Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16335
Título: Sustentabilidade ambiental local: o caso da comunidade pesqueira de Ponta Grossa - Icapuí - Ceará - Brasil
Título em inglês: Local environmental sustainability: the case of the fishing communities Ponta Grossa-Icapuí-Ceará-Brasil
Autor(es): Costa, Janleide Rodrigues
Orientador(es): Freire, George Satander Sá
Coorientador(es): Carvalho, Roberto Cláudio de Almeida
Palavras-chave: comunidade - desenvolvimeto Ceará
Fishes
community - Ceará development
Pesca
Data do documento: 2003
Citação: COSTA, J. R. (2003)
Resumo: A análise que faremos sobre a sustentabilidade terá como perspectiva verificar a sustentabilidade ambiental local pautada nos critérios social, cultural, ecológico, ambiental, territorial, econômico, e de políticas públicas. A sustentabilidade ambiental em comunidades pesqueiras tradicionais adquire um caráter de extrema importância para o entendimento dessa questão que se manifesta no cotidiano de comunidades. A praia de Ponta Grossa é um núcleo pesqueiro de apenas 200 habitantes, localizado no extremo Norte do Município de Icapuí-CE, distante 190km da capital do estado, Fortaleza. Possui enseada em forma de meia lua, banhada por mar calmo, onde mostra suas formações rochosas na maré baixa. Densamente arborizada, tem seu núcleo residencial, não mais que 60 casas, num grande coqueiral, onde esconde os encantos de uma comunidade tradicionalmente religiosa, com um povo que traz em seus rostos as marcas profundas de suas vidas de pescadores misturadas com a alegria de vivê-las. Ponta Grossa é conhecida por quase ter sido o berço do descobrimento do Brasil, pois segundo historiadores, em 02 de fevereiro do ano de 1500, um vento soprou e as naus conduzidas pelo espanhol Vicente Yanes Pinzón, que desembarcou nas terras brasileiras para logo continuar viagem até o Caribe. O primeiro nome dado à comunidade foi Santa Maria de La Consolacion, depois Jubarana e hoje Ponta Grossa, devido ao imponente penhasco (75m de altura), primeira ponta de terra avistada do mar e conhecida como Cabo de Tijubarana. Em 1996 foi implantado em Ponta Grossa, projeto intitulado: “Minifazenda Marinha: viveiros de lagosta no mar”, financiado pelo Banco do Nordeste S.A. O projeto foi concluído em 1999, e foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar que teve o Prof. Dr. Masayoshi Ogawa do LARAq (laboratório de Recursos Aquáticos) do Depto de Engenharia de Pesca como coordenador. O objetivo geral deste projeto foi adquirir conhecimentos bioecológicos sobre a lagosta, visando subsidiar estudos para manutenção e recuperação do estoque desta espécie, que é um importante recurso pesqueiro do nordeste brasileiro. Vários trabalhos foram realizados paralelamente ao de engorda de lagosta, dentre os quais o estudo sobre os aspectos sócio-econômicos da comunidade pesqueira de Ponta Grossa. Assim, a dissertação se inicia, portanto, ix com uma contextualização sobre conceitos, definições e relações de sustentabilidade local, seguido pela caracterização dos aspectos sócio-econômicos e encerra com as características oceanográficas. O objetivo geral foi o de desvendar o modo como a comunidade representa as suas relações sociais com o mundo natural na sustentabilidade ambiental, e como essas representações são atualizadas em sua vida cotidiana, ao longo dos anos, levando em consideração o estudo da caracterização sócio-econômica da comunidade, verificando o uso e ocupação do espaço, tornando harmônica a convivência entre os elementos que constituem o ecossistema local. Como objetivo específico, avaliamos os impactos socioeconômicos das atividades ocorridas ao longo dos anos, através de uma análise comparativa das situações observadas em dois espaços de tempo: inicialmente em 1996 e posteriormente em 2002-2003. Ainda realizamos decorrente de demanda dos pescadores locais, a caracterização oceanográfica da região, através do levantamento batimétrico, medição de correntes e marés da plataforma interna rasa da região estudada, visando futuras implantações de projetos ma área de aqüicultura marinha.
Abstract: The analysis that we will make on the sustainability will envisage to assess local environmental sustainability based upon social, cultural, ecological, environmental, territorial, economic and public criteria. Environmental sustainability in traditional fishing communities is of decisive importance to understand this issue which is present in the communities daily life. Ponta Grossa beach is a 200-inhabitant fishing nucleus in the far north of the Municipality of Icapui, Ceará State, 190 km away from Fortaleza, the state capital city. It has a half-moon-shaped inlet, bathed by a smooth sea, featuring its rocky formation in low tide. It has plenty of trees and its residential nucleus has no more than 60 houses within a large area of coco-nut trees, hiding the charm of a traditionally religious community whose people bring on their face the deep marks of their lives as fishermen mixed with the joy of living them. Ponta Grossa is famous for almost having been the birth of the discovery of Brazil, since, according to historians, on February 2nd 1500, a wind blew and the vessels conducted by the Spaniard Vinzenz Yanez Pinzón, which disembarked on the Brazilian land, to, right after, continued his voyage to the Caribbean. The first name given to the community was Santa Maria de La Consolación, and, then, Jubarana and, today, Ponta Grossa, after the lofty cliff (75m high) first edge of land seen from the sea and known as Tijubarana Cape. In 1996, a project named “Minifazenda Marinha”, funded by the Bank of the Northeast was implanted. The project was completed in 1999, and was developed by a multi-disciplinary team which had as coordinator Prof. Masayoshi Ogawa of LARAq (Water Resources Lab) within the Fishery Engineering Department.The objective of this project was to obtain bioecological knowledge on lobster aiming at providing studies for the maintenance andrecovery of the stock of this species, which is an important fishing resource in the Brazilian northeast. Several works have been carried out alongside the one to fatten the lobster, and among them is the study on the socio-economic aspects of the fishing community of Ponta Grossa. Therefore, the dissertation starts with a contextualization of concepts, definitions and relations of local sustainability, followed by the characterization of socio-economic aspects and, finally with oceanographic xi features. The general objective was to discover how the community represents its social relation with the natural world within the environmental sustainability and how these representations have been materialized along the years, taking into account the study of the community socio-economic characterization, assessing the use and occupation of space, harmonizing the relationship of the various elements of the local ecosystem. With specific objective we analyzed the socio-economic impacts of the activities taking place along the years, by means of a comparative analysis of situations observed in two space of time: first, in 1996 and, later, in 2002-2003. Under the request of local fishermen, we also carried out the oceanographic characterization of the region by means of bathymetric survey, measurement of currents and tide of the internal shallow platform of the region under study, aiming at future implantations of projects of sea aquiculture.
Descrição: COSTA, Janleide Rodrigues. Sustentabilidade ambiental local: o caso da comunidade pesqueira de Ponta Grossa - Icapuí - Ceará - Brasil, 2003. xv, 89 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós –Graduação, PRODEMA - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Fortaleza-CE, 2003.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16335
Aparece nas coleções:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2003_dis_jrcosta.pdf2,84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.