Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16685
Título: Das práticas escolares ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM): a experiência avaliativa de alunos surdos na cidade de Fortaleza-CE
Título em inglês: From school practices to Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM): the evaluative experience of deaf students in Fortaleza - CE
Autor(es): LOUREIRO, Marta Cavalcante Benevides
Orientador(es): VIANA, Tania Vicente
Palavras-chave: Social Model of Disability
Deafness
Surdos – Educação - Ceará
Avaliação educacional
Educação inclusiva
Inclusão escolar
Data do documento: 2015
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: LOUREIRO, M. C. B.; VIANA, T. V. (2015)
Resumo: A busca pelo Ensino Superior tem levado anualmente milhares de jovens do país inteiro a se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Inicialmente criado, em 1998, com o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao final da Educação Básica, a partir do ano de 2009, passou a ser utilizado como ferramenta de seleção para a Educação Superior. Tal exame, que na atualidade apresenta vários objetivos, deve assegurar a todos, indistintamente, o acesso, conforme previsto no princípio jurídico da igualdade ou da isonomia, que afirma que todos são iguais perante a lei. O ENEM, portanto, deve prover recursos que garantam a igualdade a todos que dele desejem participar, sendo necessária, aos organizadores desse exame, a preocupação em disponibilizar recursos que atendam adequadamente as necessidades daqueles que apresentam especificidades em seu desenvolvimento, comportamento, mobilidade, entre outros. Dentre aqueles que necessitam de recursos diferenciados para se sentirem incluídos estão as pessoas marcadas pela surdez, característica esta que provoca no indivíduo um modo diferenciado e particular de desenvolvimento, visto que a audição é um dos principais elementos responsáveis pela aquisição da linguagem e sua ausência irá interferir na constituição e desenvolvimento do pensamento, memória e de outros processos psicológicos básicos. Apesar da existência do princípio da isonomia em nossa legislação, são muitos os relatos de queixas de estudantes surdos que não se sentem contemplados nos recursos de acessibilidades previstos pelo Inep para a realização do ENEM. Exemplo disso é que, ao longo dos anos, temos encontrado diversas manifestações advindas da sociedade civil, seja por meio de mídias sociais ou através da procura dos meios jurídicos, para a conquista do direito a esse princípio básico no ENEM. A pesquisa que se apresenta a seguir intenciona investigar as condições avaliativas de acessibilidade no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM para alunos com surdez na cidade de Fortaleza, estado do Ceará. A realidade que se desenha justifica a importância social da realização de pesquisas que possam investigar e aprofundar conhecimentos sobre a temática. Academicamente, uma pesquisa na área se justifica pela escassez de material científico que trate sobre o assunto e pela importância de construir conhecimentos mais consistentes sobre a acessibilidade no ENEM. Para realização dessa investigação, foi realizada uma pesquisa qualitativa, na forma de um estudo de caso. Foram utilizados como instrumentos o questionário, a análise de documentos e a entrevista semiestruturada. Os resultados apontam para a inadequação de recursos de acessibilidade para candidatos surdos, pois estes apresentam grande dificuldade na compreensão da língua portuguesa, o que favorece uma incompreensão do que é solicitado pelas questões do ENEM, que apresentam longos textos em seus enunciados. Os resultados apontam que os surdos não possuem autonomia nesse exame e dependem quase que exclusivamente do intérprete para a sua compreensão.
Descrição: LOUREIRO, Marta Cavalcante Benevides. Das práticas escolares ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM): a experiência avaliativa de alunos surdos na cidade de Fortaleza-CE. 2015. 351f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16685
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_tese_mcbloureiro.pdf3,48 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.