Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16843
Título: Emissão de óxido nitroso associado ao uso de ureia no cultivo de melão amarelo
Título em inglês: Nitrous oxide emission associated with urea use the yellow melon crop
Autor(es): Segundo, Vanessa Cláudia Vasconcelos
Orientador(es): Innecco, Renato
Coorientador(es): Silva, Ebenézer de Oliveira
Palavras-chave: Agronomia
Fator de emissão
Emission factor
Efeito estufa
Nitrogênio
Greenhouse
Nitrogen
Data do documento: 2015
Citação: SEGUNDO, V.C.V (2015)
Resumo: O meloeiro é uma hortaliça de grande importância para o Nordeste brasileiro: a região maior produtora nacional. Entretanto, para a obtenção de alta produtividade é necessário utilizar insumos que podem ser prejudiciais ao meio ambiente; dentre estes, os fertilizantes nitrogenados. Esses fertilizantes liberam óxido nitroso, um dos gases de efeito estufa responsável pelo aquecimento global. Dada a importância das mudanças climáticas, este trabalho propõe avaliar a emissão de óxido nitroso em cultivo de meloeiro amarelo ‘Goldex’ adubado com fertilizante nitrogenado, aos 5 e 15 dias após o transplantio. O experimento foi instalado em delineamento inteiramente casualizado (DIC), com cinco repetições. Os quatro tratamentos foram assim definidos: 0 (controle), 1,0; 1,5 e 2 vezes a quantidade de nitrogênio recomendada para cada estádio dessa cultura, acima referido. As variáveis analisadas foram área foliar, número de folhas, massa seca da parte aérea, massa seca dos frutos, massa seca da parte radicular, fluxo de óxido nitroso, nitrogênio total do solo, das plantas e N (NH4+ e NO3-) do solo. As variáveis relativas ao desenvolvimento vegetal e ao nitrogênio da planta e do solo foram submetidas à análise de regressão e análises descritivas foram utilizadas (média ± erro padrão) para verificar o comportamento do fluxo de óxido nitroso. Os tratamentos afetaram significativamente a área foliar, número de folhas, massa seca da parte aérea, massa seca da parte radicular, nitrogênio da parte aérea e parte radicular das plantas e do solo. Para estas variáveis o modelo de regressão quadrático foi o que melhor se ajustou para explicar a variação das mesmas a partir da ausência e presença de adubação nitrogenada. O fluxo de óxido nitroso teve comportamento temporal irregular durante a fase de plântulas e crescente durante a fase de floração. A aplicação de nitrogênio, em dosagens superiores à recomendada, não aumentou a produção do meloeiro. Da mesma forma, o cálculo do fator de emissão mostrou que a emissão do óxido nitroso (N2O), nos diferentes tratamentos, não atingiu valores prejudiciais ao ambiente
Abstract: The melon is a vegetable of great importance for the Brazilian Northeast: the region largest national producer. However, to obtain high productivity requires the use of inputs that can be harmful to the environment; of these, nitrogen fertilizers. These fertilizers release nitrous oxide, a greenhouse gas responsible for global warming. Given the importance of climate change, this paper proposes to assess the emission of nitrous in oxide yellow melon 'Goldex' cultivation fertilized with nitrogen fertilizer, at 5 and 15 days after transplanting. The experiment was conducted in a completely randomized design (CRD) with five replications. The four treatments were defined as follows: 0 (control), 1.0; 1.5 to 2 times the amount of nitrogen is recommended for each stage of this culture mentioned above. The variables analyzed were leaf area, leaf number, shoot dry weight, dry weight of the fruit, dry mass of roots, nitrous oxide flow, total soil nitrogen, plants and N (NH4+ and NO3-) soil. The variables related to plant development were subjected to regression analysis and descriptive analyzes were used (mean ± standard error) for checking the nitrous oxide flow behavior. The treatments significantly affected leaf area, leaf number, dry weight of shoots, dry mass of roots, nitrogen from the shoot, nitrogen from the root of the plants and soil nitrogen. For these variables the quadratic regression model was the best fit to explain the variation of the same from the absence and presence of nitrogen fertilization. Nitrous oxide flow had irregular temporal behavior during the phase of seedlings and growing during the flowering phase. The balance of applied N revealed that only a small portion of the nutrient was recovered. The application of nitrogen in higher than recommended dosages, did not increase the production of melon. Similarly, the calculation of the emission factor showed that the emissions of nitrous oxide (N2O) in the treatments did not reach values harmful to the environment.
Descrição: SEGUNDO, V.C.V. Emissão de óxido nitroso associado ao uso de ureia no cultivo de melão amarelo. 2015. 36 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16843
Aparece nas coleções:PPGFIT - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_vcvsegundo.pdf680,58 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.