Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17089
Título: Potencial do cipó - uva (Serjania lethalis) como fonte de néctar para a exploração apícola na Chapada do Araripe
Título em inglês: Potential of vines - grapes ( lethalis Serjania ) as a source of nectar for the bee farm in the Araripe
Autor(es): Alves, Társio Thiago Lopes
Orientador(es): Freitas, Breno Magalhães
Palavras-chave: Zootecnia
Apicultura
Apis mellifera
Capacidade de suporte
Croapé
Mel
Data do documento: 2013
Citação: ALVES, T. T. L. (2013)
Resumo: A espécie Serjania lethalis A.St.-Hil. é uma planta nativa encontrada em todas as regiões do Brasil, como Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul, sendo associada há vários biomas, tais como Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pantanal. No Ceará, a espécie é encontrada em um encrave de cerrado na Chapada do Araripe, sendo conhecida popularmente como croapé, cipó - uva e cipó - três - quinas. Embora seja explorada para a produção de mel há mais de vinte anos na Chapada do Araripe, pouco são os estudos científicos sobre a espécie. Com o presente estudo objetivou-se, portanto, investigar o potencial desta planta para exploração apícola na região. Para tanto, foram estudados a biologia floral, aspectos botânicos, requerimentos de polinização, visitantes florais, comportamento forrageiro da abelha Apis mellifera, bem como a capacidade de suporte de apiários e as características do mel produzido. O estudo foi realizado no período de 2008 a 2012 em Crato, Jardim, Juazeiro do Norte, Santana do Cariri (Ceará) e Moreilândia (Pernambuco). Os dados foram analisados por meio de análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (5%), usando-se o programa estatístico SAS versão 9.1 e pelo teste t (5%) usando o Programa do Microsoft Office Excel 2007. Os resultados mostraram que a espécie é uma planta andromonoica e apresenta uma fase unissexual ou díclina (com flores masculinas) e outra fase hermafrodita ou monoclina, além de apresentar uma floração anual com duração de quatro meses (agosto a novembro). As flores são produzidas em inflorescências do tipo tirso axilar e às 5 h, 73,75% dos botões florais estavam abertos. O padrão de secreção de néctar variou ao longo dos anos e sua concentração foi maior no período da tarde. As inflorescências duraram 35 dias, tendo uma variação de 20,5 a 22,68 cm (Santana do Cariri) e 13,47 a 21,89 cm (Moreilândia), de 86,76 a 154,90 flores/inflorescência (Santana do Cariri) e 58,64 a 128,92 flores/inflorescência (Moreilândia), e de 17,35 a 21,30 inflorescências/ramo (Santana do Cariri) e 12,20 a 16,60 inflorescências/ramo (Moreilândia). Os frutos de cipó - uva são secos e indeiscentes do tipo sâmara, características de síndrome de dispersão anemocórica e a polinização aberta proporcionou maior número de frutos vingados em ambos os municípios, diferindo dos demais tipos de polinização. A espécie depende de agentes bióticos para sua polinização, pois o vento não consegue carrear seu pólen e a flor é incapaz de promover autopolinização. A família Apidae foi a mais frequente entre os insetos visitantes, destacando-se as espécies Apis mellifera e Trigona spinipes. O forrageamento por Apis mellifera ocorre durante todo o dia, com maior pico às 9 h, coletando exclusivamente néctar tanto nas flores masculinas quanto nas hermafroditas. Em geral, as colônias de abelhas africanizadas distribuídas na área do cipó - uva na Chapada do Araripe (2008) e Santana do Cariri (2008 e 2010) apresentaram maior área de mel e menor área de cria em relação à área total de favos puxados e fluxo de pólen satisfatório. O mel polifloral produzido está enquadrado dentro das especificações da legislação brasileira para todos os parâmetros físico-químicos analisados e não apresentou contaminação por bolores, leveduras e coliformes totais. Na aceitação sensorial, verificou-se a aprovação do mel pelos provadores para os atributos de cor, sabor, aroma, viscosidade e aceitação global, sendo o atributo sabor o mais apreciado pelos provadores. Conclui-se que o cipó - uva (Serjania lethalis) necessita de agentes bióticos para promover a polinização, não sendo capaz de promover autopolinização. A espécie é bastante atraente aos insetos, predominantemente a abelha Apis mellifera, tendo exclusivamente o néctar como a recompensa alimentar. Desta forma, consegue manter colônias bem desenvolvidas nos apiários e apresenta mel apto para o consumo humano, no entanto há necessidade de melhorar o manejo das colônias na região para não comprometer a produção de mel.
