Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16954
Título: Avaliação das taxas de mineralização do carbono e nitrogênio do composto orgânico proveniente de carcaça e despojo de pequenos ruminantes
Título em inglês: Evaluation of carbon mineralization rates and nitrogen organic compound from housing and dispossession of small ruminants
Autor(es): Pereira, Magnum de Sousa
Orientador(es): Blum, Julius
Palavras-chave: Manejo econservação do solo
Resíduo
Sustentabilidade
Disponibilidade de C e N
Residue
Sustainability
C and N availability
Data do documento: 2014
Citação: PEREIRA, M. S. (2015)
Resumo: A determinação da taxa de mineralização de compostos orgânicos se faz necessária para o planejamento da forma mais eficiente de sua utilização. Deste modo, objetivou-se determinar a taxa de mineralização de carbono e nitrogênio de composto orgânico produzido a partir de carcaças e despojos de abate de ovinos e caprinos. Amostras de Luvissolo Crômico foram incubadas à temperatura média de 30,5 ºC com doses equivalentes a 0; 3,75; 7,5; 15 e 30 Mg ha-1 de composto orgânico. Para avaliação da mineralização do carbono foram utilizados 100 g de solo incubados com as referidas doses dispostas em um delineamento inteiramente casualisado (DIC) distribuídos em esquema de parcela subdividida. As amostras foram mantidas em recipientes de vidro hermeticamente fechados sendo as mensurações de C-CO2 realizadas nos períodos de 0; 1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; 9; 11; 14; 17; 20; 23; 26; 29; 33; 37; 41; 48; 55; 69; 83; 97; 112 e 126 dias após o início da incubação. Para a determinação da taxa de mineralização do nitrogênio (N), as doses de composto foram incubadas com 100 g de solo e distribuídas em um DIC dispostas em um arranjo fatorial de 5 x 10. As avaliações do N inorgânicoforam realizadas aos7; 14; 28; 42; 56; 70; 84; 98; 112 e 126 dias após o início da incubação. Tanto o modelo simples exponencial quanto o modelo duplo exponencial não foram eficientes para explicar a dinâmica de mineralização do C por não considerarem as interações que ocorrem quando o composto é aplicado ao solo. Um modelo que considera os compartimentos de C lábil e recalcitrante no solo (ls e rs), compartimentos protegido e desprotegidos da MO aplicada (pc e dc) e um fator p que modifica a taxa de mineralização da MO do solo quando o composto é aplicado (C0 = Cls e-kltp + Crs.e-krstp + Cpc .e-kpst + Cdc .e-kdct) se mostrou mais eficiente para explicar a dinâmica do C, considerando as interações da MO do solo com a MO adicionada. O modelo sugerido demonstrou que a taxa de decomposição da MO do solo é aproximadamente 10% maior na presença do composto e a taxa de mineralização do composto é de 0,012 dia-1, explicando 97,95% da variabilidade dos dados. A mineralização do N mostrou-se bastante rápida visto que 40% da dose padrão de 7,5 Mg ha-1 foi encontrado na forma mineral 14 dias após a incubação. No entanto, devido às perdas de nitrogênio inorgânico por volatilização de NH3, não foi possível se estimar as reais taxas de mineralização do N.
Abstract: The determination of the mineralization rate of organic compost is necessary for planning the most efficient way to use them. Thus, this study aimed to determine the carbon and nitrogen mineralization rate from organic compost produced from sheep and goat carcasses and its slaughtering spoils. Chromic Inceptisol (Luvisols) samples were incubated at an average temperature of 30.5 ° C with doses of 0; 3.75; 7.5; 15 and 30 Mg ha-1 of organic compost. To evaluate the carbon mineralization were used 100 g of soil incubated with these doses arranged in a completely randomized design (CRD) distributed in a split plot scheme. Samples were kept in glass containers tightly closed and the C-CO2 measurements were performed during periods of 0; 1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; 9; 11; 14; 17; 20; 23; 26; 29; 33; 37; 41; 48; 55; 69; 83; 97; 112 and 126 days after the start of incubation. To determine the nitrogen mineralization rate (N), the doses of compost were incubated with 100 g of soil and distributed in a CRD with a 5 x 10 factorial arrangement. The assessment of inorganic N were performed at 7; 14; 28; 42; 56; 70; 84; 98; 112 and 126 days after the incubation beginning. Both models, the simple exponential and the double exponential, were not efficient to explain the dynamics of C mineralization for not consider the interactions that occurs when the compost is applied to the soil. A model that considers the soil C labile and recalcitrant compartments (ls and rs), protected and unprotected compartments of the applied organic matter (OM) (pc and dc) and a p factor that modifies the rate of mineralization of soil organic matter (SOM) when the compost is applied (C0 = Cls e-kltp + Crs.e-krstp + Cpc .e-kpst + Coc .e-kdct) was more efficient to explain the dynamics of C, considering the interactions with the SOM and the OM added. The suggested model has demonstrated that the rate of SOM decomposition is approximately 10% greater in the presence of the compost and the compost mineralization rate is 0.012 day-1, explaining the 97.95% of the variability in the data. The N mineralization was very fast since 40% of the standard dose of 7.5 Mg h-1 was found in the mineral form 14 days after the incubation. However, due to losses of inorganic nitrogen by NH3 volatilization, it was not possible to estimate the actual N mineralization rate.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16954
Aparece nas coleções:PPGASNP - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_dis_mspereira.pdf684,28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.