Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17125
Título: Parâmetros ecofisiológicos de sementes de Mimosa caesalpiniifolia Benth
Título em inglês: Ecophysiological parameters of seeds of Mimosa caesalpiniifolia Benth
Autor(es): Holanda, Alexandre Emanuel Regis
Orientador(es): Medeiros Filho, Sebastião
Palavras-chave: Ecofisiologia vegetal
Caatinga
Temperatua
Luminosidade
Teor de água
Temperature
Data do documento: 2013
Citação: HOLANDA, A. E. R. (2013)
Resumo: Sementes de espécies iniciais são sensíveis à luminosidade e sua germinação é fortemente inibida pela luz filtrada pela vegetação. As sementes das espécies tardias não requerem luz e a germinação é reforçada por luz vermelho extremo. Os principais fatores ambientais que podem influenciar no processo germinativo são: luz, temperatura e teor da água. Baseado nas premissas da sucessão ecológica, esse estudo tem como objetivos avaliar as respostas ecofisiológicas da germinação das sementes de sabiá (Mimosa caesalpiniifolia Benth.) em relação à temperatura, luminosidade e dessecação, para posterior introdução da espécie em programas de recuperação de áreas degradadas. As análises foram feitas com sementes coletadas na Fazenda Experimental do Vale do Curu da Universidade Federal do Ceará – UFC, no município de Pentecoste – CE. Determinou-se a biometria de frutos e sementes e foi avaliada a germinação em diferentes temperaturas (5°C, 10°C, 15°C, 20°C, 25°C, 30°C, 35°C, 40°C, 45°C e 10-40°C), tipos de luminosidade (luz branca, vermelha, vermelho extremo e escuro) e teores de água (9,04%, 6,06%, 4,68%, 3,54%, 3,10% e 3,07%). No experimento de biometria de frutos e sementes os dados foram submetidos à análise descritiva. Os experimentos de temperatura, luminosidade e teor de água foram conduzidos em delineamento inteiramente casualizado. Verificou-se que as sementes possuem maior porcentagem de germinação na temperatura de 25°C e germinam na faixa de temperatura de 10-40°C. A germinação das sementes é considerada como indiferente a luminosidade e controlada pelo fitocromo A por meio da resposta de fluência muito baixa (RFMB). As sementes não sofrem danos a baixos níveis de teor de água e são classificadas como ortodoxas.
Abstract: Initial seed species are sensitive to light and their germination is strongly inhibited by light filtered by vegetation. The seeds of the later successional species do not require light and the germination is enhanced by far red light. The main environmental factors that can influence the germination process are: light, temperature and water potential. Based on the assumptions of ecological succession, this study aims to evaluate the ecophysiologicals responses of seed germination of sabiá (Mimosa caesalpiniifolia Benth.) in relation to temperature, light and desiccation, for later specie introduction to recovery programs in degraded areas. The analyzes were performed with seeds collected at the Vale do Curu Experimental Farm of Federal University of Ceará - UFC, Pentecoste city – Ceará. It was determined biometrics fruit and seed and germination was evaluated at different temperatures (5°C, 10°C, 15°C, 20°C, 25°C, 30°C, 35°C, 40°C, 45°C and 10-40 ° C), types of light (white light, red light, far red light and dark) and humidities (9.04%, 6.06%, 4.68%, 3.54%, 3.10% and 3.07%). Experiment of biometrics fruit and seed the data were analyzed descriptively. The experiments of temperature, light and humidity content were conducted in a completely randomized design. It was found that the seeds have a higher germination rates at 25°C and germinated in the temperature range of 10-40°C. Seed germination is considered indifferent to light and controlled by the phytochrome using the response very low fluence (RFMB). And the seeds not suffer damage to low levels of humidity content and were classified as orthodox.
Descrição: HOLANDA, Alexandre Emanuel Regis. Parâmetros ecofisiológicos de sementes de Mimosa caesalpiniifolia Benth. 2013. 45 f. Dissertação (Mestrado em ecologia e recursos naturais)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17125
Aparece nas coleções:DBIO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_aerholanda.pdf638,33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.