Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16699
Título: Aproveitamento de vísceras de tilápia para produção de biodiesel
Título em inglês: Use of tilapia offal for biodiesel production
Autor(es): Dias, Fernando Pedro
Orientador(es): Aquino, Marisete Dantas de
Coorientador(es): Nascimento, Ronaldo Ferreira do
Palavras-chave: Engenharia sanitária
Biodiesel
Transesterificação
Energia alternativa
Data do documento: 9-Out-2009
Citação: DIAS, F. P. (2009)
Resumo: Estimular o consumo de energias alternativas se traduz num incontestável fator para o desenvolvimento responsável das nações, objetivando principalmente a preservação e a conservação do meio ambiente, bem como, as reduções das alterações climáticas atuais e futuras. A indústria de biodiesel representa uma boa opção de mercado para aproveitamento do óleo extraído a partir dos resíduos gerados pela indústria de beneficiamento de peixe. Foram coletadas e extraídas o óleo de vísceras de tilápia e deste foram produzidos os biodiesel metílico e etílico utilizando a reação de transesterificação alcalina com NaOH. A extração a quente indireto mostrou-se satisfatório nas condições de: 70 à 80ºC, pressão atmosferica, agitação mecânica constante e 45 minutos. O rendimento médio do processo de extração de óleo foi de 50,3 ± 3,3% em relação a massa das vísceras e o rendimento de biodiesel obtido em ambas rotas (etílica e metílica) foram de 89,5±0,32% e 96,9±0,17% respectivamente. Os parâmetros de especificação do biodiesel determinados encontram-se dentro dos limites exigidos pela ANP. O fracionamento de óleo/gordura de tilápia resultou em duas frações distintas com seguintes percentagens: 35,12 ± 0,29% de fração sólida (estearina) e 64,35 ± 0,02 % de fração líquida (oleina). Os ácidos graxos do óleo de vísceras de tilápia foram quantificados utilizando a técnica de cromatografia gasoso através dos etil e metil ésteres de ácidos graxos do biodiesel. Os ácidos graxos identificados e quantificados foram: 37,2% de ácido oléico, 12,2% de ácido linoléico, 4,89% de ácido palmitoleico, 1,79% de ácido linolênico e os saturados com 28,6% de ácido palmítico, 5,76% de ácido esteárico, 3,57% de ácido mirístico em quantidade majoritário
Abstract: Stimulate the consumption of alternative energy translates into an undeniable factor in the development of responsible nations, aiming primarily to preserve and conserve the environment as well as the reductions of climate change the presents and futures. The biodiesel industry is a good option for market exploitation of oil extracted from the waste generated by industry of fish. Were collected and extracted oil from the offal of tilapia and this has been produced biodiesel using ethyl alcohol and the methyl alcohol transesterification reaction with NaOH. The extraction of hot indirect (cooking) was satisfactory conditions: 70 to 80ºC, atmospheric pressure, constant mechanical agitation and 45 minutes. The average yield of the extraction process of oil was 50, 3 ± 3,3% over the mass of the offal and the yield of biodiesel produced in both routes (ethanol and methanol) were 89,5 ± 0,3% and 96,9 ± 0,2% respectively. The parameters of certain biodiesel specification are within the limits required by the ANP. Fractionation of oil / fat tilapia resulted in two distinct fractions with the following percentages: 35,1 ± 0,3% of solid fraction (stearin) and 64,4 ± 0,0% of liquid fraction (olein). The fatty oil offal of tilapia were quantified using gas chromatography through the ethyl and methyl ester of fatty acids from biodiesel. The oil from fish offal of tilapia consists of the following fatty acids: 37,2% of oleic acid, 12,2% linoleic acid, 4,89% of palmitoleic acid, 1,79% linolenic acid and saturated with 28, 6% palmitic acid, 5,76% stearic acid, 3,57% of myristic acid in quantity majority
Descrição: DIAS, F. P. Aproveitamento de vísceras de tilápia para produção de biodiesel. 2009. 106 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil: Saneamento Ambiental) – Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16699
Aparece nas coleções:DEHA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_fpdias.pdf1,56 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.