Abstract: The species Serjania lethalis A.St.-Hil. is a native plant found in all regions of Brazil, like North, Northeast, Midwest, Southeast and South. It is associated with many biomes, such as Amazon, Caatinga, Cerrado, Atlantic Forest and Pantanal. In Ceará, this species is found in a Cerrado disjunction in the Araripe plateau, and it is known popularly as croapé, cipó - uva, and cipó – três - quinas. Although it is exploited for honey production for over twenty years in Araripe Plateau, the scientific studies about this species are few in number. Therefore, the present study aimed to investigate the potential of this plant to apicultural exploitation in the region. To this end, we studied the floral biology, botanical aspects, pollination requirements, flower visitors, foraging behavior of the honeybee (Apis mellifera), the carrying capacity of apiaries and also the characteristics of the honey produced. The study was carried out from 2008 to 2012 in Crato, Jardim, Juazeiro do Norte, Santana do Cariri (Ceará) and Moreilândia (Pernambuco). The data were analyzed through analysis of variance and means were compared by Tukey test (5%), using the SAS statistical software version 9.1 and the t test (5%) using the program Microsoft Office Excel 2007. The results showed that the species is a plant andromonoecious and presents a diclinous or unisexual phase (with male flowers) and another hermaphroditic or monoecious phase, besides presenting an annual flowering phase that lasts four months (August to November). The flowers are produced in axillary inflorescences of the type thyrsus, and 5:00 h 73.75% of the buds were open. The nectar secretion pattern varied over the years and its concentration was higher during the afternoon. The inflorescences lasted 35 days, with a range in length from 20.5 to 22.68 cm (Santana do Cariri) and from 13.47 to 21.89 cm (Moreilândia), 86.76 to 154.90 flowers/inflorescence (Santana do Cariri) and 58.64 to 128.92 flowers/inflorescence (Moreilândia), and 17.35 to 21.30 inflorescences/branch (Santana do Cariri) and 12.20 to 16.60 inflorescences/branch (Moreilândia). The cipó - uva fruits are dry and indehiscent of the type samara, with characteristics of an anemochoric seed dispersal syndrome, and the open pollination yielded more fruits set in both counties, differing from other types of pollination. The species depends on their biotic agents in order to accomplish its pollination, because the wind cannot carry the cipó - uva pollen grains, and the flower is unable to promote self-pollination. The family Apidae was the most frequent among the insect visitors, especially the species Apis mellifera and Trigona spinipes. The foraging by Apis mellifera occurs throughout the day, with the highest peak at 9 h, collecting, exclusively, nectar either in male as in hermaphroditic flowers. In general, the Africanized bee colonies distributed in a natural cipó - uva area in the Araripe Plateau (2008) and Santana Cariri (2008 and 2010) showed a larger honey storage area and a smaller brood area regarding to the total comb area, and also a satisfactory pollen flow. The polifloral honey produced fits within the Brazilian legislation for all physicochemical parameters analyzed, and showed no contamination by molds, yeasts and total coliforms. In sensory acceptance, the cipo - uva honey was approved by the panelists for the attributes of color, flavor, aroma, viscosity and overall acceptance, especially the flavor attribute that was the most appreciated by the panelists. It was concluded that the cipó - uva (Serjania lethalis) requires biotic agents to promote its pollination and consequently it is not able to promote self-pollination. The species is is quite attractive to insects, predominantly honey bees, with only nectar as a food reward. Thus, this species is able to keep well-developed colonies in apiaries, and it presents a honey suitable for the human consumption, however there is a need to improve the management of the colonies in the region in order to avoid compromising honey production.
Descrição: ALVES, Társio Thiago Lopes. Potencial do cipó - uva (Serjania lethalis) como fonte de néctar para a exploração apícola na Chapada do Araripe. 2013. 196 f. Tese (doutorado em zootecnia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17089
Aparece nas coleções:PPGZO - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_tese_ttlalves.pdf3,39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.