Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16358
Título: Validação do manual saúde sexual e reprodutiva: métodos anticoncepcionais comportamentais para cegas
Título em inglês: Manual of validation sexual and reproductive health: behavior contraceptive methods for blind
Autor(es): Oliveira, Mariana Gonçalves de
Orientador(es): Pagliuca, Lorita Marlena Freitag
Palavras-chave: Pessoas com Deficiência Visual
Anticoncepção
Saúde Sexual e Reprodutiva
Aprendizagem
Tecnologia Educacional
Promoção da Saúde
Data do documento: 19-Fev-2016
Citação: OLIVEIRA, M. G. ; PAGLIUCA, L. M. F. (2016)
Resumo: Mulheres cegas tem baixa oferta de material educativo em saúde. Manual educativo acessível é possibilidade de ensino-aprendizado fornecendo informação sobre saúde sexual e reprodutiva com enfoque nos métodos anticoncepcionais comportamentais. Este estudo teve como objetivos: Validar Tecnologia Assistiva para cegas na modalidade de Manual sobre métodos anticoncepcionais comportamentais para promoção da saúde. Trata-se de pesquisa quase experimental, desenvolvida na cidade de Fortaleza no Estado do Ceará no período de fevereiro 2014 a setembro 2015. Utilizou amostra não-probabilística de conveniência, especialistas em conteúdo e mulheres cegas. A coleta de dados foi dividida em duas fases: Validação do Instrumento de Avaliação de Aprendizagem com especialistas e Validação do Manual com mulheres cegas. Foi construído pela autora e depois validado por especialistas um Instrumento de Avaliação do Conhecimento (pré e pós teste). Na segunda etapa, aplicou-se o instrumento (pré teste) e entrega do Manual para leitura, em seguida agendado um outro encontro para aplicação do mesmo instrumento (pós teste) e devolução do Manual. Os dados foram organizados em tabelas e gráficos com frequências absolutas e relativas. Utilizou-se o coeficiente de Alfa Cronbach, o teste estatístico de McNemar, bem como a odds ratio de McNemar e o teste dos postos assinalados de Wilcoxon. Foram respeitando os preceitos ético-legais. Participaram do estudo cinco especialistas e 48 mulheres cegas. Observa-se que todos os itens do instrumento foram considerados bem redigidos e de fácil compreensão; e relevantes pelas especialistas. Houve concordância excelente entre as especialistas que após análise foi considerado extremamente significante (p<0,001), logo, adequado para coleta de dados. A maioria das participantes (52%) tinha cegueira congênita. A idade variou de 18 a 66 anos, com média de 35 ± 14 anos, predominando a faixa de 18 a 29 anos (42%). Predominaram mulheres com nível superior (40%) e o estado civil solteiro (56%). A média de acertos no pré teste e pós teste em mulheres cegas com relação ao tipo de cegueira evidenciou significância estatística nas com cegueira adquirida (<0,001) e congênita (<0,001). Em relação a faixa etária evidenciou-se significância estatística nas médias de acertos do pré e pós teste nas mulheres cegas com 18 a 29 anos (p=0,002), 30 a 39 anos (p=0,001) e 40 ou mais anos (p=0,002). No tocante a escolaridade observou-se que as médias de acertos no pré e pós teste apresentou significância estatística nas mulheres cegas com ensino médio (p<0,001) e ensino superior (p<0,001). Ainda, verificou-se que as médias entre as mulheres com ensino fundamental foi inferior aos valores da mediana do grupo (p=0,056). A média de acertos no pré e pós teste em mulheres cegas com relação ao estado civil evidenciou significância estatística nas mulheres solteiras (p<0,001) e casadas/união estável (p<0,001). Dessa forma, foi possível mensurar o aprendizado e confirmaram-se boas médias de acertos pós-leitura do Manual, reforçando que o mesmo representa excelente estratégia de aprendizagem, assim o Manual foi validado.
Abstract: Blind women have low supply of educational material on health. accessible educational manual is possibility of teaching and learning by providing information on sexual and reproductive health with a focus on behavioral contraceptive methods. This study aimed to: Validate Assistive Technology for blind in Manual mode on behavioral contraceptive methods for health promotion. It is quasi-experimental research, developed in the city of Fortaleza in the state of Ceará in the period from February 2014 to September 2015. We used non-probability sample of convenience, content experts and blind women. Data collection was divided into two phases: Learning Assessment Instrument validation with experts and manual validation with blind women. It was built by the author and then validated by experts a Knowledge Assessment Tool (pre and post test). In the second stage, it applied the instrument (pretest) and delivery of the Manual for reading, then scheduled another meeting for application of this instrument (post-test) and return the manual. Data were organized in tables and graphs with absolute and relative frequencies. We used the Cronbach's coefficient alpha, the statistical the McNemar test, and the odds ratio McNemar test and the Wilcoxon marked positions. They were respecting the ethical and legal precepts. The study enrolled five experts and 48 blind women. Note that all the items of the instrument were considered well written and easy to understand; and by relevant experts. There was excellent agreement between the experts after analysis was considered highly significant (p <0.001), so suitable for data collection. Most participants (52%) had congenital blindness. The age ranged from 18 to 66 years, mean 35 ± 14 years, predominantly the range 18-29 years (42%). Predominated women with higher education (40%) and unmarried (56%). The mean score on the pretest and post-test in blind women with the type of blindness showed statistical significance in with acquired blindness (<0.001) and congenital (<0.001). Regarding the age group showed a statistical significance in average pre and post test of correct answers in the blind women aged 18 to 29 years (p = 0.002), 30 to 39 years (p = 0.001) and 40 or more years (p = 0.002). Regarding education, it was observed that the average of correct answers in the pre and post test showed statistical significance in blind women with high school (p <0.001) and higher education (p <0.001). Still, it was found that the average among women with primary education was below the group median values ​​(p = 0.056). The mean score before and after testing in blind women with regard to marital status showed statistical significance in single women (p <0.001) and married / stable (p <0.001). Thus, it was possible to measure learning and were confirmed good sized post-reading the manual adjustments, stressing that it represents excellent learning strategy, so the manual has been validated.
Descrição: OLIVEIRA, M. G. Validação do manual saúde sexual e reprodutiva: métodos anticoncepcionais comportamentais para cegas. 2016. 109 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16358
Aparece nas coleções:DENF - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_tese_mgoliveira.pdf1,27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.