Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17161
Título: Aspectos da ecologia trófica e distribuição vertical de uma população de Dendropsophus gr. Microcephalus (Anura, Hylidae) em uma area de mata de tabuleiro litorâneo do Nordeste brasileiro
Título em inglês: Aspects of trophic ecology and microhabitat use (vertical distribution) of a population of Dendropsophus gr. microcephalus (Anura, Hylidae) in a forest area of the coastal tableland Brazilian Northeast
Autor(es): Gondim, Patrícia de Menezes
Orientador(es): Cascon, Paulo
Palavras-chave: Ecologia
Dendropsophus
Dieta
Hábitos alimentares
Estratificação vertical
Microhábitat
Data do documento: 2012
Citação: GONDIM, P. M. (2012)
Resumo: Neste trabalho foram realizados estudos sobre a dieta e a estratificação vertical em D. gr. microcephalus em uma área de tabuleiro litorâneo do nordeste brasileiro. Em relação à dieta, foram identificados os principais itens alimentares, a ocorrência de variação sexual, ontogenética e estacional quanto às presas consumidas, bem como a relação do comprimento e volume destas com o comprimento rostro-cloacal e a largura da mandíbula. Quanto à estratificação vertical, foram analisadas possíveis diferenças sexuais, ontogenéticas e estacionais na altura de empoleiramento. Os trabalhos de campo ocorreram mensalmente de março até dezembro de 2011, totalizando dez meses de coletas, obtendo-se uma amostra total de 229 indivíduos (177 machos, 52 fêmeas). Foram quantificadas 464 presas distribuídas em 15 categorias, sendo Diptera, Coleoptera, Araneae e Hemiptera os principais itens consumidos, composição alimentar encontrada na maioria das espécies do gênero. O predomínio de dípteros na composição alimentar aponta Dendropsophus como um grupo importante de biocontroladores de insetos prejudiciais. Fêmeas apresentaram valores maiores do que machos em relação ao comprimento rostro – cloacal (CRC), largura da mandíbula e massa corpórea, sendo largura da mandíbula a responsável pelas diferenças sexuais e ontogenéticas quando relacionada com comprimento e volume dos itens consumidos. Quanto à variação estacional, comprimento e volume dos itens alimentares tiveram valores maiores durante a estação chuvosa, sugerindo uma abundância maior de presas nesse período. A altura de empoleiramento em D. gr. microcephalus foi semelhante ao encontrado em outras espécies do gênero. Adultos se empoleiraram em alturas inferiores, enquanto jovens alcançaram alturas maiores, diferenças que estão relacionadas com a largura da mandíbula e, possivelmente, com CRC e massa corpórea. Estratificação vertical devido a variações estacionais pode estar ligada a fatores abióticos como temperatura, umidade relativa do ar e/ou vento, porém, outros estudos devem ser realizados para confirmar a relação desses fatores, não só com as variações estacionais, mas também com as variações sexuais e ontogenéticas.
Abstract: In this work, it was studied the diet and vertical stratification in D. gr. microcephalus in an area of coastal tableland of northeastern Brazil. Regarding diet, it was identified the main food items, the occurrence of sexual, ontogenetic and seasonal variation in relation to the consumed prey, as well as the ratio of length and volume of these with the snout-vent length and jaw width. As for the vertical stratification, it was analyzed possible sex, ontogenetic and seasonal time differences for perch height. The field work took place monthly from March to December 2011, totalizing ten months of collections, obtaining a sample of 229 individuals (177 males, 52 females). It was quantified 464 prey distributed in 15 categories, being Diptera, Coleoptera, Araneae e Hemiptera the main items consumed,food composition found in most species of the genus. The predominance of Diptera in dietary composition points out Dendropsophus as an important group of biocontrol of harmful insects. Females had higher values than males in relation to snout-vent length (SVL), jaw width (JW) and body mass, being jaw width the responsible for the sexual and ontogenetic differences when related to length and volume of items consumed. With regard to seasonal variation, length and volume of food items were greater during the rainy season, suggesting a greater abundance of prey during this period. The height of perch D. gr. microcephalus was similar to that found in other species of the genus. Adults perched at lower altitudes, while youngsters have reached greater heights, differences that are related to the jaw width and possibly to the SVL and body mass. Vertical stratification due to seasonal variations may be linked to abiotic factors such as temperature, relative humidity and / or wind; however, further studies should be conducted to confirm the relationship of these factors, not only with seasonal variations, but also with sexual and ontogenetic variations.
Descrição: GONDIM, Patrícia de Menezes. Aspectos da ecologia trófica e distribuição vertical de uma população de Dendropsophus gr. Microcephalus (Anura, Hylidae) em uma area de mata de tabuleiro litorâneo do Nordeste brasileiro. 2012. 55 f. Dissertação (Mestrado em ecologia e recursos naturais)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17161
Aparece nas coleções:DBIO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_pmgondim.pdf1,19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.