Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16430
Título: Política e Sindicalismo Rural: considerações sobre ajudas, liberação de voto, tempo e trocas de apoio na Terra Onde os Pássaros Cantam
Título em inglês: Politics and Unionism Rural: consideration of aid, release vote time and support exchanges in the Land Where the Birds Sing
Autor(es): NOGUEIRA, Carlos Antônio Ferreira
Orientador(es): PAULINO, Antonio George Lopes
Palavras-chave: Rural Unionism
Policy
Release Vote
Sindicalismo
População rural
Antropologia
Data do documento: 2016
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: NOGUEIRA, C. A. F.; PAULINO, A. G. L. (2016)
Resumo: Neste trabalho procurei analisar as representações, as percepções e as definições acerca das práticas de políticos e de sindicalistas rurais em um pequeno município do interior do Estado do Ceará, Aracoiaba. Desenvolvi a pesquisa a partir do exame de algumas categorias nativas utilizadas para classificar as relações entre políticos, eleitores, sindicalistas e associados. Realizei este trabalho sob a condição de pesquisador nativo, procurando também discutir essa situação, uma vez que me encontro, de algum modo, implicado em meio às relações locais. Na pesquisa, pude perceber um lugar permeado de tempos, tanto na política como no sindicato, que são frequentemente associados a atividades, marcando certas práticas. Também procurei mapear os lugares morais e analisar reputações como forma de apresentar o município, mas também para mostrar a inter-relação entre o rural e o urbano. Por fim, busquei realizar análises sobre as noções de “ajuda” e “liberado para votar”. Pude perceber que elas ajudam a compreender a política e o sindicalismo para além da concepção clássica do clientelismo, que além de trazer consigo uma dimensão normativa, não capta os significados presentes em torno de certas práticas, relações e trocas de apoio político-sindicais que acontecem em diferentes “tempos”, mostrando a complexidade que permeia as adesões e a possibilidade de unificação do voto nos grupos políticos.
Abstract: This paper tried to analyze the representations, perceptions and definitions about the political and rural union practices in a small town in the state of Ceará, Aracoiaba. I developed the research from taking some native categories used to classify the relationship between politicians, voters, union members and associates. I performed this work under the native researcher condition, looking also discuss this, since I find myself, somehow implicated in the midst of local relations. In the survey, I could see a place permeated times, both in politics and in the union, which are often associated with activities marking certain practices. Also I tried to map the places moral and analyze reputations as a way to introduce the municipality, but also to show the interrelationship between rural and urban. Finally, I tried to make analyzes of the notions of "help" and "free to vote." I realized that they help to understand the politics and trade unionism beyond the classical conception of patronage, which also brings with it a normative dimension, does not capture the meanings present around certain practices, relationships and exchanges of political and union support that happen in different "times", showing the complexity that permeates the adhesions and the possibility of unification of the vote in political groups.
Descrição: NOGUEIRA, Carlos Antônio Ferreira. Política e Sindicalismo Rural: considerações sobre ajudas, liberação de voto, tempo e trocas de apoio na Terra Onde os Pássaros Cantam. 2016. 131f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Sociologia, Fortaleza (CE), 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16430
Aparece nas coleções:PPGS - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_cafnogueira.pdf1,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.