Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16986
Title in Portuguese: Desenvolvimento de colônias de jandaíra (Melipona Subnitida) sob confinamento e avaliação de métodos de multiplicação
Title: Developmento of Melipona subnitida colonies under confinement and evaluation of multiplication methods
Author: Meneses, Hiara Marques
Advisor(s): Freitas, Breno Magalhães
Keywords: Abelha Jandaíra
Melipona
Abelha - Criação
Meliponicultura
Issue Date: 2016
Citation: MENESES, H. M. (2016)
Abstract in Portuguese: Nos períodos de escassez de alimento no campo, a produção de mel e de novas colônias nos meliponários diminui levando ao enfraquecimento e até mesmo perda de colônias. Logo, a manutenção de colônias de abelhas sem ferrão nessa época do ano ainda é um entrave na cadeia produtiva da meliponicultura. Desta forma, estratégias de manejo que possibilitem a manutenção e fortalecimento de colônias em períodos de escassez precisam ser estabelecidas, bem como técnicas eficientes de multiplicação de colônias. O presente estudo teve por objetivo testar o desenvolvimento de colônias de jandaíra (Melipona subnitida) sob confinamento, a fim de desenvolvê-las rapidamente, protegidas de ambiente externo, sem esforço de forrageio e sem a exposição a predadores. Para isto, treze colônias foram utilizadas, sendo oito delas submetidas ao sistema de confinamento (CC), sem acesso ao campo e com fornecimento de alimentação energética e proteica (xarope de água com açúcar e pólen apícola desidratado e moído), enquanto que cinco permaneceram com livre acesso ao campo (CLA) e sem suplementação alimentar, a fim de serem usadas como controle. Além disto, três diferentes métodos de multiplicação de colônias foram testados: com fornecimento de alimento proteico, porém sem introdução de princesas (Método I); com introdução de princesas, porém sem fornecimento de alimentação proteica (Método II); e com fornecimento de alimentação proteica e introdução de princesas (Método III). No primeiro experimento, a produção de células variou de 1,7 a 6,2 células/dia, sendo em média, 4,24 ± 1,59 células/dia nas CC. Já nas CLA, a produção variou de 0,2 a 3 células/dia, com média de 1,76 ± 1,18 células/dia, diferindo significativamente entre os grupos. Ao final do experimento, somente o grupo das CC foi capaz de chegar até 4 discos, ou seja, ao patamar de colônia forte. Nesse grupo, 75% das colônias atingiram a meta de 4 discos, levando em média 52,13 ± 2,44 dias. Em relação ao patamar de colônia mediana (3 discos de cria), o grupo de CC obteve sucesso de 75%, enquanto o grupo das CLA obteve sucesso de 60%. A média de dias necessários para atingir a meta de 3 discos foi de 37,88 ± 3,56 e 31,25 ± 0,51 dias para CC e CLA, respectivamente. Porém, o número de células foi uma covariável que influenciou no número de dias até a conclusão do terceiro disco, sendo em média 174,5 ± 28,01 células nas CC e 133 ± 54,99 células nas CLA. Em relação aos métodos de multiplicação de colônias testados, o método I apresentou 83,3% de sucesso, enquanto que o método II e III apresentaram 9,8 e 14,3 % de sucesso, respectivamente. Portanto, conclui-se que a técnica de confinamento mostrou-se muito eficiente no fortalecimento de colônias fracas, podendo também ser utilizada para a manutenção das colônias no período de escassez. Desta forma, desde que a quantidade e qualidade do alimento sejam adequadas, as colônias estarão aptas para a fase de multiplicação. Essa multiplicação sem inserção de princesas e com fornecimento de alimento proteico é muito eficaz, porém, a técnica de inserção de princesas é promissora, necessitando mais estudos sobre a fisiologia e comportamento desses insetos para aprimorá-la.
Abstract: In periods of food shortage in the field, the production of honey and colonies decreases leading to weakening and even loss of colonies. Therefore, the maintenance of stingless bee colonies this time of year is still an obstacle in the production chain of beekeeping and management strategies that enable the maintenance and strengthening of colonies in times of food shortage must be established as well as efficient techniques of colonies multiplication. This study aimed to test the development of colonies of Melipona subnitida under confinement in order to develop them quickly, protected from external environment and without exposure to predators. For this, thirteen colonies were used, eight of them submitted to confinement system (CC) without access to the field, with energy and protein supply (syrup of water with sugar and Apis mellifera pollen), while five remained with free access to field (CLA) and without dietary supplementation in order to be used as control. In addition, three different methods of multiplication of colonies were tested: with supply of protein food, but without inserting princesses (Method I); with insertion of princesses, but without supply of protein food (Method II); with supply of protein food and insertion of princesses (Method III). In the first experiment, cell production ranged from 1.7 to 6.2 cells / day, with an average of 4.24 ± 1.59 cells / day in CC. In CLA, production ranged from 0.2 to 3 cells / day, averaging 1.76 ± 1.18 cells / day, significantly differ between groups. At the end of the experiment, only the group of CC was able to get up to 4 brood combs, that is the strong colony level. In this group, 75% of the colonies reached the target of 4 brood combs, taking an average of 52.13 ± 2.44 days. In relation to the median level colony (3 brood combs), the group of CC obtained 75% successful, while the group of CLA succeeded 60%. The average number of days needed to reach the goal of 3 brood combs was 37.88 ± 3.56 and 31.25 ± 0.51 for CC and CLA, respectively. However, the number of cells was one covariate that influenced the number of days until the conclusion of the third brood comb, averaging 174.5 ± 28.01 cells in CC and 133 ± 54.99 cells in CLA. Regarding multiplication methods colonies tested, the I method presented 83.3% successful, while the method II and III showed 9.8 and 14.3% successful, respectively. Therefore, it is concluded that the confinement technique proved to be very efficient in strengthening weak colonies, it may also be used for maintenance of colonies in the lean period. Thus, since the quantity and quality of food are adequate, the colonies are suitable for the multiplication phase. This multiplication without inserting princesses and with protein food supply is very effective, however, the princesses insertion technique is promising, need further study of the physiology and behavior of these insects to improve it.
Description: MENESES, Hiara Marques. Desenvolvimento de colônias de jandaíra (Melipona Subnitida) sob confinamento e avaliação de métodos de multiplicação. 2016. 56 f. Dissertação (mestrado em zootecnia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16986
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_dis_hmmeneses.pdf2,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.