Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17116
Título: Relações filogenéticas de abelhas indígenas sem ferrão do táxon Melipona Illiger, 1806 (Apidae: Meliponina) baseadas em seqüências parciais da região its1 do DNA ribossômico nuclear
Título em inglês: Filogenéticas relations of aboriginal bees without sting of táxon Melipona Illiger, 1806 (Apidae: Meliponina) based in partial sequences of the region its1 of the nuclear ribossômico DNA
Autor(es): Bomfim, Isac Gabriel Abrahão
Orientador(es): Freitas, Breno Magalhães
Palavras-chave: ZOOTECNIA
Melipona
Seqüenciamento automático
ITS1 parcial
Reconstrução filogenética
Melipona
Data do documento: 2008
Citação: BOMFIM, I. G. A. (2008)
Resumo: O presente trabalho foi conduzido no período de abril de 2006 a março de 2008, nos departamentos de Zootecnia e de Biologia, da Universidade Federal do Ceará. O objetivo desta pesquisa foi investigar, através de dados moleculares, as relações filogenéticas de algumas abelhas indígenas sem ferrão do táxon Melipona Illiger, 1806, nativas do Brasil. Procurou-se fornecer subsídios para facilitar uma futura revisão taxonômica sobre essas abelhas, e desse modo gerar informações para o desenvolvimento de um criatório racional, adequado às diferentes espécies deste táxon, dessa forma contribuindo para o melhor aproveitamento comercial e conservação dessas abelhas. As amostras de abelhas foram coletadas em vários estados das regiões Norte, Nordeste e Sudeste do Brasil. Por meio da extração, amplificação e seqüenciamento parcial da região ITS1 do DNA ribossômico nuclear dessas amostras, somadas às seqüências parciais da região ITS1 de outras abelhas do mesmo táxon retiradas do GenBank, pôde-se verificar os seguintes aspectos: alinhamento múltiplo, composição nucleotídica, matriz de distância genética e reconstrução filogenética entre as mesmas. Os resultados mostraram que o alinhamento múltiplo produziu uma interseção central com o comprimento de apenas 141 pb e a média da distância genética entre todas as seqüências estudadas do táxon Melipona foi de 7,6%. As árvores construídas usando algoritmos baseados nos métodos de agrupamento do vizinho mais próximo (NJ), máxima parcimônia (MP) e máxima verossimilhança (MV) para as seqüências parciais da região pesquisada mostraram essencialmente a mesma topologia, sendo esta bem definida em três grandes clados: Clado 1- contendo as sequências de M. subnitida, M. quadrifasciata e M. mandacaia (todas pertencendo ao subgênero Melipona); Clado 2 – abrangendo as seqüências de M. quinquefasciata e M. fasciculata (ambas pertencendo ao subgênero Melikerria); Clado 3 – tendo como representantes no presente trabalho, as seqüências de M. mondury, M. flavolineata e M. scutellaris (todas pertencentes ao subgênero Michmelia). Todas as três árvores filogenéticas foram capazes de recuperar a monofilia tanto do gênero Melipona como também a dos três clados, que apareceram como grupos monofiléticos.
Abstract: The present work was carried out from April 2006 to March 2008, in the departments of Biology and Animal Science in the Universidade Federal do Ceará. The aim of this research was to investigate, through molecular data, the phylogenetic relationships among some Brazilian stingless bee species belonging to the taxon Melipona Illiger, 1806. It was attempted to obtain information that could facilitate a taxonomic revision of this bee group in the future and to generate information useful to the development of rational rearing adequate to the distinct species of this taxon, contributing to a better commercial exploitation and conservation of these bee species. Bee samples were collected in various states of the North, Northeast and Southeast regions of Brazil. Through the extraction, amplification and partial DNA sequencing of the ITS1 region of nuclear ribosomal DNA of those samples and the partial sequences of the ITS1 region of other bees of the same taxon searched in the GenBank, it was possible to observe the following parameters: multiple alignment, nucleotide composition, matrixes of genetic distances and phylogenetic reconstruction. Results showed that multiple alignment resulted produced a central intersection of only 141 bp long and the average of the genetic distance among all the studied sequences of the taxon Melipona was of 7,6%. The phylogenetic trees built using algorithms based on the methods of the Neighbor-Joining (NJ), Maximum Parsimony (MP) and Maximum Likelihood (ML) for the partial sequences showed essentially the same topology, which was clearly distinct in three great clados: Clado 1 - contained the sequences of M. subnitida, M. quadrifasciata and M. mandacaia (all belonging to the subgenus Melipona); Clado 2 - included the sequences of M. quinquefasciata and M. fasciculata (both belonging to the subgenus Melikerria); and Clado 3 – represented in this work by the sequences of M. mondury, M. flavolineata and M. scutellaris (all belonging to the subgenus Michmelia). The three phylogenetic trees were capable to recover the monophyly of the genus Melipona as well as of the three clados, that appeared as monophyletic groups.
Descrição: BOMFIM, Isac Gabriel Abrahão. Relações filogenéticas de abelhas indígenas sem ferrão do táxon Melipona Illiger, 1806 (Apidae: Meliponina) baseadas em seqüências parciais da região its1 do DNA ribossômico nuclear. 2008. 97 f. Dissertação (Mestrado em zootecnia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17116
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_igabomfim.pdf1,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.