Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16467
Título: Efeito da desproteinização no grau de conversão e na resistência de união de cimentos resinosos autoadesivos à dentina
Título em inglês: Deproteinization effect on the degree of conversion and the bond strength of adhesive resin cements to dentin
Autor(es): Rodrigues, Nara Sousa
Orientador(es): Sabóia , Vicente de Paulo Aragão
Palavras-chave: Dentina
Hipoclorito de Sódio
Colágeno
Resistência à Tração
Data do documento: 16-Fev-2016
Citação: RODRIGUES, N. S. ; SABÓIA, V. P. A. (2016)
Resumo: Os cimentos resinosos autoadesivos não dissolvem completamente a lama dentinária e a consequente interação superficial que ocorre entre o cimento e a dentina pode ser prejudicial. O hipoclorito de sódio (NaOCl) pode causar a remoção de colágeno, sendo uma opção para eliminar essa barreira mecânica, podendo fortalecer a interação química entre cimento e dentina. O presente estudo avaliou o efeito de duas estratégias de desproteinização na resistência de união à dentina (RU), grau de conversão in situ (GC) e nanoinfiltração (NI) de dois cimentos resinosos autoadesivos após 24 h e após 200.000 ciclos mecânicos. Cento e catorze terceiros molares humanos foram distribuídos em seis grupos de acordo com o cimento utilizado e a estratégia de desproteinização: RelyX U200 (RU) seguindo as instruções do fabricante (controle), RU após a desproteinização na dentina mineralizada utilizando hipoclorito de sódio (RU - NaOCl), RU após condicionamento ácido (15 s) e desproteinização na dentina (RU - Etching + NaOCl), MaxCem Elite (ME) seguindo as instruções do fabricante (controle), ME após a desproteinização na dentina (ME - NaOCl), ME após condicionamento ácido (15 s) e desproteinização na dentina (ME - Etching + NaOCl). Os espécimes foram aleatoriamente subdivididos em dois subgrupos para o teste de microtração: testados no período imediato e após 200.000 ciclos mecânicos. Para a NI, duas fatias de cada subgrupo foram infiltradas com solução de nitrato de prata amoniacal, preparadas e analisadas em MEV. O GC in situ de três espécimes de cada grupo imediato foi mensurado em espectroscopia micro-Raman. Os dados foram estatisticamente analisados por Análise de Variância a dois critérios e teste de comparações múltiplas de Tukey (p<0.05). A desproteinização da dentina sem condicionamento ácido prévio aumentou os valores de RU dos dois cimentos nos grupos imediatos. A desproteinização dentinária diminuiu o GC para os dois cimentos. Após a ciclagem mecânica, essa técnica foi efetiva para o ME, mas não afetou a resistência de união do RU. Os grupos experimentais apresentaram menor NI após o envelhecimento. Os benefícios em longo prazo da desproteinização apresentados nesse trabalho são encorajadores e podem justificar esse passo clínico adicional.
Abstract: The adhesive resin cements not completely dissolve the smear layer and the resulting surface interaction that occurs between cement and dentin can be harmful. Sodium hypochlorite (NaOCl) may cause the removal of collagen, with an option to eliminate this mechanical barrier, which may enhance the chemical interaction between cement and dentine. This study evaluated the effect of two deproteinization strategies in bond strength to dentin (UK), degree of in situ conversion (GC) and nanoleakage (NI) two self-adhesive resin cements after 24 h and after 200,000 mechanical cycles. One hundred and fourteen human third molars were divided into six groups according to cement used and deproteinization strategy: RelyX U200 (UK) following the manufacturer's instructions (control), RU after the deproteinization in the mineralized dentin using sodium hypochlorite (RU - NaOCl), RU after etching (15 sec) and deproteinized dentin (RU - Etching + NaOCl) Maxcem Elite (ME) following the manufacturer's instructions (control), ME after deproteinization dentin (ME - NaOCl) ME after etching (15 sec) and deproteinized dentin (ME - Etching + NaOCl). The specimens were randomly divided into two subgroups for the microtensile test: tested in the immediate period and after 200,000 mechanical cycles. For NI, two slices of each group were infiltrated with ammoniacal silver nitrate solution prepared and analyzed by SEM. GC-situ three specimens of each group was immediately measured in micro-Raman spectroscopy. Data were statistically analyzed by ANOVA two criteria and multiple comparisons Tukey test (p <0.05). The deproteinization of dentine without acid etching increased the RU values ​​of the two cements in immediate groups. The dentine deproteinization decreased the GC for both cements. After the mechanical cycling, this technique was effective for ME, but did not affect the UK bond strength. The experimental group showed less NI after aging. The long-term benefits of deproteinization presented in this work are encouraging and may justify this additional clinical step.
Descrição: RODRIGUES, N. S. Efeito da desproteinização no grau de conversão e na resistência de união de cimentos resinosos autoadesivos à dentina. 2016. 45 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16467
Aparece nas coleções:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_dis_nsrodrigues.pdf854,19 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.