Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16380
Título: Instituições de ensino superior e as redes sociais da internet: um panorama atual no Brasil sobre a atuação das IES nos sites Facebook e Twitter
Autor(es): Oliveira, Wellington Gabriel Freitas de
Orientador(es): Marques, Érico Veras
Palavras-chave: Redes sociais on-line
Ensino superior
Universidades e faculdades
Data do documento: 2012
Citação: OLIVEIRA, W. G. F. (2012)
Resumo: Diante da popularidade das redes sociais da internet no mundo e das vantagens e desvantagens da cibercultura, a internet se apresenta às instituições de ensino superior (IES) como um meio propício a atividades de marketing visando melhoria competitiva. No que tange às redes sociais da internet e seu caráter de atuação conversacional e informacional, tais ambientes se tornaram uma das principais ferramentas tecnológicas e de socialização da era atual. Como teoricamente esses ambientes são uma oportunidade para exposição de marca e relacionamento com clientes, questionou-se como as instituições de ensino superior brasileiras atuam nas redes sociais da internet. Com base nisso, esta dissertação realizou um estudo dividido em duas fases. A primeira realizada através de um censo com todas as IES do Brasil e a segunda através de uma análise em profundidade com casos múltiplos envolvendo as cinco IES de maior nota do Índice Geral de Cursos (IGC) no país. No censo, foram pesquisadas informações institucionais e cadastrais das instituições de ensino superior, dados de população e de Produto Interno Bruto (PIB) das regiões brasileiras e características sobre atuação das IES nos sites de rede social Twitter e Facebook. Já na análise em profundidade, foram observadas características de conteúdo publicado, contato público com os usuários associados, aplicativos paralelos usados e divulgação realizada pela IES. Viu-se nesta pesquisa que 50,5% das IES do país possuem registro em sites de rede social, mas que apenas 33% das IES brasileiras se mantêm ativas no Facebook e somente 41% das IES do país no Twitter. Viu-se também que o Sudeste é a região que mais possui IES com atuação ativa em sites de rede social, mas que é a região Sul que mantém o melhor desempenho interno em percentual de IES com atuação ativa. Foi possível também perceber que as cinco melhores IES do IGC não necessariamente são universidades públicas nem atuantes ativamente em sites de rede social, mesmo que essa condição se mostre ao analisar as cinco melhores IES do IGC dentro de cada região. Concluiu-se, por fim, que as IES do Brasil atualmente fogem das tendências mundiais em relação a redes sociais da internet por ainda não se perceber uma adesão em grande escala, mas com perspectivas de crescimento a partir do próximo relatório do IGC.
Abstract: Given the popularity of social networks on the internet all around the world and the advantages and disadvantages of cyberculture, the Internet presents itself to higher education institutions (HEI’s) as a favorable means to marketing activities aiming the competitiveness improvement. Concerning to the social networks on the Internet and its feature of conversational and informational activities, such spaces have become one of the major technological and social tools of the current era. As these spaces theoretically are an opportunity for brand exposure and relationship with customers, in this issue it was questioned how the Brazilian higher education institutions operate in social networks. Considering that, this paper conducted a study organized in two phases. The first consists in a census with all Brazillian HEI’s and the second is an in-depth analysis with multiple cases involving the five highest score HEI’s in the country on General Index of Courses (GIC). In the census, were searched institutional and registry information about all HEI’s, population rates, Gross Domestic Product (GDP) of Brazilian regions and features of HEI’s performance on the websites Twitter and Facebook. In the analysis into depth, they were observed features of published content, public contact with associated users, parallel applications programs used and divulgation by the HEI’s. It was seen in this study that 50,5% of HEI’s in the country are registered in social networking sites, but only 33% of Brazilian HEI’s maintain themselves active on Facebook and only 41% on Twitter. It was seen also that the Southeast is the region that has more active HEI’s on social networking sites, but also that is the South region that maintains the best performance in percentage of active HEI’s. It was also possible to realize that the five best HEI’s in GIC are not necessarily public universities nor work actively on social networking sites, even if this condition appears when analyzed the five best HEI’s in GIC inside each region. It was finally concluded that Brazillian HEI’s currently are not following the global trends concerning to social networks on the internet, once that it is not observed an adhesion in large-scale, but with growth prospects in the forthcoming GIC report.
Descrição: OLIVEIRA, Wellington Gabriel Freitas de. Instituições de ensino superior e as redes sociais da internet: um panorama atual no Brasil sobre a atuação das IES nos sites Facebook e Twitter. 2012. 209 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Mestrado Profissional em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16380
Aparece nas coleções:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_wgfoliveira.pdf2,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.