Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17174
Título: Atributos de historia de vida, estrutura e dinâmica populacional de árvore sob clima tropical sazonalmente seco
Título em inglês: Attributes of life history, structure and population dynamics of tree in climate seasonally dry tropical
Autor(es): Silveira, Andrea Pereira
Orientador(es): Araújo, Francisca Soares de
Palavras-chave: Ecologia
Cordia oncocalyx
Ontogenia
Alometria
Fenodinâmica
Padrão espacial
Data do documento: 2012
Citação: SILVEIRA, A. P. (2012)
Resumo: A estacionalidade e a estocasticidade pluviométrica são os principais reguladores da estrutura e da dinâmica das populações em vegetações tropicais sazonais secas. Essa estocasticidade, no entanto, pode resultar em ambientes heterogêneos tanto em relação à disponibilidade hídrica como em relação à disponibilidade vertical e horizontal de luz. Na vegetação decídua espinhosa do semiárido brasileiro (caatinga), uma das espécies lenhosas mais abundantes é Cordia oncocalyx, árvore endêmica e explorada por extrativismo devido ao valor madeireiro, energético, forrageiro, medicinal e paisagístico. Para entender como árvores da caatinga respondem à sazonalidade e estocasticidade pluviométrica foram analisados, ao longo de dois anos, a estrutura e a dinâmica populacional de C. oncocalyx na RPPN Serra das Almas, Crateús-Ceará. Foram determinados: i) estádios ontogenéticos, modelo arquitetural e relação altura-diâmetro; ii) fenodinâmica; iii) padrão espacial; iv) taxas de natalidade, mortalidade, recrutamento e crescimento biométrico. Parâmetros de estrutura e de dinâmica foram correlacionados com precipitação, umidade do solo, temperatura e disponibilidade vertical e horizontal de luz. A estrutura de C. oncocalyx se assemelha a das espécies tolerantes à sombra de florestas pluviais por concentrar a maior densidade nos estádios iniciais, mas difere porque forma banco de infantes ao invés de banco de plântulas. A disponibiliade vertical de luz, com apenas 4.7% atingindo o solo, e a arquitetura Prévost indicam a luz como fator limitante para os estádios iniciais. Contudo, o coeficiente alométrico diferiu dos modelos de similaridade geométrica, similaridade elástica e estresse constante. O crescimento contínuo em diâmetro, mesmo após os indivíduos atingirem altura máxima, aponta a baixa densidade de árvores e as restrições hídricas como as principais forças impulsionadoras da alometria, as quais podem limitar o crescimento em altura mas não em diâmetro. As fenofases vegetativas e reprodutivas respondem similarmente aos pulsos de chuva, com ajustes na época, duração e intensidade, correlacionadas com variações na precipitação e umidade do solo, excluído o fotoperíodo como gatilho. Menor sincronia, separação temporal de fenofases e estoque de frutos no banco do solo, foram estratégias de distribuição de risco apresentadas pela população. A modificação da agregação em semente e plântula para aleatoriedade em infante, e a dissociação dos reprodutivos e sementes em relação aos estádios juvenil e imaturo, indicam que a mortalidade dependente de densidade atua na estruturação espacial da população. Entretanto, a retomada da agregação nos estádios juvenil, virgem e reprodutivo indica que a estocasticidade pluviométrica pode gerar a distribuição agregada desses estádios. A natalidade e o recrutamento ocorrem na estação chuvosa, mas a mortalidade registrada apenas em plântula e infante se dá ao longo do ano com pico nos meses secos. O crescimento em altura e diâmetro mostrou decréscimo ou estagnação na seca e acréscimo na chuva. Juvenil apresentou maior crescimento em altura em áreas com dossel mais aberto (rs=0.24). A taxa de incremento populacional (ʎ) foi de 1,0336 e a maior sensibilidade foi na transição de infante para juvenil. Dominância local e tendência de aumento populacional são explicadas pela formação de dois bancos, sementes e infantes, os quais garantem um estoque para recomposição populacional mesmo em anos de seca.
Abstract: The rainfall seasonality and stochasticity are the main regulators of structure and population dynamics in seasonally dry tropical vegetations. This stochasticity, however, can result in heterogeneous environments both in relation to water availability as in the availability of vertical and horizontal light. In deciduous thorny woodland vegetation of semiarid northeastern Brazil (caatinga), one of the most abundant woody species is Cordia oncocalyx, endemic tree and explored through extractivism due to its timber, energetic, foraging, medicinal, and scenic value. To understand how the caatinga trees respond to rainfall seasonality and stochasticity were analyzed, over two years, the structure and population dynamics of C. oncocalyx in Serra das Almas RPPN, Crateús-Ceará. Were determined: i) ontogenetic stages, architectural model and height-diameter relationship, ii) phenodynamics, iii) spatial pattern, iv) birth, mortality, recruitment and growth biometric rates. Parameters of structure and dynamics were correlated with rainfall, soil humidity, temperature and vertical and horizontal light availability. The structure of C. oncocalyx resembles that of shade-tolerant species of tropical rainforest to concentrate the highest density in the early stages, but differs because it forms the bank of infant rather than a seedling bank. The availability of vertical light, with only 4.7% reaching the ground, and Prévost architecture indicate light as a limiting factor in the early stages. Nevertheless, the allometric coefficient differ from geometric similarity, elastic similarity and constant stress models. The uninterrupted growth in diameter, even after individuals reach the maximum height, indicates the low density of trees and water restrictions as the main driving strenght of allometry, which may limit the growth in height, but not in diameter. Both the vegetative and reproductive phenophases respond similarly to variations in rain pulses, with adjustments in time, duration, and intensity, which were correlated with variations in rainfall and soil humidity, excluding photoperiod as a trigger. Lower synchrony, temporal separation of phenophases, and storage of fruits on the ground were risk-spreading strategies used by the population in the dry year. The change of aggregation in seeds and seedlings for randomness in the infant, and the decoupling of reproductive and seeds in relation to juvenile and immature stages, may indicate that the density-dependent mortality operates in the spatial structure of the population. However, the resumption of aggregation in juvenile, virginile and reproductive stages indicates that rainfall stochasticity creates the aggregate distribution of these stages. The dynamics of birth and recruitment occur in the rainy season, but recorded mortality only in seedling and infant occurs throughout the year with a peak in the dry months. The height and diameter growth showed decline or stagnation in the drought and increase in the rainfall. Juveniles showed greater growth in height in areas with more open canopy (rs = 0.24). The rate of population increase (ʎ) was 1.0336 and the highest sensitivity was in the transition from infant to juvenile. Local dominance and population growth tendency are explained by the formation of two banks, seeds and infants, which ensure a stock for recomposition even in drought years.
Descrição: SILVEIRA, Andrea Pereira. Atributos de historia de vida, estrutura e dinâmica populacional de árvore sob clima tropical sazonalmente seco. 2012. 122 f. Tese (Doutorado em ecologia e recursos naturais)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17174
Aparece nas coleções:DBIO - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_apsilveira.pdf12,15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.