Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16847
Título: Avaliação do processo de desinfecção solar (SODIS) e de sua viabilidade social no estado do Ceará
Título em inglês: Solar disinfection evaluation and its social viability at state of Ceará, Brazil
Autor(es): Botto, Márcio Pessoa
Orientador(es): Mota, Francisco Suetônio Bastos
Palavras-chave: Saneamento
Tratamento de água
Oxigênio dissolvido
Data do documento: 14-Ago-2006
Citação: BOTTO, M. P. (2006)
Resumo: Apesar da importância do saneamento ambiental para o bem-estar do homem e para a conservação dos recursos naturais, uma grande parcela da população mundial não tem acesso aos serviços básicos de saneamento. Uma técnica caseira que vem sendo estudada e aplicada em países em desenvolvimento, como uma tecnologia segura para o tratamento microbiológico de água é a desinfecção solar, SODIS. Este método utiliza apenas o sol e garrafas PET como insumo. Atualmente, cerca de um milhão de pessoas utiliza regularmente o SODIS em 20 diferentes países. O presente estudo avaliou a eficiência de inativação de coliformes termotolerantes segundo o efeito da aerobiose, por meio da agitação manual das garrafas e da utilização de diferentes superfícies de exposição sob as condições climáticas do Estado do Ceará, bem como a viabilidade social deste método em quatro comunidades inseridas em cenários distintos (rural, litorêno e urbano). Para tanto, compararam-se amostras agitadas e não agitadas, e amostras expostas sobre superfícies distintas: concreto pintado de branco, concreto pintado de preto, telha de barro, telha de amianto e bacias de alumínio. Para o estudo da viabilidade social, foram aplicados questionários aos usuários do método e analisadas amostras da água bruta e tratada pelo método SODIS. Verificou-se que apesar da agitação aferir uma concentração de 0,75mg/L a mais de OD nas amostras agitadas, esse efeito não foi capaz de aumentar significativamente a eficiência de inativação para essas amostras. O decaimento médio bacteriano das amostras agitadas foi 1,10 vezes maior comparado às amostras não agitadas. Os dados obtidos na etapa de superfície indicaram que também não há diferença significativa (teste T de Student, nivel de confiança 0,05) de inativação em expor as garrafas sobre qualquer uma das superfícies pesquisadas. O decaimento médio bacteriano foi de: 0,3049h-1, 0,2624h-1, 0,3152h-1, 0,2747h-1, 0,2874h-1, respectivamente, para as amostras sobre o concreto pintado de branco, concreto pintado de preto, telha de amianto, telha de barro e bacia de alumínio. A máxima temperatura da água foi de 44°C e ainda assim obteve-se mais de 99,99% de remoção de coliformes termotolerantes em todos os ensaios. Em 67% dos ensaios, o SODIS foi capaz de inativar completamente concentrações de coliformes termotolerantes acima de 105 NMP.100mL-1 durante as seis horas de exposição. O estudo de campo mostrou que o SODIS melhorou a qualidade microbiológica da água das quatro comunidades pesquisadas. No entanto, a permanência e em alguns casos a proliferação do indicador foi verificado quando os usuários expuseram as garrafas em locais sombreados. O SODIS foi bem aceito nas comunidades rurais e litorâneas, atingindo níveis de aceitação acima de 45%, se comparado aos da comunidade urbana, com apenas 8%. Além da grande aceitação do método, mais de 80% dos usuários responderam que iriam continuar a usar o SODIS.
Abstract: Despite the importance of sanitation for well-being of the mankind and the natural resources conservation, still today a large number of people do not have access to wastewater system neither to public water supply. One technique which has being studied and applied in developing countries as a safe household water treatment method is solar disinfection, SODIS. The only two elements demanded to this method are PET bottles and the sun. Nowadays, around one million people use SODIS regularly in 20 different countries. This study evaluated the feacal coliform bacteria inactivation efficiency according to the effect of bottles’ agitation and the use of differents exposition surfaces under of State of Ceará climatic conditions, as well as SODIS social viability in four communities at distinct geographical location (peri-urban, rural and coastal). To achieve this, agitated and non-agitated samples and five diferrents surfaces: concrete spotted in white color, concrete spotted in black color, abobe roofing tile, asbestos roofing tile and aluminum basins were investigated. To evaluate social acceptability, questionnaires had been applied to all users SODIS and raw water and treated water by SODIS were analyzed. It was verified that despite the agitation surveying a concentration more than 0,75mg/L of OD in the agitated samples, this effect was not capable to increase significantly the inactivation efficiency in these samples. The mean decay constant for bacterial population in agitated bottles was found to be a factor of 1.10 higher than in non-agitated bottles. The surface investigation indicated that no significant difference (paired Student´s T-test at P=0,05 significance level of log10 transformed data) in inactivating feacal coliforms by exposing the bottles over the five surfaces examined were observed. The mean decay constant for bacterial population was: 0,3049h-1, 0,2624h-1, 0,3152h-1, 0,2747h-1, 0,2874h-1, respectively for the sample exposed over concrete spotted in white color, concrete spotted in black color, abobe roofing tile, asbestos roofing tile and aluminum basins. The maximum water temperature reached was 44ºC and still thus, it was obtained reduction more than 99.99% of feacal coliforms. In 67% of the assays, SODIS was capable to completely inactivate concentrations of feacal coliforms above 105 NMP.100mL-1 within six hours of exposition. The field study had shown that SODIS improved the microbiological water quality in the four communities. However, the permanence and in some cases the increase of feacal coliforms was verified when the users exposed the bottles in shaded areas. SODIS was well received in rural and coastal communities reaching acceptance levels over than 45%, compared to urban community, with only 8%. Beyond the great acceptance of the method, over 80% of the users answered that they would continue to use SODIS.
Descrição: BOTTO, M. P. Avaliação do processo de desinfecção solar (SODIS) e de sua viabilidade social no estado do Ceará. 2006. 196 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil: Saneamento Ambiental) – Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16847
Aparece nas coleções:DEHA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_dis_mpbotto.pdf7,65 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.