Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16684
Título: Estação ecológica do Castanhão – Ce: análise geoecológica da paisagem e proposta de gestão ambiental
Título em inglês: Station Ecologique DES Castanhão - CE: Geoecológica Analyse Du Paysage Et Proposition De Gestion Environnementale
Autor(es): Sena, Liana Mara Mendes de
Orientador(es): Silva , Edson Vicente da
Palavras-chave: Unidade de Conservação
geoecologia
paisagem
zoneamento
manejo
protected areas
landscape geoecology
zoning
management
Ecologia da caatinga
Paisagens - Proteção - Jaguaribara (CE)
Gestão Ambiental
Castanhão, Barragem do (CE)
Data do documento: 2011
Citação: SENA, L. M. M. (2011)
Resumo: As Unidades de Conservação representam uma estratégia importante para preservação da natureza. A Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro e possui rica uma biodiversidade, altas taxas de endemismos e uma forte pressão antrópica sob seus recursos naturais. Apesar disso, apenas 1% do bioma é protegido através de Unidades de Conservação de proteção integral. O presente estudo foi realizado na Estação Ecológica do Castanhão, criada no ano de 2001 como forma de compensação aos impactos ambientais gerados com a construção do açude Castanhão, o maior do estado e do Nordeste. É localizada nos municípios de Jaguaribara, Alto Santo e Iracema e tem como objetivos proteger amostras do ecossistema de Caatinga, realizar pesquisa científica e educação ambiental. Esta pesquisa teve como objetivo geral realizar a análise geoecológica da paisagem na Estação Ecológica do Castanhão, com o intuito de contribuir para o desenvolvimento de uma proposta de plano de gestão ambiental e de sua implantação. E teve como objetivos específicos: descrever e analisar as unidades geoecológicas presentes na Estação Ecológica; realizar um diagnósticointegrado identificando impactos, limitações e potencialidades; e apresentar propostas e diretrizes para a efetividade e viabilidade da gestão ambiental da Estação Ecológica. A fundamentação metodológica teve como base a geoecologia da paisagem, que tem seus pressupostos na teoria sistêmica e no estudo da paisagem. As técnicas de cartografia e de geoprocessamento bem como os levantamentos de campo possibilitaram o alcance dos resultados. Foram delimitadas e caracterizadas diferentes unidades geoecológicas, divididas em comarcas e fáceis, tendo o relevo como principal fator diferenciador. Os resultados apontaram como principais impactos dentro da Estação a agropecuária, extração da cobertura vegetal, caça e a presença de estradas como fatores limitantes a conservação da unidade. O estado de conservação e uso do solo mostrou que 36% da área é usada para agropecuária, 18,2% contém vegetação conservada e 15,7% apresenta solo desprovido de cobertura vegetal. A partir desses dados foi elaborada proposta de zoneamento da unidade, dividido em zona intangível, zona de proteção, zona de uso especial, zona de recuperação e zona de amortecimento. Posteriormente, foi proposto mosaico de conservação com o estabelecimento de novas áreas protegidas e de dois corredores ecológicos, destacando o papel dessas áreas para a recuperação de áreas degradadas e a importância da Estação Ecológica do Castanhão no contexto regional. A geoecologia da paisagem se mostrou uma ferramenta eficaz para o estudo de unidades de conservação e para o planejamento ambiental.
Abstract: Protected areas are fundamental tools in any strategy for nature conservation. However, their creation is not only sufficient to effect protection. The Caatinga is the only exclusively Brazilian biome and has a rich biodiversity, high rates of endemism and a strong human pressure on natural resources. However, only 1% of the biome is protected by protected areas for full protection. This study was conducted at the Ecological Station of Castanhão (Brazilian category), created in 2001 as compensation for the environmental impacts generated by the construction of Castanhão dam, the largest in the state and the Northeast. Owns 12,579 ha in area and is located in the cities of Jaguaribara, Alto Santo and Iracema, in order to protect the samples Caatinga ecosystem, conduct scientific research and environmental education, and is administered by ICMBio. This research aimed to conduct the analysis geoecologic Landscape in Ecological Station of Castanhão, in order to contribute to the development of a draft environmental management plan and its implementation. And had the following objectives: to describe and analyze the geoecological units present at Ecological Station, performing integrated diagnosis identifying impacts, limitations and potential, and make proposals and guidelines for the viability and effectiveness of the environmental management of the Ecological Station. The methodological foundation was based on geoecology landscape, which has its premises in systems theory and the study of landscape. The techniques of cartography and GIS and field surveys enabled the achievement of results. Were delineated and characterized different ecology units, with relief as the main differentiating factor. The results showed as major impacts within the agriculture, extraction of vegetation, hunting and the presence of roads as factors limiting the conservation area. The state of conservation and land use showed that 36% of the area is used for agriculture, contains 18.2% and 15.7% conserved vegetation provides soil devoid of vegetation. From these data was elaborated proposed zoning unit, divided into intangible zone, buffer zone, special-use zone, recovery zone and buffer zone. Later, it was proposed mosaic of conservation with the establishment of new protected areas and wildlife corridors 2, highlighting the role of these areas for the recovery of degraded areas and the importance of the Ecological Station Castanhão in the regional context. The geoecology landscape proved an effective tool for the study of conservation and environmental planning.
Descrição: SENA, Liana Mara Mendes de. Estação ecológica do Castanhão – Ce: análise geoecológica da paisagem e proposta de gestão ambiental. 2011. 110 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente-PRODEMA, Fortaleza,CE, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16684
Aparece nas coleções:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_lmmsena.pdf6,02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.