Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16401
Título: Padrões contábeis e qualidade informacional: investigação nos bancos listados na BM&FBovespa
Autor(es): Farias, José Barbosa de
Orientador(es): Ponte, Vera Maria Rodrigues
Palavras-chave: Contabilidade - Padronização
Contabilidade bancaria
Análise de balanço
Data do documento: 2012
Citação: FARIAS, J. B. (2012)
Resumo: A criação do Comitê de Pronunciamentos Contábeis em 2005 e a promulgação da Lei nº 11.638 em 2007 inauguraram no Brasil o processo de harmonização contábil vigente desde a década de 1970, abrindo caminho para a convergência das normas contábeis brasileiras às normas internacionais (IFRS). Nesse sentido, o Banco Central determinou que a partir de 2010 as instituições financeiras em atuação no país deveriam preparar e divulgar demonstrações contábeis consolidadas também em IFRS. Levando em conta que diferentes práticas contábeis podem gerar resultados também diferentes, o presente estudo investigou o impacto da adoção das IFRS na representação da situação patrimonial, econômica e financeira dos bancos e na qualidade informacional das suas demonstrações contábeis. Assim, foram analisados os impactos da adoção das IFRS nos indicadores econômico-financeiros e no nível de conservadorismo incondicional das demonstrações contábeis; e foram identificados os grupos de contas responsáveis pelas principais alterações nos resultados dos indicadores e as normas internacionais (IFRS) que mais influenciaram a sua ocorrência. A amostra reuniu os 18 bancos listados na BM&FBovespa que em 2010 elaboraram e divulgaram suas demonstrações contábeis consolidadas nos dois padrões, estendendo-se o estudo às demonstrações de 2009 divulgadas por 10 desses bancos. Foram examinados 14 indicadores econômico-financeiros, sendo 4 do grupo Liquidez (Encaixe, Liquidez Imediata, Participação dos Créditos e Participação dos Créditos Líquidos), 4 do grupo Estrutura Patrimonial e de Captação (Relação Créditos/Depósitos, Alavancagem, Capitalização e Basileia), 2 do grupo Qualidade da Carteira de Crédito (Inadimplência e Créditos Vencidos versus Patrimônio Líquido) e 4 do grupo Rentabilidade (Margem Financeira 1, Margem Financeira 2, Eficiência e Retorno sobre o Patrimônio Líquido). Para se aquilatar os impactos na qualidade informacional das demonstrações contábeis, foi utilizado o Índice de Conservadorismo de Gray. Depois de aplicados os testes de diferenças de médias de duas amostras emparelhadas (T-Student e Wilcoxon), os resultados revelaram diferenças significativas nos grupos de indicadores Liquidez em 2010, Estrutura Patrimonial e de Captação em 2009 e Qualidade da Carteira de Crédito em 2009, 2010 e no biênio 2009-2010. Diferenças significativas também se revelaram nos indicadores Participação dos Créditos, Participação dos Créditos Líquidos, Alavancagem, Capitalização e Créditos Vencidos versus Patrimônio Líquido. Os saldos dos grupos de contas Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa e Patrimônio Líquido também apresentaram diferenças significativas. As normas que mais influenciaram a ocorrência das diferenças foram a IAS 39, a IAS 12, a IAS 10, a IAS 21 e a IFRS 3. Quanto à qualidade informacional, os resultados revelaram que as demonstrações contábeis preparadas segundo as práticas contábeis brasileiras são mais conservadoras, comparativamente ao padrão internacional.
Abstract: The creation of the Accounting Pronouncements Committee in 2005 and the enactment of Law No. 11,638 in Brazil in 2007 inaugurated the process of accounting harmonization in effect since the 1970s, paving the way for the convergence of Brazilian accounting standards with international standards (IFRS). Accordingly, the Central Bank has determined that from 2010 the financial institutions operating in the country should prepare and publish consolidated financial statements in IFRS too. Considering that different accounting practices can also generate different results, this study investigated the impact of IFRS adoption on behalf of patrimonial, economic and financial situation of the banks and on the informational quality of their financial demonstrations. Thus, we analyzed the impact of adopting IFRS on financial indicators and on the level of unconditional conservatism of financial statements; and we identified the account groups responsible for major changes in the results of the indicators and the international standards (IFRS) that most influenced their occurrence. The sample met the 18 banks listed on the BM & FBovespa which in 2010 developed and released its consolidated financial statements in the two standards, extending the study to statements released in 2009 by 10 of these banks. We examined 14 economic and financial indicators, being 4 from Liquidity Group (Docking, Instant Cash, Credit Participation and Participation of Liquid Credit), 4 from Asset and Funding Structure Group (Relationship Loans / Deposits, Leverage, Capitalization and Basel), 2 from Loan Portfolio Quality Group (Default and Overdue versus Net Worth) and 4 from Performance Group (Financial Margin 1, Financial Margin 2, Efficiency and Return on Net Worth). To assess the impacts on the informational quality of financial statements, we used the Gray’s Conservatism Index. After applying the tests of differences in means of two paired samples (t-test and Wilcoxon), the results revealed significant differences in the following indicators: Liquidity in 2010, Asset and Funding Structure in 2009, Loan Portfolio Quality Group in 2009, 2010 and 2009-2010. There were also significant differences in the indicators of Credit Participation, Participation of Liquid Credit, Leverage, and Overdue versus Net Worth. The balances of account groups Allowance for Loan Losses and Net Worth also presented significant differences. The standards that most influenced the occurrence of differences were IAS 39, IAS 12, IAS 10, IAS 21 and IFRS 3. Regarding to information quality, the results revealed that the prepared financial statements in accordance with Brazilian accounting practices are more conservative, compared to the international standard.
Descrição: FARIAS, José Barbosa de. Padrões contábeis e qualidade informacional: investigação nos bancos listados na BM&FBovespa. 2012. 156 f. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Mestrado Profissional em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16401
Aparece nas coleções:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_jbfarias.pdf714,61 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.