Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16720
Título: Estudo da remoção de cor de efluente têxtil por eletrocoagulação
Título em inglês: Study of the color removal of textile wastewater by electrocoagulation
Autor(es): Pessoa, Germana de Paiva
Orientador(es): Nunes, Antônio Idivan Vieira
Palavras-chave: Saneamento ambiental
Resíduos industriais
Remoção de cor
Corantes
Data do documento: 27-Jun-2008
Citação: PESSOA, G. P. (2008)
Resumo: A cor dos efluentes têxteis oriunda das estruturas poliméricas dos corantes é um problema para as indústrias têxteis. Dentre as técnicas para o tratamento desse tipo de efluente, ressalta-se a eletrocoagulação (EC), a qual consiste em uma técnica físico-química aplicada tanto para remoção de cor como para poluentes orgânicos. Neste trabalho, avaliaram-se, em sistema de batelada, três etapas do processo EC na remoção de cor de corantes. Na primeira etapa (efluente sintético e eletrodos de alumínio primário) foi utilizado o corante reativo, Remazol Blue RR, onde verificou-se o efeito dos parâmetros operacionais, tais como: densidade de corrente, o pH inicial da solução, tempo de eletrólise, concentração inicial do corante, condutividade da solução, demanda química de oxigênio (DQO) e o consumo de energia, obtendo-se uma remoção de cor de 98% e 100%, em um tempo de tratamento de 20 e 40 minutos, respectivamente. Nas condições operacionais otimizadas, foram obtidos 98% remoção de cor e 97% de DQO, sendo o custo do processo de R$ 2,62 por m3 de efluente tratado. Na segunda etapa (efluente sintético e eletrodos de latinhas recicláveis), verificou-se uma remoção de cor de 90% e 95% para o tempo de tratamento de 20 e 30 minutos, respectivamente. Ressalta-se que, para o tempo de 20 minutos, o custo operacional foi de R$ 0,95, enquanto que, para 30 minutos foi de R$ 1,42 por m³ de efluente tratado. Na terceira etapa utilizou-se efluente têxtil real, proveniente da indústria Benatêxtil localizada na cidade de Fortaleza - Ceará e eletrodo de alumínio primário. O melhor resultado de remoção de cor foi de 77,63%, com diluição de 5%, tempo de tratamento de 30 minutos e pH inicial 3,0. O custo energético calculado para essa etapa foi de R$ 2,01 por m3 de efluente tratado. Nesse estudo foi possível verificar que o processo de eletrocoagulação pode ser eficiente na remoção de cor de um efluente sintético constituído por corantes, mas que, para o efluente têxtil real sem nenhum tratamento prévio faz-se necessário a diluição do mesmo, devido à alta concentração do corante e elevada condutividade.
Abstract: The textile effluent color resultant from dyes polymeric structures is a problem for textile industries. Amongst the treatment techniques for this type of effluent, it is emphasized the electrocoagulation (EC), which consists of a physicochemical technique applied for either color or organic pollutants removal. In this work, three stages of the EC process, in batch, for dye color removal were assessed. In the first stage (synthetic effluent and primary aluminum electrodes), the reactive dye Remazol Blue RR was used and the effect of operational parameters such as electric current density, initial solution pH, electrolysis time, initial dye concentration, solution conductivity, chemical oxygen demand (COD) and the energy consumption was verified, reaching a color removal of 98% and 100%, for the treatment time of 20 and 40 minutes, respectively. In the optimized operational conditions, 98% of color removal and 97 % of DQO removal were obtained, resulting a process cost of R$ 2,62 per m3 of treated effluent. In the second stage (synthetic effluent and electrodes made from cans), a color removal of 90% and 95%, for the treatment time of 20 and 30 minutes, was verified, respectively. It is important to mention that, for the time of 20 minutes, the operational cost was R$ 0,95, whereas, for 30 minutes, was R$ 1,42 per m3 of treated effluent. In the third stage, real textile effluent from Benatêxtil, a textile industry located in Fortaleza city – Ceará, and primary aluminum electrodes were used. The best result for color removal was 77,63%, with dilution of 5%, treatment time of 30 minutes and initial pH 3,0. The calculated energy cost for this stage was of R$ 2,01 per m3 of treated effluent. In this study it was possible to verify that the electrocoagulation process can be efficient in the color removal of a synthetic textile effluent composed of dyes, but, for the real textile effluent without a previous treatment, it is necessary to dilute it due to its high dye concentration and conductivity.
Descrição: PESSOA, G. P. Estudo da remoção de cor de efluente têxtil por eletrocoagulação. 2008. 69 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil: Saneamento Ambiental) – Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16720
Aparece nas coleções:DEHA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_gppessoa.pdf817,86 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.