Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16382
Título: Resistência ao e-learning e grupos geracionais na educação corporativa
Autor(es): Parente Filho, Osmany Mendes
Orientador(es): Lima, Tereza Cristina Batista de
Palavras-chave: Ensino a distância
Educação permanente
Aprendizagem organizacional
Data do documento: 2012
Citação: PARENTE FILHO, O. M. (2012)
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo central analisar as principais causas de resistência ao e-learning na Educação Corporativa, tendo como foco os grupos geracionais Baby Boomers, X e Y. A relevância dessa temática deve-se à adoção cada vez maior da EAD nas organizações, o que vem consolidando esta prática inovadora, e ao contexto no qual as organizações estão inseridas, onde a compreensão em relação à questão das diferenças entre as gerações é uma importante ferramenta que os gestores das organizações contemporâneas podem utilizar para criar maior produtividade, inovação e minimizar a resistência ao e-learning na Educação Corporativa da sua força de trabalho. Partiu-se, primordialmente, da hipótese de que há diferença entre as dimensões da resistência ao e-learning entre os grupos geracionais Baby Boomers, X e Y. Como hipótese, também se teve que: na geração X a resistência ao e-learning é predominantemente ligada às dimensões: condições facilitadoras, autoeficácia e expectativa de esforço e que na geração Y a resistência é predominantemente ligada às dimensões: condições facilitadoras e resistência à EAD na EC. Utilizou-se como referencial teórico um levantamento sobre as temáticas e-learning, educação corporativa, resistência ao e-learning e grupos geracionais. A metodologia utilizada foi a aplicação de uma survey, em um grupo de 185 indivíduos que responderam a um questionário composto de 34 assertivas agrupadas em sete construtos. Os resultados obtidos apontam não haver diferença significativa entre as dimensões causadoras de resistência, a EAD na EC. Ainda que não haja diferenças significativas entre as gerações, verificou-se que os três construtos que sofreram maior grau de resistência nos grupos geracionais pesquisados foram: Comunicação Interna, Interatividade e Condições facilitadoras. Tendo os construtos Comunicação Interna e Interatividade aparecido em todas as gerações, quando elencados os três principais construtos causadores de resistência.
Abstract: This research aimed to analyze the main causes of resistance to e-Learning in Corporate Education with a focus on generational groups Baby Boomers, X and Y. The relevance of this issue is due to the context in which corporations are located, where the understanding regarding the subject of differences between the generations is an important tool for managers of contemporary organizations and can be used to create greater productivity, innovation and minimize resistance to e-Learning in Corporate Education of its workforce. It started from the hypothesis that there is a difference between the dimensions of resistance to e-learning among the generational groups Baby Boomers, X and Y. It was also observed that the generation Baby Boomers resistance to e-learning is predominantly linked to the dimensions: performance expectancy, effort expectancy, internal communication and interactivity. As a hypothesis also had to: generation X in the resistance to e-learning is predominantly linked to the dimensions, facilitating conditions, self-efficacy and expectation of effort and that the generation Y resistance is predominantly linked to the dimensions, facilitating conditions and resistance to the EAD EC. Was used as the theoretical basis for a survey on the issues, e-learning, corporate education, resistance to e-learning and generational groups. The methodology used was the application of a survey in a group of 185 individuals who answered a questionnaire composed of 34 statements grouped into seven constructs. The results indicate no significant difference between the dimensions that cause resistance to EAD in EC, partially confirming the hypotheses.
Descrição: PARENTE FILHO, Osmany Mendes. Resistência ao e-learning e grupos geracionais na educação corporativa. 2012. 93 f. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Mestrado Profissional em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16382
Aparece nas coleções:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_omparentefilho.pdf6,06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.