Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17138
Título: Parâmetros microbiológicos e enzimáticos do solo sob diferentes culturas perenes e uma mata nativa no semi-arido do Ceará
Título em inglês: Microbiological and enzymatic parameters soil under different perennial crops and a native forest in semi-arid region of Ceará
Autor(es): Matos, Eugênio Pacelli Nunes Brasil de
Orientador(es): Weber, Olmar Baller
Palavras-chave: Ecologia
Fruteira tropical
Bioindicador
Microrganismos do solo
Enzimas do solo
Tropical fruit tree
Data do documento: 2010
Citação: MATOS, E. P. N. B. (2010)
Resumo: Os microrganismos são peças chave nos processos de transformação da matéria e interagem com todos os organismos vivos, respondem rapidamente as mudanças no ambiente e por isso são considerados em avaliações das condições do meio, inclusive do solo. Tem-se por hipótese que a microbiota é afetada pela sazonalidade, e que os microrganismos são bons indicadores das mudanças provocadas não só pela sazonalidade, mas pelo manejo adotado em diferentes culturas. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros microbiológicos e enzimáticos do solo sob diferentes culturas perenes e uma mata nativa no semi-árido de Trairi, estado de Ceará (Brasil). Foram monitoradas as populações de fungos, bactérias e actinomicetos, o teor de carbono orgânico, a biomassa microbiana, a respiração basal, os quocientes metabólico e microbiano e a atividade das enzimas desidrogenase, fosfatase ácida e urease do solo. Amostras compostas do solo foram coletadas na profundidade de 0–10 cm em dois períodos: chuvoso (abril 2009) e seco (outubro 2009) em diferentes cultivos: cajueiros jovens (área A) e velhos (área B), coqueiros e gravioleiras, as quais foram comparadas com uma área de mata nativa. Verificou-se que o teor de carbono orgânico foi similar entre todas as áreas nos dois períodos, enquanto a biomassa microbiana apresentou algumas diferenças entre as áreas cultivadas. A respiração basal teve padrão de variação temporal semelhante entre as áreas avaliadas para um mesmo período, mas diferiu entre períodos para todas as áreas, confirmando a influência da sazonalidade. O qCO2 não apresentou variações significativas entre as áreas cultivadas e entre os períodos estudados. Maiores valores de qMIC foram constatados na área de mata, em ambos os períodos, e na área com cajueiros velhos no período chuvoso, enquanto que um menor qMIC foi verificado para as áreas ocupadas pelas demais culturas em ambos os períodos. As densidades populacionais de microrganismos foram similares nas áreas ocupadas pelas fruteiras e na mata, bem como entre os períodos, onde as áreas apresentaram maiores quantidades de microrganismos com relação à mata. A enzima desidrogenase juntamente com a fosfatase ácida e urease diferiram entre as áreas e os períodos avaliados, reforçando a hipótese de que a sazonalidade altera as condições microbiológicas e enzimáticas do solo. As atividades das enzimas fosfatase ácida e urease foram similares, detectando-se maior valor nas áreas cultivadas e menor atividade na mata. Por sua vez, a desidrogenase indicou comportamento inverso, apresentando maior atividade na mata. Pela análise de similaridade da microbiota e da atividade de enzimas observou-se que a mata divergiu das demais áreas, sendo mais próxima da área com cajueiros jovens. Com base nos resultados deste estudo conclui-se: a) a sazonalidade influenciou os parâmetros microbiológicos e enzimáticos avaliados; b) o manejo adotado nas áreas sob cultivo alterou a atividade da microbiota do solo; c) os quocientes metabólico e microbiano foram importantes para conferir relações que não podiam ser detectadas com análises isoladas; d) as análises isoladas não conferiram bom indicador de qualidade do solo; e) o cultivo de microrganismos do solo refletiu as condições microbiológicas no que diz respeito à diversidade e abundância e f) as atividades das enzimas foram boas indicadoras das condições metabólicas do solo, sendo específicas.
Abstract: Microorganisms are key pieces in transformation of organic matter, interacting well with all living organisms, responding quickly to changes in environment, and therefore, being considered in many assessments of environmental conditions, including soil. As hypothesis microbiota is seasonally affected, and the microorganisms are good indicators of seasonable changes as well as for the management adopted in different crop systems. The objective of this study was to evaluate the microbiological and enzymatic parameters of soil under different crops and native vegetation in a semi-arid area of Trairi, state of Ceará (Brazil). The populations of fungi, bacteria and actinomycetes, the content organic carbon, the microbial biomass, the basal respiration, the metabolic quotient, microbial quotient and the activity of enzymes dehydrogenase, acid phosphatase and urease were monitored. Composite soil samples were collected at a depth of 0-10 cm in two periods: rainy season (April 2009) and dry season (October 2009) in different crop systems: young cashew crop (area A) and old cashew crop (area B), soursop trees and an area of native forest. It turned out that the organic carbon content of soil was similar in all areas in both periods, nevertheless the microbial biomass showed significant differences between cultivated areas. The basal soil respiration showed a pattern similar to temporal variation between the areas assessed at the same period, but differed between periods for all areas, confirming the influence of season. The qCO2 did not show significant variations between crops and between the periods studied. Higher values of qMIC were found in the forested area in both periods and in the area with old cashew trees in the rainy season, while a smaller qMIC was observed in areas with other crops in both periods. Population densities of microorganisms were similar in the soil under cultivation of fruit trees and in forest area, and between periods, where areas had higher amounts of microorganisms in relation to the forest. A dehydrogenase enzyme with acid phosphatase and urease differ between the areas and periods, reinforcing the idea that season changes the microbiological and enzymatic conditions of the soil. The activities of the enzymes acid phosphatase and urease were similar, detecting increased activity in cultivated areas and lower activity of enzymes in the native vegetation area. In turn, the dehydrogenase showed an opposite trend, with higher value in the forest. For the similarity analysis of the microflora and enzyme activity was observed that the forest has diverged from other areas, being closest to the area with young cashew trees. The results obtained allowed to conclude: a) the season influenced the enzymatic activity and microbiological parameters assessed; b) the management adopted in the cropped areas affected the activity of soil microbes; c) the microbial and metabolic quotients were important to check that relations what can not be detected on individual evaluations; d) the individual evaluations did not give a good indicator of soil quality; e) populations of soil microorganisms reflected on the microbiological conditions in respect of the diversity and abundance; f) and activities of enzymes were considered good indicators of the metabolic conditions of the soil, being specific.
Descrição: MATOS, Eugênio Pacelli Nunes Brasil de. Parâmetros microbiológicos e enzimáticos do solo sob diferentes culturas perenes e uma mata nativa no semi-arido do Ceará. 2010. 90 f. Dissertação (Mestrado em ecologia e recursos naturais)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17138
Aparece nas coleções:DBIO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_epnbmatos.pdf554,96 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.