Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16281
Título: Qualidade de vida dos alunos do programa de pós-graduação em odontologia: uma análise através do whoqol-bref
Título em inglês: Quality of life of students of postgraduate dentistry program: an analysis using the whoqol-bref
Autor(es): Teixeira, Cinthia Nara Gadelha
Orientador(es): Almeida, Maria Eneide Leitão de
Palavras-chave: Qualidade de Vida
Ensino
Odontologia
Data do documento: 17-Fev-2016
Citação: TEIXEIRA, C. N. G. ; ALMEIDA, M. E. L. (2016)
Resumo: Qualidade de vida (QV) é um conceito complexo, multifatorial e que tem recebido muitos enfoques e significados. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade de vida dos estudantes de pós-graduação de Odontologia do Programa de Pós-graduação em Odontologia (PPGO) da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem (FFOE) da Universidade Federal do Ceará (UFC). O estudo foi do tipo transversal, com abordagem quantitativa, através do emprego do WHOQOL-bref. A coleta foi desenvolvida de junho a agosto de 2015 e ocorreu nas dependências da FFOE/UFC, onde está instalado o PPGO. Participaram do estudo 88 alunos do mestrado, doutorado e pós-doutorado, regularmente matriculados no PPGO/UFC, no ano de 2015. Os alunos responderam o questionário da pesquisa, sendo a primeira parte formada por informações sociodemográficas e a segunda pelo WHOQOL-bref. Para a análise dos dados de QV dos quatro domínios estudados, o físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente, e da autoavaliação da QV, utilizou-se os índices “insatisfação”, “indiferença” e “satisfação”. Houve um maior número de alunos do sexo feminino (61,4%); 48,9% eram solteiros e 73,9% não possuíam filhos. 34,1% afirmaram dedicar-se exclusivamente às atividades da pós-graduação e 53,4% atuavam como cirurgião-dentista clínico no serviço público ou privado. 17% relataram possuir uma renda mensal de dois salários mínimos. 75% consideraram-se pessoas religiosas e 87,5% afirmaram que a religião dá sentido às suas vidas. 31,8% não eram bolsistas da pós-graduação. A maioria (53,4%) dos discentes encontrava-se no doutorado/pós-doutorado e 46,6% dos entrevistados estavam no segundo ano do curso. Quanto a QV, 55,7% foram classificados no nível satisfação. O domínio físico, quando comparado aos outros três domínios e à autoavaliação da QV, foi significantemente inferior (p<0,001). Já a autoavaliação dos entrevistados quanto à QV, quando comparada com os domínios físico, psicológico e meio ambiente, apresentou significância estatística superior (p<0,001). Alguns dados sociodemográficos, como ser solteiro (p=0,005), considerar-se religioso (p=0,041) e não possuir bolsa na pós-graduação (p=0,025), tiveram significância estatística quando associados com os escores de análise da QV, sendo estes classificados na categoria insatisfeito/indiferente. Quando associados os domínios e a autoavaliação da QV com as variáveis sociodemográficas, constatou-se significância estatística nas variáveis frequência da prática religiosa (p=0,046) e ano a pós-graduação (p=0,025) no domínio físico; sexo (p=0,016) e considerar-se religioso (p=0,008) no psicológico; estado civil, tanto no domínio relações sociais (p=0,017) quanto no meio ambiente (p=0,008) e sexo (p=0,048) e frequência da prática religiosa (p=0,031) na autoavaliação, sendo todos classificados como insatisfeito/indiferente. Concluiu-se que a QV dos discentes da pós-graduação foi boa e que os discentes casados, que se consideravam religiosos e os que possuíam bolsa na pós-graduação apresentaram melhor QV.
Abstract: Quality of life (QOL) is a complex concept, multifactorial and has received many approaches and meanings. The objective of this study was to evaluate the quality of life of post-graduate students of the Graduate Program in Dentistry Dentistry (PPGO), Faculty of Pharmacy, Dentistry and Nursing (FFOE) of the Federal University of Ceará (UFC). The study was cross-sectional with quantitative approach, using the WHOQOL-BREF employment. The collection was developed from June to August 2015 and took place at the FFOE / UFC, which is installed PPGO. The study enrolled 88 master's students, doctoral and post-doctoral, enrolled in PPGO / UFC in 2015. The students answered the survey questionnaire, the first part consists of sociodemographic information and the second by WHOQOL-BREF. For the analysis of the QOL data of the four areas studied, the physical, psychological, social and environmental relationships, and self-assessment of QoL indices "dissatisfaction" was used, "indifference" and "satisfaction". There was a larger number of female students (61.4%); 48.9% were single and 73.9% had no children. 34.1% said they devote themselves exclusively to graduate activities and 53.4% ​​worked as a clinical dentist in the public or private service. 17% reported having a monthly income of two minimum wages. 75% considered themselves religious people and 87.5% said that religion gives meaning to their lives. 31.8% were non-graduate scholarship. Most (53.4%) of students was in the doctoral / post-doctoral and 46.6% of respondents were in the second year. Regarding QOL, 55.7% were classified at level satisfaction. The physical domain when compared to the other three areas and the self-assessment of QOL was significantly lower (p <0.001). Already the self-assessment of the respondents about the QoL compared with the physical, psychological and environmental domains had higher statistical significance (p <0.001). Some socio-demographic data, such as being single (p = 0.005), be considered religious (p = 0.041) and do not have stock in graduate school (p = 0.025) were statistically significant when associated with analysis of scores of QOL, and these classified in unhappy / indifferent category. When associated domains and self-assessment of QoL with sociodemographic variables, there was statistical significance in the frequency variables of religious practice (p = 0.046) and year graduate (p = 0.025) in the physical domain; sex (p = 0.016) and considered religion (p = 0.008) in the psychological; marital status, both in social relationships domain (p = 0.017) and the environment (p = 0.008) and sex (p = 0.048) and frequency of religious practice (p = 0.031) in the self-assessment, all being classified as unhappy / indifferent. It was concluded that QOL of graduate students was good and that married students who considered themselves religious and those who owned stock in graduate school showed better QOL.
Descrição: TEIXEIRA, C. N. G. Qualidade de vida dos alunos do programa de pós-graduação em odontologia: uma análise através do whoqol-bref. 2016. 173 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16281
Aparece nas coleções:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_cngteixeira.pdf1,56 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.