Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16357
Title in Portuguese: Avaliação do impacto de dois diferentes métodos de higiene oral com clorexidina na prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica
Title: Two methods of oral hygiene with chlorhexidine in preventing of ventilator-associated pneumonia
Author: Félix, Luan Cartaxo
Advisor(s): Mota , Mário Rogério Lima
Keywords: Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica
Higiene Bucal
Clorexidina
Escovação Dentária
Issue Date: 24-Feb-2016
Citation: FÉLIX, L. C. Avaliação do impacto de dois diferentes métodos de higiene oral com clorexidina na prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica. 2016. 59 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
Abstract in Portuguese: Pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) é uma infecção pulmonar que afeta pacientes submetidos à ventilação mecânica (VM). O principal mecanismo fisiopatológico da PAV é a aspiração de patógenos bacterianos da cavidade oral e da faringe. Como a redução da colonização bacteriana na cavidade oral é uma das medidas técnicas de higiene oral na prevenção da PAV, o presente estudo teve como objetivo avaliar a eficácia de duas técnicas de higiene oral na prevenção da PAV. Foi realizado um ensaio clínico prospectivo e randomizado, com pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva do Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara. Os voluntários foram alocados em dois grupos: Grupo Gaze (n=28), higiene bucal utilizada como padrão no Hospital, sendo esta realizada com gaze embebida em digluconato de clorexidina 0,12%; Grupo Escova (n=30), higiene bucal com escova dental manual embebida na mesma solução. Uma amostra mínima de 23 pacientes, por grupo, foi estimada para se obter uma amostra com 90% de poder e 95% de confiança (teste t pareado). O desfecho primário foi a ocorrência de PAV, sendo esta infecção investigada até o término da VM. Os desfechos secundários foram: [1] avaliação da saúde bucal (placa visível, placa lingual e eventuais alterações da normalidade intraoral e perioral) e [2] presença/ausência de microrganismos respiratórios na placa dental e lingual. Estes desfechos secundários foram avaliados em dois momentos: nas primeiras 24 horas de VM e 72 horas após a primeira avaliação. As duas técnicas apresentaram baixa incidência de PAV, e não houve diferença estatisticamente significativa entre os dois métodos de higiene oral na prevenção desta infecção. K. pneumoniae e P. aeruginosa foram as espécies bacterianas mais frequentemente isoladas. Não houve diferença estatisticamente significativa entre os dois métodos de higiene oral, quando comparando a eficácia na redução da incidência de microrganismos respiratória. Na 2ª avaliação, um menor índice de placa visível foi observado no grupo que utilizou a escova dental.
Abstract: Ventilator-associated pneumonia (VAP) is a lung infection that affects patients under mechanical ventilation (MV). The main pathophysiological mechanism of VAP is the aspiration of bacterial pathogens of the oral cavity and pharynx. The reduction of bacterial colonization in the oral cavity is one of the preventive measures for this infection, therefore, this study aimed to evaluate the efficacy of two techniques of oral hygiene in preventing VAP. A prospective, randomized clinical trial was conducted with patients hospitalized in the ICU of Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGWA). The volunteers were divided into two groups: the method performed as hospital routine that used gauze soaked in 0.12% chlorhexidine digluconate every 8 hours (Gauze Group), and another method that was performed with a manual toothbrush imbibed in the same solution every 8 hours (Toothbrush Group). A minimum sample of 23 patients per group was estimated to yield a sample with 90% power and 95% confidence (paired t test). The primary outcome was the occurrence of VAP. This infection was investigated until the end of MV. Secondary outcomes were: [1] assessment of oral health (visible plaque, lingual plate and possible alterations intraoral and perioral normality) and [2] presence / absence of respiratory microorganisms in dental and lingual plate. These secondary outcomes were evaluated in two phases: in the first 24 hours of MV and 72 hours after the first evaluation. The two techniques showed low incidence of ventilator-associated pneumonia (VAP) and there was no statistically significant difference between the two oral hygiene methods in preventing this infection. K. pneumoniae and P. aeruginosa were the bacterial species most often isolated. There was no statistically significant difference between the two oral hygiene methods when comparing the efficacy in reducing the incidence of respiratory microorganisms. In the 2nd assessment, less visible plaque index was observed in the group that used the toothbrush.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16357
Appears in Collections:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_dis_lcfelix.pdf1,69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.