Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16781
Title in Portuguese: Análise de sustentabilidade do sistema agroflorestal com agricultores de Nova Olinda e Santana do Cariri - CE
Title: Analysis of sustainable agroforestry system with farmers in Nova Olinda and Santana do Cariri - CE
Author: Franca, Manoel Jorge Pinto da
Advisor(s): Paula, Luiz Antônio Maciel de
Keywords: Sistemas agroflorestais
Nova Olinda e Santana do Cariri
Análise ambiental
Agroforestry
Nova Olinda and Santana do Cariri
Environmental analysis
Issue Date: 2004
Citation: FRANCA, Manoel Jorge Pinto da. Análise de sustentabilidade do sistema agroflorestal com agricultores de Nova Olinda e Santana do Cariri -CE. 2004. 130 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA, Fortaleza-CE, 2004.
Abstract in Portuguese: O presente trabalho teve como objetivo analisar a sustentabilidade dos sistemas agroflorestais difundidos pela Organização Não Governamental ACB – Associação Cristã de Base e implantados por agricultores familiares, nos municípios de Nova Olinda e Santana do Cariri. Procurou-se realizar um trabalho objetivo, identificando fatores ambientais, sociais e econômicos, que devem ser considerados e que tenham relevância para o desenvolvimento dos sistemas agroflorestais na região semi-árida em estudo. A área de estudo foi a comunidade de Taboleiro – Nova Olinda e Catolé – Santana do Cariri, onde havia as duas experiências que mais caracterizavam a implantação dos sistemas agroflorestais. Para o enriquecimento e visando-se estabelecer bases comparativas, entrevistou-se agricultores familiares que não trabalham a proposta da “Agrofloresta”, denominados no estudo de agricultores convencionais. Para a análise ambiental, calculou-se performance ambiental dos sistemas utilizando-se a Metodologia do Guia do Produtor Rural. BNB (1999). Na análise social, verificou-se os aspectos que podem influenciar decisivamente na validação da proposta, como organização social, capacitação, educação, saúde, habitação, acesso a utensílios domésticos e lazer. Na análise econômica utilizou-se o cálculo da Renda Familiar Per Capita e Renda Percentual por Setor/Ocupação dos agricultores do sistema. De uma maneira geral, analisando os aspectos ambientais, sociais e econômicos, os sistemas agroflorestais se mostraram melhores em relação aos sistemas convencionais. A análise ambiental constatou a sustentabilidade ambiental em uma área pesquisada. Percebe-se que as diferenças nos fatores ambientais e sociais das comunidades e entre as propriedades trabalhadas influenciam no resultado final do sistema implantado. Constata-se que mesmo com as melhorias apresentadas pelos sistemas agroflorestais, estes não conseguem a curto prazo resolver todas as dificuldades apresentadas, não podendo, portanto, ser caracterizado como sustentável, em relação aos três aspectos estudados. Daí é necessário compreender que as conclusões aqui apresentadas são parte de um processo e não podem neste momento contemplar o todo. Mas, apresenta, portanto, indicativos importantes para a consolidação de propostas sustentáveis de convivência como o Semi-Árido.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16781
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2004_dis_mjpfranca.pdf772,55 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.