Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16835
Título: Um incentivo a mais pra mandar os filhos pra escola: apreensões da condicionalidade da educação em famílias beneficiárias do Bolsa Família no Conjunto São Miguel
Título em inglês: Another incentive sending sons to school: apprehending the education conditionality by beneficiary families of the Bolsa Família Program in residential São Miguel
Autor(es): AMARAL, Lívia Maria de Paula Abreu do
Orientador(es): PAULINO, Antonio George Lopes
Palavras-chave: Poverty
School attendance
Frequência escolar – Aspectos sociais. I
Programa Bolsa Família (Brasil) – Política social
Data do documento: 2015
Citação: AMARAL, L. M. P. A.; PAULINO, A. G. L. (2015)
Resumo: Esta dissertação tem como objetivo principal investigar como famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família (PBF) apreendem a condicionalidade da área da educação, que prevê um mínimo de frequência escolar às crianças e adolescentes entre 06 e 18 anos. Os dados empíricos foram obtidos a partir da realização de uma pesquisa de campo qualitativa, no acompanhamento a cinco famílias residentes no Conjunto São Miguel – Caucaia/CE. A pesquisa foi desenvolvida durante o período de maio 2013 a fevereiro de 2015, utilizando como tipo de abordagem, a observação sistemática e assistemática, registrada em diário de campo, com entrevistas abertas e semi-estruturadas gravadas, conversas informais e arquivo próprio de imagens. Dentre as proposições teóricas consideradas, estão as desenvolvidas por François Dubet (2008), Bernard Lahire (1997; 2002; 2011), e Maria Alice Nogueira (2002; 2010), utilizadas como embasamento das discussões tecidas a partir da trajetória e cotidiano das famílias, demonstrando as práticas e tensões em torno do cumprimento da condicionalidade. Os dados revelaram que as famílias percebem a condicionalidade como um “incentivo” para a permanência dos filhos na escola, indicando que a exigência vem para reafirmar aquilo já praticado, antes mesmo da elegibilidade ao PBF. A experiência no campo mostrou que antes da aspiração à continuidade do recebimento do valor financeiro do PBF, a prática da frequência escolar acontece pela crença na educação formal como um elemento de superação à condição de pobreza. Os dados também evidenciaram que a condição de pobreza vivenciada pelas famílias pesquisadas assume configurações para além da ausência de renda, que é o único indicador de elegibilidade considerado pelo Programa.
Abstract: This thesis aims to investigate how beneficiary families of the Bolsa Família Program (PBF) apprehend the education conditionality, which requires a minimum school attendance for children and teenagers from 06 to 18 years. Empirical data were obtained from a qualitative field research, monitoring five families living in a neighborhood called Conjunto São Miguel, located in Caucaia – CE - Brazil. The research was conducted from May 2013 to February 2015, using as approach the systematic and unsystematic observation, registered in a field diary, open and semi-structured interviews recorded, informal talks and own image files. Among the considered theoretical propositions are those developed by François Dubet (2008), Bernard Lahire (1997; 2002; 2011), and Maria Alice Nogueira (2002; 2010), used as basis to the discussions of the families trajectory and daily activities, demonstrating the social practices and stress around the implementation of the conditionality. The gathered data revealed that families realize the conditionality as an "incentive" for permanence of the children in school, indicating that the requirement came to reaffirm a previous practice already done by the families, even before the eligibility to the PBF. The field experience revealed that, prior to the desire of receiving the PBF´s monetary value, the school attendance occurs from the belief in formal education as being an element to overcoming poverty. The data also revealed that the condition of poverty experienced by the studied families assumes characteristics beyond the lack of income, which is the single indicator of eligibility considered by the Program.
Descrição: AMARAL, Lívia Maria de Paula Abreu do. Um incentivo a mais pra mandar os filhos pra escola: apreensões da condicionalidade da educação em famílias beneficiárias do Bolsa Família no Conjunto São Miguel. 2015. 170f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Sociologia, Fortaleza (CE), 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16835
Aparece nas coleções:PPGS - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_lmpaamaral.pdf2,64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.