were, in general, low. The higher concentrations along the shoreline suggest that urban runoff is also a significant source of trace metals, in particular of Cd and Pb. The spatial distribution of trace metals concentrations showed two important factors determining the behavior of trace metals in the bottom sediments of the RMF. The first factor is related to the concentrations of the geochemical carriers, which influence the behavior of Cu, Pb and Zn. The second factor is the proximity and/or the intensity of area sources and dominated the behavior of Hg and Cd.
Descrição: MAIA, Saulo Robério Rodrigues. Distribuição e partição geoquímica de metais traço na Costa Norte de Fortaleza, Ce. Fortaleza, 2004. 105 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2004.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1628
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2004_dis_srrmaia.pdf3,61 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.